3 tipos de chás que auxiliam no aquecimento corporal!

3 tipos de chás que auxiliam no aquecimento corporal!

A chegada do inverno traz, além das baixas temperaturas, alguns sintomas característicos da época, como gripes, resfriados, e o aumento de problemas respiratórios. Além disso, a pandemia da Covid-19 ainda deixa mais um sinal de alerta, e por isso, os alimentos que ajudam na imunidade e defesas do corpo ganham cada vez mais espaço nas prateleiras.

Neste sentido, os chás naturais podem ser grandes aliados nessa época do ano, tanto para esquentar o corpo durante o inverno, mas também para melhorar a imunidade do organismo. A Raízs , foodtech que conecta pequenos produtores ao consumidor de alimentos orgânicos por meio de uma plataforma de vendas online, possui diversos ingredientes sem agrotóxicos e totalmente naturais para incrementar o delicioso ‘chazinho’. Veja a seguir algumas dicas da nutricionista da startup, Vanessa de Sá, para receitas incríveis e poderosas que irão auxiliar no sistema imunológico.

 

 

1 – Gengibre com limão e canela

Segundo a nutricionista da Raízs, o gengibre tem ação antioxidante e anti-inflamatória. Além dele, olimão também é anti-inflamatório e abundante em vitamina C. Juntos eles poderão cuidar do sistema imunológico e fortalecer o organismo. “Para completar a união do gengibre e limão é recomendado incluir a canela, uma vez que ela tem ação antiviral, antifúngica e antibacteriana. Quando combinamos esses três alimentos em um chá, por exemplo, estamos ajudando nosso organismo a se fortalecer”, explica Vanessa.

Modo de preparo do chá:

– Meio gengibre picado;
– 1 limão espremido;
– Canela a gosto;
– 100 ml de água;

Ferva o gengibre e a canela com a água. Adicione o sumo de limão e beba em seguida.

 

2 – Hortelã

Além de ser refrescante e muito gostoso, fazer chá da planta de hortelã alivia problemas respiratórios, o que é muito recorrente no inverno, pelas baixas temperaturas e ambientes sempre muito fechados, seja em casa ou em estabelecimentos. Para incrementar a bebida, a nutricionista indica adicionar canela, limão e gengibre, que deixa a receita mais potente e deliciosa.

Modo de preparo do chá:
– 15 a 20 folhas de hortelã
– 500 ml de água

Esquente a água até ferver, retire do fogo e acrescente as folhas de hortelã. Deixe macerar por 5 minutos (quanto mais tempo, mais forte o chá ficará).

 

3 – Alecrim com limão

O alecrim é muito utilizado em receitas na cozinha, mas as folhas também podem ser usadas para um chá delicioso e potente para o combate do cansaço e dores de cabeça decorrentes de gripes e alergias. “A infusão das folhas do alecrim, juntamente com gotas de limão podem combinar em um importante aliado do nosso corpo. Por ter efeito anti-inflamatório, o alecrim pode auxiliar nos problemas causados pelo enfraquecimento do sistema imunológico”, comenta a nutricionista.

Modo de preparo:
– 1 colher de folhas de alecrim
– 1 limão
– 500 ml de água

Esquente a água, sem deixar ferver. Em seguida, coloque o alecrim e deixe em infusão por cinco minutos. Coe, esprema o limão e beba.

 

No site da Raízs é possível encontrar todos os ingredientes naturais e sem agrotóxicos para um chá completo e delicioso. Além disso, há opções de frutas, verduras, pães, geleias, sucos, vinhos e muito mais.

Sobre a Raízs:

Fundada em agosto de 2014, a Raízs nasceu com o propósito de conectar o pequeno agricultor de produtos orgânicos ao consumidor final, criando assim um laço entre a cidade e o campo. Entre os serviços estão as cestas por assinatura disponíveis no site, tanto para os consumidores quanto para os estabelecimentos.

Fonte: Paula Cristina (paula@pineapplehub.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Alecrim com limão#Gengibre com limão e canela#Hortelã#Raízs

Como envelhecer de forma saudável?

Como envelhecer de forma saudável?

