5 motivos para visitar a CASACOR Rio!

5 motivos para visitar a CASACOR Rio!

A Residência Brando Barbosa está novamente de portas abertas ao público com a segunda edição consecutiva da CASACOR Rio. E não faltam motivos para visitar a mostra, que reúne 43 equipes de profissionais entre arquitetos, designers de interiores e paisagistas. São 45 ambientes — 22 deles localizados dentro da casa principal e 23 externos, que reúnem complexo gastronômico, áreas comerciais e a Vila CASACOR, uma das novidades do ano. Tudo isso numa propriedade belíssima com mais de 12 mil m² de área, cercada de verde, ao lado do Jardim Botânico.

 

 

Um novo olhar. Realizada pelo segundo ano consecutivo no mesmo endereço, a Residência Brando Barbosa, a CASACOR Rio traz nesta 31ª. edição um olhar muito mais contemporâneo para o icônico imóvel. Se no ano passado, os ares palacianos da propriedade foram o destaque, em 2022, surge uma mostra com uma proposta completamente diferente. A casa é apresentada como um instituto cultural, um lugar voltado para as artes, os encontros e sempre de portas abertas para a cidade e seus moradores. Prepare-se para ver ambientes como o Estar do Pátio, de Maurício Nóbrega – pensando como um ambiente de encontros); a Sala DA Música, de Tiago Freire ou o Espaço Soul, de Rodrigo Barbosa – uma espécie de sala de projeção.

 

Maurício Nóbrega – Estar do Pátio.

 

Arte no Metaverso. Sempre muito presente nos ambientes da mostra carioca, este ano as artes plásticas são verdadeiramente um espetáculo à parte. No BamˈBo͞o Bar, de Gisele Taranto, ela aparece de diferentes maneiras: a piscina da casa foi transformada em instalação por Maritza Caneca, e terá hologramas em seu entorno. Pelo bambuzal, será possível ver obras em realidade aumentada acessíveis via QR Codes; e há até uma exposição virtual de arte generativa disponível apenas numa galeria criada no Metaverso. O espaço conta ainda com a exposição Olhar 2022, que reúne obras de Carlos Vergara e de jovens da periferia selecionados pelo artista. E há ainda muito mais a se ver por lá, como a obra Biblioteca, de Nelson Leirner, que está na Sala DA Música; e o espaço EXPO, de Cristiana e Mariana Mascarenhas, que faz uma homenagem a Rubem Gerchman e traz obras de artistas de diferentes gerações. Um mix ousado e instigante.

 

Gisele Taranto Arquitetura – BamˈBo͞o Bar

 

Vila CASACOR. Com estúdios entre 28m² e 80m², a Vila CASACOR ocupa parte dos jardins da casa com uma nova proposta: a de receber artistas residentes em espaços criados em módulos metálicos com tratamento termoacústico. As construções, rápidas, limpas e sustentáveis, podem ser desmontadas – o que de fato vai acontecer após a mostra — e remontadas com o mesmo formato em outro terreno. E, cada uma, traz a personalidade de seus criadores. São sete ao todo: quatro “residenciais”, uma loja, além do SPA DECA e do Pavilhão 22.

 

Diego Raposo e Manuela Simas – SPA DECA.

 

Gastronomia. Além dos drinques do BamˈBo͞o Bar, haverá, pela primeira vez, um complexo gastronômico na CASACOR Rio: o Espaço Figueira, ambientado por Erick Figueira de Melo. Com restaurante, bar de vinhos, salad bar e pizzaria, o complexo será operado pelo Cooking Buffet, de Adriana Mattar e Ana Cecília Gros e promete muitas novidades.

 

Erick Figueira de Mello – Espaço Figueira.

 

Os jardins. Vizinha a outras joias naturais do Rio, como o Jardim Botânico e o Parque Lage, a Residência Brando Barbosa tem quase 12 mil metros quadrados de área verde a céu aberto. Uma verdadeira pocket forest que ficou ainda mais encantadora com o trabalho realizado pelas sete equipes de paisagistas que trabalharam lado a lado com arquitetos para deixar o espaço ainda mais exuberante. Sempre respeitando a flora local, predominantemente de Mata Atlântica, mas incorporando poucas espécies exóticas que ajudam a dar colorido e ainda mais vida aos jardins.

