Quer viajar de Motorhome?

Quer viajar de Motorhome?

Vocês sabem que minha família adora viajar de MotorHome e já fizemos duas pelos EUA, visitamos varios lugares e sempre indicamos esse tipo de viagem! Todo mundo se diverte: tanto os adultos, como as crianças! Recebi essa sugestão de pauta e quero compartilhar com vocês:

 

Quer viajar de Motorhome? A Mobility responde as suas dúvidas

 

Muito comum em países europeus e na América do Norte, como EUA, França e Portugal, os adeptos do pé na estrada buscam, cada vez mais, opções de locomoção, entre elas o motorhome. De acordo com a Mobility, plataforma pioneira na comparação de preços de locação de veículos, a locação desse tipo de automóvel cresceu 63% no último ano, principalmente na Califórnia, EUA.

 

“A experiência de viajar a bordo de um motorhome é única. O veículo oferece tudo o que uma casa tem, como cama, banheiro com chuveiro e água quente, TV, frigobar, fogão, entre outras facilidades. Isso, sem contar, o conforto de poder viajar pelas melhores estradas do mundo, sem perder os detalhes de cada localidade”, afirma Oskar Kedor, CEO da Mobility.

 

Por isso, a Mobility separou algumas informações e dicas valiosas para quem deseja se aventurar a bordo de um motorhome.

 

1 – O que é um motorhome – um veículo adaptado com cozinha, geladeira, micro-ondas, banheiro com chuveiro quente, pia, camas, mesa para refeições, guarda-roupa, gerador de energia, ar-condicionado, fogão etc. Ou seja, é uma espécie de casa móvel, motorizada.

2 – Valor de locação – O preço médio de locação de um motorhome depende do tamanho do veículo (capacidade para 2, 3, 5, 6 ou 7 pessoas), da localidade, da antecedência em que a reserva é feita e da quantidade de dias e, pode variar de US$ 70,00 a US$ 150,00 por dia.

3 – Requisitos para os condutores – Os motorhomes de até 3.5 toneladas exigem a CNH de categoria B, além da documentação básica como passaporte e cartão de crédito com limite para caução. Sempre recomendamos também a carteira de habilitação internacional.

4 – Onde estacionar – Antes de viajar, verifique as opções de camping pelo caminho. Pesquise, veja quais os diferenciais, preços, opções de lazer, entre outros. Para auxiliar nessa tarefa, atualmente existem inúmeros aplicativos com dicas de locais de parada e campings.

5 – Manutenção – Ao locar um motorhome, ele já virá com a manutenção em dia. Isso reduz as preocupações e permite que o viajante aproveite mais a experiência.

6 – Água – Sempre fique atento ao reservatório de água do veículo. O ideal é verificar a quantidade a cada parada, além de utilizar a água com cautela, para que dure o tempo necessário para chegar à próxima parada.

 

Melhores destinos

EUA – a Califórnia é um destino bastante procurado pelos campistas. Por possuir praias lindas e inúmeras opções de campings, a rota garante uma experiência inesquecível. Outra rota interessante no país é São Francisco, com paisagens exuberantes, opções gastronômicas sensacionais e roteiros históricos. Para quem ama uma aventura, a Rota 66 é clássica.

 

 

Canadá – Ottawa, a capital federal do Canadá, é uma boa opção para quem deseja conhecer locais históricos, galerias e museus. Para os amantes da natureza, localizado em Ontário, o Algonquin Provincial Park, é um famoso destino, dono de paisagens exuberantes, rodeado de pinheiros gigantescos, com trilhas de caminhadas e rotas de canoagem.

 

 

Portugal – Amarante, pertencente ao Distrito do Porto, fica localizada às margens do Rio Tâmega e vale muito a pena visitar. A cidade produz excelentes safras de vinhos verdes e oferece diversas atrações gastronômicas. Outra sugestão é o Cabo da Roca, situado na freguesia de Colares, concelho de Sintra e distrito de Lisboa. Este é o ponto mais ocidental de Portugal continental e a grande atração desse local é sua paisagem natural.

 

 

França – Declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o “Loire Valley” é um ótimo local para conhecer mais sobre a essência da paisagem francesa. Fica localizada no centro da França e além suas vinhas, pomares e castelos, ainda possui numerosos campings para passar a noite.

 

 

Saiba escolher o melhor modelo para sua família – Se a viagem for longa, opte pelo modelo mais completo, garantindo que não falte nada durante o trajeto. Para facilitar sua viagem as locadoras oferecem o aluguel de kits como kit cozinha (que possui pratos, copos, talheres, panelas e outros), kit pessoal (inclui lençol, cobertor, travesseiro, toalha) entre outros. Consulte-nos para os valores.