“Em 2030, o Brasil terá a quinta população mais idosa do mundo”

Os desafios são muitos, pois acredita-se que o futuro do século XXI possa até ser mais grisalho, quando o percentual de idosos no mundo e no Brasil alcançará cifras recordes, conforme dados da Divisão de População da ONU. Estima-se também que mais de 200 milhões de pessoas sofram de sarcopenia em todo o planeta.

A sarcopenia é uma síndrome caracterizada pela perda progressiva da massa muscular, associada a perda da força muscular (no bíceps, tríceps e quadríceps) e redução do desempenho físico, resultando em dificuldades para realizar atividades, que antes eram consideradas fáceis como caminhar, subir escadas ou se levantar da cama.

O estudo realizado pela Oxford Journals of Medicine & Health Age, mostra que a Sarcopenia está presente em até 29% da população mundial, e quanto mais velha a população, maior esse índice. A análise aponta ainda que a sarcopenia aparece entre 14% e 33% dos idosos, que estão sob cuidados, e em 10% naqueles que passaram por internação em hospitais.

Alternativas para um envelhecimento saudável

Diante destes dados, como proporcionar mais qualidade de vida para esta população crescente e urbanizada e que vive mais? Existem alternativas para a população envelhecer com mais qualidade de vida, afastando os riscos de alguns males, como a Sarcopenia?

Como forma de reduzir esses riscos, a ingestão de nutrientes adequados, hábitos alimentares saudáveis e prática de atividade física, é a combinação ideal para minimizar a perda da força muscular relacionada à idade, manutenção de músculos e ossos e promoção do seu bom funcionamento, proporcionando benefícios aos indivíduos que desejam manter uma vida ativa.

 

 

O músculo é essencial para a função física, resiliência e metabolismo

A ingestão de proteínas e prática de exercícios físicos tem efeito sinérgico, pois ambos estimulam a construção e manutenção do músculo, resultando em um aumento ideal em massa muscular e força. “A suplementação de proteína melhora a massa corporal magra em adultos mais velhos e fisicamente ativos”, comenta Kathia F. Schmider, Nutricionista, Especialista em Nutrição em Saúde Pública e Coordenadora Técnica da ABIAD – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres.

Maior ingestão de proteína na dieta está associada a menor perda de massa muscular em idosos.

 

 

O tratamento da sarcopenia envolve exercícios de resistência, conforme as condições físicas de cada paciente e uma dieta orientada com suplementação de proteínas e aminoácidos, caso não haja nenhuma contraindicação, junto a outros nutrientes, de forma balanceada e completa.

Atualmente, a preocupação com o bem-estar e qualidade de vida da população idosa tem se tornado cada vez mais essencial.

Dados da Pesquisa de Mercado ABIAD – ‘Hábitos de Consumo de Suplementos Alimentares’, realizada em 2020, apontam um aumento de 6 p.p na faixa etária de 41 a 60 anos em cinco anos – o equivalente a 34% dos entrevistados -, indicando que o aumento do consumo de suplementos alimentares nesta faixa etária, possa estar associado ao desejo de manter a qualidade de vida com o passar dos anos e uma longevidade saudável. Na pesquisa, entre os consumidores de suplementos alimentares (59% dos lares brasileiros), 15% das pessoas são da faixa etária entre 61 e 70 anos .

É essencial a avaliação pelo médico ou nutricionista sobre a necessidade da utilização de suplementos alimentares específicos para cada indivíduo. O objetivo é minimizar o risco de doenças e contribuir para um envelhecimento mais saudável, como, por exemplo, no combate à sarcopenia. “Ter acesso e conhecimento às alternativas que favoreçam a melhoria da saúde e que mantenham a qualidade de vida de idosos é de suma importância. A tendência mundial é que esses cuidados e atenção tornem-se mais frequentes e efetivos na vida dessas pessoas”, reconhece Kathia.

Fonte: Marize Vossen (marize.vossen@lvba.com.br) / Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD) 

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#envelhecer#qualidade de vida. idosos#sarcopenia#saudável#suplementação de proteínas e aminoácidos

Chocolate quente cremoso by Divino Fogão!

Chocolate quente cremoso by Divino Fogão!