 

Anna Luiza Rothier – Muito Além do Jardim.

 

A CASACOR Rio fica aberta até 26 de junho na Residência Brando Barbosa. Assim como no ano passado, a mostra é híbrida, com uma versão presencial e uma versão digital, com tours 3D disponíveis no site.

Fotos: André Nazareth

 

SERVIÇO – CASACOR RIO 2022

Período: de 27 de abril a 26 de junho de 2022

Horário: de terça a sexta, das 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, 10h às 21h

Local: Rua Lopes Quintas, 497. Jardim Botânico.

Tel: (21) 2512-2411

Mais informações e tour virtual

Instagram/casacorrio_oficial

 

FONTE: Angela Falcão (angelafalcao@angelafalcao.com.br

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Anna Luiza Rothier#arquitetura#bar de vinhos#CASACOR RIO#decor#Decoração#dicas#Diego Raposo e Manuela Simas#Erick Figueira de Mello#Gisele Taranto Arquitetura#Maurício Nóbrega#pocket forest#restaurante#RIO DE JANEIRO#salad bar e pizzaria

Como a saúde mental afeta o seu corpo!

Como a saúde mental afeta o seu corpo!

É muito comum associarmos o tema “saúde” à exercícios, exames, dores físicas, mas, nos últimos anos, a saúde mental também deve ser levada em conta e este tema se tornou um pilar muito forte no contexto, principalmente no mundo corporativo. Para 86% dos trabalhadores ter benefícios como terapia online e treinamentos de habilidades emocionais podem ajudar a lidar com os impactos negativos da pandemia, é o que mostra uma pesquisa realizada pelo DataFolha.

O tema saúde mental não abrange somente doenças como depressão e ansiedade, mas sim o sono, a capacidade de concentração, o humor, e muito mais. Além da ajuda de profissionais capacitados, como psicólogos e psicoterapeutas, a tecnologia também se tornou uma aliada na conscientização. Um dos exemplos é o Gympass, plataforma completa de bem-estar corporativo, que viu a procura por aplicativos parceiros voltados para a saúde mental aumentar em 2.5 vezes de 2020 para 2021.

Além de acesso a profissionais, o aplicativo também oferece técnicas holísticas como meditação, Yoga, Thetahealing, entre outras. O Guia da Alma, aplicativo parceiro de saúde mental e técnicas holísticas, notou que a procura por essas técnicas complementares triplicou.

 

 

Pensando nisso, Gympass e o Guia da Alma, prepararam uma lista com quatro sinais de que sua mente precisa de um descanso e dicas de como desacelerar e melhorar sua saúde por inteiro.

– Sensação de exaustão: quando sentimos fadiga constante, é um sinal de que corpo e mente precisam descansar. Uma rotina desgastante e intensa, sem momentos de autocuidado, pode gerar esgotamento físico e mental, e até Burnout (síndrome do esgotamento profissional).

Para evitar esse tipo de situação: respeite seus limites, inclua pausas durante o dia e pratique atividades relaxantes. Uma delas pode ser a inclusão da meditação Mindfulness.

– Mau humor: a impaciência e irritabilidade tendem a aumentar quando estamos cansados e estressados. Respire fundo, o seu corpo pode estar dizendo que você precisa de mais tranquilidade e descanso.

– Dificuldade de concentração: quando estamos cansados, a capacidade cognitiva diminui, podendo causar falta de foco e memória. Nesses momentos, muitas pessoas tendem a querer forçar a mente a produzir. Mas, na verdade, isso é improdutivo. Às vezes tudo que a mente precisa é de um descanso! Um respiro para recarregar as baterias e voltar com tudo! Nesse caso, a prática da Meditação pode ser uma grande aliada.

– Tensão: nos novos modelos de trabalho remoto, costumamos passar muitas horas concentrados e sentados – nem sempre ficamos ergonomicamente posicionados. Isso pode trazer sobrecarga em regiões do corpo como a lombar, ombros e pescoço.

Aliado a isso, o estresse e ansiedade da rotina, também podem causar dores e tensão no corpo. Para evitar esse tipo de situação: faça pausas, alongamentos e atividades físicas, como o Yoga.