Confira no nosso site alguns modelos disponíveis.

Caso ainda tenha dúvida, procure a Mobility. Nossos consultores podem te ajudar a responder suas dúvidas e após fazer o check list, é só aproveitar a experiência! Boa viagem!

 

Imagens e texto: Anna Brom – anna@oribacomunicacao.com.br / Larissa Oliveira – larissa@oribacomunicacao.com.br

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#California#Canadá#férias#França#motorhome#Portugal#Viagem#viagens#viajar

Receitinha do dia: bolo gelado de paçoca!

Receitinha do dia: bolo gelado de paçoca!

Que tal uma sobremesa deliciosa e geladinha para adoçar o paladar nesse verão? Pensando nos dias mais quentes do ano, a Bunge separou uma receita de Bolo Gelado de Paçoca que é perfeita para se refrescar na estação, além de ser rápida e prática de reproduzir em casa.

 

 

Bolo gelado de paçoca

Rendimento: 12 porções

Grau de dificuldade: Fácil

Tempo de preparo: 1 hora

 

INGREDIENTES

Massa

4 ovos

1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar (240g)

4 colheres (sopa) de margarina PRIMOR todo dia, em temperatura ambiente (80g)

4 colheres (sopa) de água (60ml)

2 xícaras (chá) de farinha de trigo PRIMOR ( 220g)

1 colher (sopa) de fermento em pó (10g)

margarina e farinha  PRIMOR, para untar

Recheio

1 lata de leite condensado (395g)

1 colher (chá) de margarina PRIMOR

1 colher (sopa) de farinha de trigo PRIMOR (15g)

12 paçocas de rolo (180g)

200g de creme de leite para chantili, bem gelado

MODO DE FAZER

1- Na batedeira  bata os ovos com o açúcar até triplicar de volume

2- Adicione a água e a margarina e bata mais um pouco

3- Fora da batedeira acrescente a farinha e o fermento

4- Despeje a massa em uma assadeira redonda com 20cm, untada com margarina e enfarinhada

5-Asse no forno preaquecido na temperatura moderada (180graus) por cerca de 40 minutos ou até que ao espetar um palito ele saia seco

6-Desenforme morno. Depois de frio corte em 2 camadas e reserve

7- Em uma panela coloque o leite condensado com a margarina  e com a farinha e cozinhe , mexendo sempre, até que comece a soltar do fundo da panela.

8- Junte as paçocas esmigalhadas e reserve até esfriar

9- Na batedeira bata o creme de leite até obter um creme liso e espesso.

10- Retire cerca de 3 colheres deste creme e junte ao creme de paçoca, misturando até afinar.

11- Delicadamente junte os cremes  e recheie e cubra o bolo.

12- Decore a gosto e sirva gelado

DICA

Umedeça as camadas de bolo com 1/2 xícara (chá) de água fervida com 1 colher (sopa) de açúcar e 1 pau de canela e 1 colher (sopa) de vinho licoroso

 

Imagem e auxilio texto: IN PRESS PORTER NOVELLI / Glauber Canovas – (glauber.canovas@inpresspni.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#bolo#bolo gelado de paçoca#cake#Receitas

Por que é tão difícil mudar hábitos?

Por que é tão difícil mudar hábitos?

Sabemos que, para a maioria das pessoas, é muito difícil mudar um hábito. Por que será? O que está relacionado às nossas rotinas que nos impede de realizar mudanças para melhor? Para a fisioterapeuta com foco em Saúde Integrativa, Frésia Sa, Talvez, a resposta esteja nas nossas crenças e nos nossos traumas.

 

 

Alguns números podem nos ajudar a compreender por que mudar hábitos é algo diferente para cada pessoa: com relação à questão de tempo, existe uma pesquisa realizada que muda um pouco a lógica que é apregoada nas redes sociais e que já foi tema de livros. Segundo um estudo da Universidade Colege London, com 96 participantes, que durante 84 dias realizaram mudanças de rotina em diferentes graus, existem, também, diferentes tempos para a adesão de hábitos.

 

“Para hábitos simples, como beber um copo com água todas as manhãs, o prazo de 21 dias, que é o mais conhecido, funciona muito bem”, explica Frésia, “entretanto, conforme o hábito vai sendo mais intenso, ou necessite de mudanças mais drásticas que mexam conosco de formas mais profundas, o prazo vai, também, aumentando”.

 

A média desse estudo foi de 66 dias, com picos de 84 dias, no caso de mudanças mais complexas, como realizar 50 abdominais diariamente. “Para nós, que trabalhamos com saúde integrativa, ou seja, que reúne todas as áreas da vida e que também investiga traumas, crenças, as mudanças precisam estar alinhadas com a saúde corpo-mente para acontecerem de formam mais natural e, portanto, rápida”, lembra Frésia.