Chocolate quente cremoso do Divino Fogão é opção para comemorar o Dia Mundial do Chocolate, que é comemorado dia 07 de julho!

 

CHOCOLATE QUENTE CREMOSO

300ml de leite

2 colheres (sopa) de chocolate em pó

2 colheres (sopa) de açúcar

½ colher (sopa) de amido de milho

1 caixa de creme de leite

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o leite, o chocolate em pó, o açúcar e o amido de milho. Misture tudo e leve ao fogo médio. Mexa constantemente até levantar fervura e ficar com uma consistência cremosa. Desligue o fogo, acrescente o creme de leite e misture até ficar bem cremoso e encorpado. Sirva.

Tempo de preparo: 20 minutos

Rendimento: 2 pessoas

Fonte: Divino Fogão – https://www.divinofogao.com.br

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Chocolate quente cremoso#Divino Fogão

Receita para o finds: Risoto Caprese!

Receita para o finds: Risoto Caprese!

Hoje quero dividir com vocês uma receita dos especialistas da Cozinha Experimental Camil: o risoto caprese, confiram!

 

 

INGREDIENTES

·         2 colheres (sopa) de azeite de oliva

·         1 unidade de cebola pequena picada

·         1 xícara (chá) de Arroz Culinária Italiana CAMIL Gourmet

·         1/2 xícara (chá) de vinho branco seco

·         2 e 1/2 xícaras (chá) de Caldo de legumes fervente

·         2 colheres (sopa) de manteiga gelada

·         2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

·         100 gramas de muçarela de búfala pequena cortada em rodelas

·         10 unidades de tomate-cereja cortados ao meio

·         1 colher (sopa) de Manjericão Fresco rasgada grosseiramente

 

MODO DE PREPARO

1.     Em uma panela, aqueça o azeite em fogo médio, coloque a cebola e doure levemente.

2.     Acrescente o Arroz Culinária Italiana CAMIL, junte o vinho e cozinhe, mexendo de vez em quando, até evaporar o álcool.

3.     Adicione o caldo de legumes fervente, aos poucos, mexendo depois de cada adição. Espere até que o caldo seja completamente absorvido antes de adicionar mais caldo.

4.     Quando o arroz já estiver ”al dente”, desligue o fogo e acrescente a manteiga, o queijo parmesão, o queijo muçarela, os tomates e o manjericão. Misture e sirva em seguida.

 

Dica

Faça um caldo de legumes caseiro utilizando cenoura, salsão e cebola.

 

Fonte: Camil / Caroline Pereira (caroline.pereira@inpresspni.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Camil#dica#receita#risoto caprese

O INVERNO CHEGOU: 10 DICAS DE CUIDADOS COM OS PETS!

O INVERNO CHEGOU: 10 DICAS DE CUIDADOS COM OS PETS!

Já estamos oficialmente no inverno. Neste período há cuidados específicos que devemos ter com nosso corpo e saúde. E é claro que nossos pets não devem ficar de fora dessa rotina adaptada. Pensando nisso, a Médica-Veterinária e Gerente de Comunicação Científica da ROYAL CANIN®️, Natália Lopes, traz dez dicas e curiosidades com os animais neste período.