Uma forma de iniciar esse processo conhecendo a plataforma e agendando aulas no Guia da Alma, disponível pelo Gympass, e também no Wellz, plataforma inovadora de saúde mental que combina tecnologia com uma metodologia clínica robusta e está disponível exclusivamente no Brasil. Para fortalecer a plataforma, o Gympass anunciou recentemente a aquisição da startup brasileira de saúde mental Vitalk. Com a missão de tornar mais democrático o acesso à saúde emocional e mental, a plataforma oferece um programa completo de prevenção, cuidado e treinamento. Procurar por especialistas é o primeiro passo!

 

Fonte: Gabriela Cardoso do Nascimento (gabriela.cardoso@fsb.com.br)

Imagem: http://bacana.one/4-sinais-de-que-seu-corpo-precisa-descansar-e-o-que-voce-pode-fazer-a-respeito

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#capacidade de concentração#dores físicas#exames#exercícios#humor#meditação#saúde mental#sono#técnicas holísticas#Thetahealing#yoga

Dicas de como criar um plano de exercícios perfeito!

Dicas de como criar um plano de exercícios perfeito!

Para algumas pessoas, um treino de 30 minutos é perfeito. Outras precisam de uma sessão mais longa para atingir seus objetivos. Então, como saber quanto tempo de exercício você precisa?

De acordo com a ex-atleta olímpica Samantha Clayton, que é vice-presidente global de desempenho esportivo e educação física da Herbalife Nutrition, quando se trata de entrar em forma, não há uma recomendação genérica. Cada pessoa tem um tipo de corpo e, portanto, necessidades e objetivos particulares. “A quantidade de exercício necessária para você depende da sua meta. Por isso, um bom plano de atividade para você pode não ser para outra pessoa.”

Por isso, é importante buscar a ajuda de um profissional de educação física para desenhar uma estratégia de acordo com seus objetivos e tempo disponível.

 

 

Quanto exercício devo praticar?

Várias fontes recomendam 150 minutos de treino semanal – aproximadamente 30 minutos, 5 vezes por semana – com intensidade moderada a vigorosa para perda de peso e bem-estar.

No entanto, uma pessoa que tem o objetivo de correr uma maratona precisa treinar muito mais do que isso. Já alguém que quer perder peso ou melhorar o condicionamento físico geral, 30 minutos podem ser suficientes. Aliás, esse é um tempo relativamente rápido e uma meta de fácil alcance para obter benefícios à saúde. “Atingir essa quantidade mínima de exercícios físicos recomendada é importante. Mas, se possível, vale tentar uma rotina de atividade um pouco mais longa”, acrescenta Samantha, que recomenda de 50 a 60 minutos diários para garantir um tempo para o aquecimento ou o alongamento.

Mas, lembre-se que o plano de atividade física semanal não deve ser estressante. “Ter que se apressar em seguida pode estragar o bem-estar que a atividade física produzirá em você”, comenta.

 

Conheça seus limites

Outro ponto importante é saber que exercitar-se em excesso pode ser contraproducente e, inclusive, atrapalha a perda de peso, já que o metabolismo tende a desacelerar na tentativa de conservar energia, fazendo com que você queime menos calorias. Além disso, níveis de intensidade acima dos adequados aumentam a liberação de cortisol, hormônio do estresse ligado ao ganho de peso.

O exercício também causa pequenas rupturas nas fibras musculares que, ao se curarem, fazem os músculos crescerem, por isso o tempo de descanso e a nutrição adequada são fundamentais para a devida regeneração muscular.

Em casos extremos, o excesso de treino pode causar exaustão, desidratação, lesões graves e até rabdomiólise, condição que afeta potencialmente o fígado devido à liberação de substâncias na corrente sanguínea por conta de uma grande destruição de fibras musculares.

 

Quanto de exercício é demais?

Treinar intensamente de três a quatro dias por semana, deixando um ou dois dias de descanso é uma ótima ideia na opinião de Samantha. “Ainda assim, cada um deve prestar atenção na reação do seu corpo e em como se sente. Fazer atividade física é imprescindível, mas não ao ponto de gerar esgotamento”, orienta a ex-atleta que lembra ainda da importância de combinar o plano de exercícios com nutrição adequada em proteínas, carboidratos e gorduras.
Crie um plano de exercícios consistente a cada semana

A atividade física oferece melhores resultados quando se torna uma rotina e parte de uma estratégia de bem-estar. Portanto, mantenha um diário para registrar seu treino e tente cumprir o mínimo de atividade por semana. E certifique-se de descansar para se recuperar.