 

Mas, o que são hábitos?

 

A fisioterapeuta explica: “o que conhecemos por hábitos são ações repetidas que realizamos numa sequência automática com uma frequência que se torna uma rotina. Esta capacidade mecânica de realizar libera a mente, o que facilita muito a ação do sistema nervoso, pois a força vontade dispende muita energia, nos ocupando de maneira muito significativa. Seria como quando aprendemos a dirigir, no início gastamos uma energia muito maior pensando em cada etapa de como fazer. Depois quando isto vira um “hábito” nossa mente fica livre para escutar uma música, conversar”, revela.

 

“Quase metade de tudo que fazemos são hábitos”, lembra Frésia, “portanto, se deseja transformar a sua vida, mudar os hábitos é um caminho bastante decisivo. Neste sentindo, usar o foco de maneira consciente para identificar que hábitos são construtivos ou limitadores para o seu propósito pode facilitar atingir a realidade que você deseja”.

 

Assim, a primeira decisão é identificar todas as características do padrão que deseja mudar na sua vida. os pontos principais que se deve analisar são: gatilho, rotina e recompensa. Então, o que desperta em você a ação mecânica? Como são as etapas destas ações? O que você ganha com esta repetição diária de ações?

 

Frésia explica que não há como eliminar um hábito completamente: “nesse sentindo, o mais inteligente seria substitui-lo. Para que você tenha sucesso nesta substituição é importante que você comece pequeno, isto é, escolha um hábito por vez e implemente pequenas novas ações repetidas e abuse das recompensas. Lembre-se você é aquilo que faz e pensa repetidamente, portanto escolha com bom senso aquilo que vai incorporar em sua vida, isto virá a ser um obstáculo ou um facilitador da vida que você tanto deseja”.

 

Quero mudar, mas minhas memórias não deixam

 

“Vamos pensar em um caso de alguém que tenha ouvido, a vida toda, que é preguiçoso, ou pouco esforçado, ou que nunca consegue nada do que quer. Desde criança. Essa crença, no caso, ficou gravada no inconsciente e essa pessoa possivelmente agirá, na vida, sem perceber, de forma preguiçosa e pouco esforçada. Não por vontade própria e, muitas vezes, nem mesmo por uma característica pessoal. Mas porque ela acredita que é assim”, revela a especialista.

 

Uma crença limitante pode ampliar o tempo de uma mudança de hábito ou, inclusive, invalidar a própria mudança! “O mesmo acontece com traumas. Alguém que sofreu um trauma em um assalto noturno, por exemplo, pode criar um hábito de não sair de casa à noite. E, caso o trauma não seja tratado, mudar esse hábito pode ser quase impossível. Estamos dando um exemplo prático, mas podemos ter traumas desconhecidos que nos limitam de forma inconsciente”, lembra Frésia.

 

Para ela, em casos como esses, o trabalho de Saúde Integrativa, que analisa todas as áreas da vida do paciente, e o uso da Microfisioterapia e do PSYCH-K®, por exemplo, que são ferramentas que Frésia utiliza, são fundamentais para tratar os traumas e as crenças e criar um programa de mudança de hábitos.

 

Saiba mais: https://www.biointegralsaude.com.br/

Fonte: Biointegral Saúde

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#dicas#habitos#mudança de habitos#saude

Dicas de passeios em Miami!

Dicas de passeios em Miami!

Oi meninas, tudo bem?! Recebi muitos pedidos por direct sobre dicas de passeios em Miami! Como temos casa aqui acabamos conhecendo muitos lugares, endereços legais etc… Vou passar para vocês um roteiro de 4 dias aqui na cidade, tá? Não precisa ser necessariamente nessa ordem, são apenas sugestões:

 

Sunny Isles e Aventura

 

Minha praia preferida em Miami é sem dúvida alguma a de Sunny Isles! Se você não estiver hospedada em hotel ou apartamento pé na areia pesquise alguns “day use” de hotel pois vale a pena! Se você não liga em ter que levar cadeira ou guarda sol, pode estacionar o carro nas entradas públicas e curtir a praia sem pagar nada! Aproveite o dia e vá ao shopping Aventura! Ele é enormeeeeee e você irá precisar de metade do dia ao menos! Lá tem várias opções de restaurantes! No bairro Aventura você também encontra o Gulfstram (complexo de lojinhas, boliche, restaurantes e cassino)! Pelas ruas super indico uma passadinha na Target, Michaels , Nordstrom Rack e Marshall’s! Amoooooo todas!