• Visita a uma Clínica-Veterinária
É importante uma visita ao Médico-Veterinário no início da estação para uma avaliação geral do pet. Com a queda nas temperaturas, o sistema imunológico dos animais pode ficar mais suscetível. Então aproveite a estação mais fria e veja se seu pet está com as vacinas anuais em dia e faça aqueles exames de rotina anual.
• Cheque se a vacinação está em dia
“Os pets podem pegar gripe?” Sim! Inclusive, é essencial garantir que todas as vacinas estejam em dia: os cães podem tomar a vacina contra Gripe Canina. Já para os gatos, a vacina mais importante no inverno é a Quádrupla Felina.
• Sensação térmica
“Assim como nós, os pets sentem mais frio no inverno?” Precisamos ficar atentos em sinais de que o cão pode estar sendo afetado negativamente pelo frio no inverno. O que fica aparente são tremores visíveis, encolhimento, patas levantando repetidamente ou tentativa constante de recolhê-las. Uma boa regra geral é: se a temperatura estiver muito fria para você, o mesmo valerá para o pet.
• Uso de roupinhas
“Precisamos vesti-los com roupinhas o tempo todo ou há momentos certos para isso?” Dependendo das características do seu pet, o uso de roupinhas de frio poderá sim amenizar a sensação térmica das baixas temperaturas. Mas é importante ficar atento à reação do seu pet. Gatos, por exemplo, dificilmente ficam confortáveis com o uso de roupas. Nesses casos, respeite o conforto do animal e busque por alternativas de aquecimento. Outro ponto importante sobre o uso de roupas é manter os pelos do seu pet livres de nós que podem aparecer com o atrito. Portanto, nada de uso contínuo. Escove seu pet diariamente e aproveite este momento para estreitar seus laços com ele.
• A caminha ideal
“Devemos trocar a caminha por uma diferenciada, mais quente?” É importante que o pet possa escolher o ambiente que ele se sente mais confortável. Portanto, mantenha a caminha que ele está acostumado e ainda adicione uma coberta ou mantinha que possa manter o ambiente mais aquecido e aconchegante.
• O cuidado com os pets idosos”Os cuidados entre filhotes e pets mais velhos têm diferença no inverno?” Independente da fase de vida, os cuidados com os pets devem ser regulares, com check-ups periódicos e cuidados preventivos como a vacinação. Garanta um ambiente com o conforto térmico necessário e observe qualquer mudança de comportamento.
• Hora do rango
Sabe aquela sensação de mais fome no inverno? Essa máxima não vale para os pets. Nutricionalmente eles não precisam de mudanças na alimentação, por isso, não é necessário aumentar a quantidade de alimento. Respeite sempre a recomendação do Médico-Veterinário ou as orientações da embalagem do fabricante.
• Exercício é bom e eles gostam
Não deixe de fazer os tradicionais exercícios com seu pet, mesmo que ele pareça mais preguiçoso. Exercício é também o momento de lazer e a manutenção do peso dos animais é super importante. Evite dar petiscos e alimentos de consumo humano para não interferir na dieta e não haver riscos de sobrepeso ou até mesmo intoxicações alimentares.
• Água abastecida
Ofereça água e também a deixe sempre disponível. Mesmo com um clima mais frio, é importante incentivar os animais a beberem água para garantir a hidratação. Espalhe bebedouros ou tigelas pela casa e inclua na dieta do pet alimentos úmidos como os tradicionais sachês, que garantem que eles tenham uma boa ingestão hídrica ao mesmo tempo que nutricional, e deixam o alimento ainda mais atrativo
• Nada de fugir do banho
É recomendado diminuir a frequência de banhos durante essa estação. Opte por banhar o animal apenas nos dias ensolarados, em que a temperatura está mais quente. Durante o inverno, a lavagem deve sempre ser feita com água morna e seguida de secagem.

Sobre a ROYAL CANIN®

A multinacional Royal Canin, uma das maiores fabricantes do mundo de alimentos de alta qualidade nutricional para gatos e cães, celebrou 50 anos em 2018. Com 16 fábricas no mundo e presente em 92 países, a marca considera sempre o gato e o cão em primeiro lugar e tem sua história focada no conhecimento e respeito por estes animais.

Em 2002, passou a fazer parte da Mars, Incorporated, líder mundial em alimentos para animais de estimação. A unidade brasileira da Royal Canin está instalada em Descalvado, interior de São Paulo, desde 1990. No mercado brasileiro, a marca disponibiliza mais de 150 alimentos, incluindo produtos específicos para raças, portes, idades, estilos de vida, necessidades específicas, cuidados especiais e auxiliares no tratamento de algumas doenças. Os produtos estão disponíveis em canais especializados, entre os quais, clínicas veterinárias e pet shops, em mais de 15 mil pontos de vendas no Brasil.

Para mais informações visite o site: https://www.royalcanin.com/br

Fonte: Médica-Veterinária e Gerente de Comunicação Científica da ROYAL CANIN®️, Natália Lopes / Ana Costa de Souza (beatriz.costa@inpresspni.com.br)
Imagem: Piaxabay
Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#CUIDADOS COM OS PETS#inverno