 

Veja como a Samantha planeja sua rotina de treino e descanso pessoal:

Segunda-feira: corrida e treino na academia, alto nível de intensidade

Terça-feira: ciclismo e ioga, nível de intensidade moderado

Quarta-feira: treinamento intervalado com o peso do corpo, alto nível de intensidade

Quinta-feira: dia de descanso ativo com caminhada, baixo nível de intensidade

Sexta-feira: ciclismo e corrida, nível de intensidade moderada, mas de longa duração

Sábado: dia de descanso ativo para nadar com a família, praticar stand-up aquático em prancha, nível de intensidade baixo

Domingo: descanso

 

“Ajusto regularmente o nível de intensidade e a duração do treino para garantir que minha rotina seja divertida e não estressante.”

 

Fonte: Bárbara Penha Andrade (barbara.andrade@inpresspni.com.br)

Imagem: https://blog.laredo.com.br/conheca-7-dicas-para-montar-seu-plano-de-treino-para-crossfit/

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#atividade física semanal#ciclismo e ioga#condicionamento físico#corrida e treino na academia#plano de exercícios#stand-up aquático#treino semanal

3 cuidados essenciais ao planejar um banheiro p/ crianças!

3 cuidados essenciais ao planejar um banheiro p/ crianças!

Um banheiro utilizado por crianças precisa ter elementos que sejam atrativos para elas, proporcionem segurança, funcionalidade, praticidade e espaço para uma boa circulação. Além disso, o cômodo precisa ser aconchegante, permitindo que a hora do banho seja relaxante para os pequenos e que os momentos por ali sejam seguros e divertidos. Jéssica Nunes, arquiteta parceira da Ideia Glass, empresa especializada em kits de ferragens para box de banho e portas de vidro divisórias de ambientes, lista os principais pontos que devem ser levados em consideração ao projetar o ambiente.

 

 

SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR!

Em um cômodo que será utilizado constantemente por uma criança, todo cuidado é pouco! “Evitar o uso de muitos espelhos, vidros e peças pontiagudas no local, é essencial para impedir possíveis acidentes, assim como investir em tapetinhos dentro e fora da área de banho, travas e protetores, facilmente encontrados hoje no mercado”, conta a profissional.

Outro ponto muito importante que requer atenção é o momento da escolha do box de banho, como a maioria é de vidro, a ideia é se atentar as especificações necessárias na hora da instalação. “É preciso ficar sempre de olho no estado da peça, verificar se há rachaduras ou trincas, realizar a manutenção periódica e nunca deixar uma criança sozinha no espaço de banho. Além disso, é essencial utilizar um modelo de vidro temperado, com espessura de 8 milímetros, que em caso de quebra, evitará que o material se estilhasse em pedaços pontiagudos; indico também colocar uma película protetora no vidro, que segurará os cacos na superfície em caso de acidentes”, recomenda.

 

O VISUAL TAMBÉM É IMPORTANTE

Segundo a arquiteta, a decoração clean e atemporal auxilia na sensação de relaxamento e bem-estar; o que é importante para as crianças, já que a hora do banho muitas vezes serve para acalmar os pequenos e prepará-los para dormir, mas claro, compor o cômodo com cores atrativas aos olhos deles também é uma ótima opção.

“Um banheiro com cores claras e poucas informações sempre traz uma sensação de conforto. Em ambientes divididos com criança, esse toque na decoração é ainda mais importante, já que geralmente o cômodo utilizado por elas possui objetos coloridos e brinquedos pelo espaço. É uma forma de manter o equilibro no local e garantir um visual mais harmônico e sem aquela aparência bagunçada, mas claro, pode trazer toques de cores que atraiam os pequenos. Seja no revestimento, nos detalhes do box ou até mesmo nas toalhas de banho e de rosto, não tenha medo das cores”, recomenda Jéssica.