 

 

Bal Habour e Lincoln Road

 

O shopping Bal Habour é considerado o mais luxuoso da cidade, com marcas super famosas! Mesmo que seu “budget” não permita, não deixe de ir passear e almoçar por lá! Amo o Makoto!  Mais tarde, sugiro passeio pela Lincoln Road, um clássico da cidade! Lá tem mil lojas (Zara, Sephora etc) e restaurantes. Não deixe de provar o melhor Sanduiche da cidade – Shake Shack!

 

 

Design District e Wynwood 

 

Os bairros mais “cool” e artsy de Miami estão aqui! Mas não indico nada em Wynwood após as 17 hs! O design é incrível no quesito lojas, restaurantes e decor! Tente almoçar no grego Mandolin! Se vocês tiverem mais dias indico muitooooo um passeio por Palm Beach (já fiz vários posts sobre a cidade, coloquem no Google Ask Mi + Palm Beach) e Key Biscayne (também tem um post aqui no blog recente sobre lá).

 

Design District

 

Wynwood

 

Imagem 1: www.yelp.com/biz_photos – Imagem 2: https://dicaspramiami.com.br/ – Imagem 3: https://www.miamidesigndistrict.net/visitor-info/ – Imagem 4: https://www.enjoymiamidicas.com/

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Aventura#Bal Habour#Design District#dicas#Lincoln Road#Miami#Sunny Isles#Wynwood

10 dicas de segurança para o período de férias!

10 dicas de segurança para o período de férias!

No mês de janeiro, a maioria dos estudantes está de férias e passa boa parte desse período em casa. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 110 mil crianças são hospitalizadas anualmente vítimas de acidentes dentro de suas próprias residências. Durante o período de recesso escolar, essas ocorrências aumentam em 25%. Entre os incidentes mais comuns estão quedas, queimaduras, envenenamentos, sufocamentos e afogamentos.

 

“Nessa época, as crianças passam mais tempo dentro de casa e o perigo pode estar no tapete da sala, nas tomadas, nas panelas no fogão e até mesmo na caixa de remédios”, explica Robert Wagner dos Santos, especialista em segurança da ADT, empresa de monitoramento de alarme.

 

Pensando nisso, a ADT listou algumas dicas para garantir as férias em casa com cuidado e tranquilidade. Veja quais são os pontos de maior vulnerabilidade e soluções que ajudam a deixar a residência mais segura para os pequenos:

 

 

  1. Dê preferência às bocas de trás do fogão e vire os cabos das panelas para trás, evitando que alguma criança se esbarre e se queime. Fósforos e isqueiros devem ser armazenados em locais altos e trancados, assim como materiais de limpeza e objetos cortantes, como garfos, facas, copos de vidro etc;

  2. Coloque protetores nas tomadas e evite usá-las para mais de dois eletrodomésticos;

  3. Dê preferência para móveis de cantos arredondados e deixe-os longe das janelas. Coloque grades e redes de proteção nas janelas e varandas e evite cortinas com puxadores que possam provocar enforcamento;

  4. Os corredores devem ser iluminados, de dia e à noite, e possuir piso antiderrapante, sem tapetes e outros objetos que atrapalhem a circulação;

  5. Nas escadas, use grades ou portões de proteção no topo e na base;

  6. Mantenha cosméticos e medicamentos em armários trancados;

  7. Guarde os brinquedos para evitar quedas e tropeços;

  8. Guarde as bebidas alcoólicas em armários altos e com travas;

  9. Informe-se sobre as espécies de plantas venenosas mais comuns e tenha conhecimento sobre seu jardim;

  10. Na piscina, que deve ter cerca ou grade de proteção (com portão trancado) e lona de cobertura, supervisione a diversão das crianças e evite brinquedos no fundo.

 

O especialista também alerta: “além das recomendações acima, é importante combinar o que fazer em situações de emergência, já que muitas vezes as crianças não sabem para quem ligar”. O alarme monitorado, portanto, é um grande aliado. “Com essa tecnologia, é possível pedir ajuda por meio do sistema. Basta apertar botões de acordo com a situação: perigo, emergência médica ou incêndio”, explica Santos. A ADT oferece uma solução que combina alarme monitorado, câmeras, interatividade e notificações. “O sistema traz mais tranquilidade durante as férias porque possibilita ao usuário ver o que está acontecendo no local e ajuda com a tomada de providências”, finaliza.

 

Auxilio texto: Isabela Rodrigues (isabela@pimenta.com) / Pimenta Comunicação 

Imagem: https://www.rapidonoar.com.br/

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#cuidados#dicas#segurança