 

PRATICIDADE, ORGANIZAÇÃO E OTIMIZAÇÃO

Esses são três fatores que caminham juntos. De acordo com a arquiteta, um ambiente que será utilizado por crianças pede elementos práticos. “É legal investir em prateleiras e nichos que deixem os objetos à vista e acessíveis, como shampoos, sabonetes e outros itens de higiene”, sugere.

Quando o assunto é organização, manter o banheiro sempre em ordem é essencial para um ambiente funcional e garantir a agilidade e eficiências das demandas com as crianças. “Uma boa dica é utilizar caixas organizadoras em gavetas e armários para facilitar o armazenamento dos itens que costumam ficar no banheiro. Outra dica é categorizar esses organizadores, assim as próprias crianças saberão onde precisam guardar os produtos depois do uso. Apostando nos nichos, prateleiras e itens organizadores, outro fator muito importante conquistado é a otimização de espaço, essencial principalmente em banheiros pequenos”, recomenda a arquiteta.

 

INVESTINDO EM PRODUTOS DE QUALIDADE

Se tratando de casas com crianças, o indicado, segundo a arquiteta, é sempre optar por modelos de box de banho apropriados para o espaço. “Em banheiros pequenos, invista naqueles com design de portas flexíveis ou que abrem 180º. Esses modelos garantem uma melhor movimentação, tendo em vista que os pequenos sempre estarão acompanhados de um adulto”, diz.

 

Fonte: Karina de Oliveira Mendonça (karina.mendonca@bcbiz.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#banheiro para crianças#cuidados essenciais#decoração clean#segurança

Economia em casa!

Economia em casa!

Para ter uma boa saúde financeira e viver com mais tranquilidade durante o mês, você precisa adotar bons hábitos de consumo. Afinal, saber administrar o gasto da sua renda faz toda a diferença para manter as contas em dia.

Mas, diante do aumento da inflação, do preço do dólar sem previsão de queda e das mudanças climáticas, que afetam as plantações do país com secas no Sul e chuvas intensas no Sudeste, os produtos de necessidade básica acabam sofrendo um aumento. Então como conseguir economizar em casa?

Essa pergunta se tornou constante na mente de muitas pessoas que veem seu orçamento diminuindo para as despesas domésticas. Às vezes, a situação chega a um ponto em que mudanças de hábitos precisam ser adotadas o quanto antes.

Contudo, mesmo que as suas finanças estejam relativamente estáveis, aprender a economizar facilita a criação e a manutenção de uma reserva financeira. Além disso, a melhora da gestão do seu dinheiro faz com que você tenha recursos para aproveitar boas oportunidades de investimento.

E, claro que, alguns hábitos simples, mas muito efetivos podem te ajudar a conseguir economizar no dia a dia. Confira abaixo 5 maneiras de fazer o seu dinheiro render mais na hora de pagar as contas:

 

 

1. Faça uma lista para o supermercado

Não há a menor dúvida de que a alimentação ocupa o topo dos gastos mensais de qualquer família brasileira. Agora, pense rápido e seja sincero: quantas vezes você já saiu de um supermercado com aquela sensação de que gastou mais do que deveria?

Além de frustrante, esse tipo de coisa afeta até nossa saúde mental. Em outras palavras: não faz bem em nenhum aspecto. Para evitar tudo isso, sempre vá ao supermercado com uma lista do que precisa comprar — seja em papel, seja no bloco de notas do próprio celular.

Em algum momento, você ouvirá uma voz interior falando algo do tipo “ah, vou aproveitar que estou aqui para levar isso e aquilo também”. Por essas e outras, reserve um tempo suficiente para criar uma lista de compras que seja a mais completa possível.

A partir de uma primeira lista detalhada, as próximas serão mais simples. O cuidado é básico, mas muito eficaz para não levar nada em excesso. No pior dos casos, você reduz o tamanho da compra de maneira significativa a cada nova ida ao supermercado. E caso decida colocar qualquer item diferente no carrinho, reflita sobre isso por alguns minutos.

2. Aproveite promoções

Promoções sempre são bem-vindas, não é? Tenha cautela apenas para evitar aquelas compras impulsivas. Muitas vezes, levamos alguns itens só devido a um desconto tentador. Ao chegar em casa, nem lembramos o porquê fizemos isso.

Com a lista em mãos, saiba desfrutar de boas ofertas em momentos que sejam realmente oportunos para você. Se há dinheiro guardado para aproveitar certas promoções e elas fazem sentido, ok. O ponto é respeitar seu orçamento, mantendo uma boa distância do limite.

Geralmente, as promoções que costumam ser atrativas são as praticadas por algumas feiras livres ou hortifrútis. Tome cuidado, entretanto, com o risco de desperdício, já que são alimentos perecíveis.

3. Revise e renegocie seus planos de assinaturas

Aqui, temos mais uma grande chance de fazer uma profunda economia nos gastos domésticos. Sim, sabemos que, normalmente, entrar em contato com as centrais de atendimento de operadoras de telefonia e internet pode ser estressante. De qualquer forma, vale o esforço.

Contudo, antes de mais nada, revise seus planos contratados atentamente, a fim de confirmar se, no fim das contas, eles são exagerados nas atuais circunstâncias. Se você utiliza algum plano pós-pago, por exemplo, existem versões mais em conta, geralmente denominadas “controle”.

Quanto à internet, o que acontece algumas vezes é que, anos atrás, contratamos um pacote bem vantajoso para os padrões da época. Com o tempo, o plano sofreu pequenos reajustes que, acumulados, geraram um aumento que simplesmente passou despercebido.

Também é possível que, antes, você não se importasse tanto assim com essa adequação de preços. Se a realidade financeira mudou significativamente de lá para cá, nada mais natural do que rever a porcentagem do seu orçamento destinada a esses serviços.

Além de tudo isso, conforme seu tempo como cliente da empresa, você ainda tem a oportunidade de manter o plano, mas com um megadesconto. A depender de cada oferta, o período de abatimento do preço padrão pode chegar a três ou seis meses.

Até lá, você usufrui normalmente do serviço e consegue pensar no que fazer no momento mais oportuno. Só fique atento a possíveis renovações de fidelização e práticas parecidas.

4. Encontre lâmpadas econômicas

Já faz algum tempo que o ramo de lâmpadas residenciais comercializadas no Brasil passou por uma grande transformação. O resultado é que, hoje em dia, é possível encontrar opções mais econômicas e que, simultaneamente, promovem o consumo consciente de energia elétrica.

No quesito economia, as lâmpadas de LED ficam em vantagem se comparadas à segunda opção, que seria a fluorescente. Isso porque elas podem gerar uma economia de até 85% na sua conta de luz. Já pensou nisso?

Portanto, vale muito a pena colocar a substituição de todas as lâmpadas da sua residência pelo modelo LED. Embora costumem ser um pouco mais caras, os benefícios a médio e longo prazos são recompensadores.

Esse tipo de lâmpada dura mais do que as outras. O detalhe é benéfico para quem compra, já que não terá uma troca tão cedo, e também para o meio ambiente.

Afinal, produtos com melhor desempenho e durabilidade se traduzem em menos descarte na natureza. Soma-se a isso o fato de que a maior parte estrutural das LEDs é reciclável.

5. Tenha um orçamento bem definido

Ao longo deste post, você notou que mencionamos os cuidados relativos ao orçamento com determinada frequência. A razão para tal é que o cumprimento de nossas orientações estão intimamente ligadas ao quanto você tem, de fato, para gastar ao longo dos meses.

Nesse sentido, o ideal mesmo é projetar o montante que deve ser desembolsado já no próximo período. Para evitar equívocos e surpresas desagradáveis, certifique-se de alinhar a saída com a entrada de recursos prevista para o mesmo intervalo.

Em resumo, essa é a melhor solução para que você não gaste mais do que recebe. Além disso, propicia uma visão de longo prazo, essencial para planejar viagens ou, inclusive, conseguir o dinheiro inicial para abrir seu negócio.

O ponto em questão está em ter uma noção melhor do valor do dinheiro que recebemos. Desse modo, conseguimos planejar melhor o seu uso no decorrer dos meses e anos que vem por aí.

Ao aplicar todas essas dicas sobre como economizar em casa, você será capaz de ter uma vida financeira muito mais equilibrada e, portanto, saudável. Esse é um requisito básico para, na medida do possível, realizar os seus sonhos.

Fonte da pauta: Blog Cartão de TODOS

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#aumento da inflação#Economia em casa#reserva financeira#saúde financeira