Uma Cozinha de Dar Água na Boca por Bárbara Jalles!

Uma Cozinha de Dar Água na Boca por Bárbara Jalles!

Vocês estavam com saudades da coluna da nossa top arquiteta Bárbara Jalles??? Acredito que sim, pois recebi vários comments perguntando sobre a coluna dela. E hoje temos uma cozinha linda assinada por ela, confiram:

 

Olá meninas,

Tudo bem? Como estão? Hoje vamos conversar sobre um projeto muito especial que tive a oportunidade de elaborar. Vou contar para vocês minhas ideias, dicas e muito mais para que possam aproveitar bastante.

 

A cozinha de uma residência pode exercer diversas funções. Hoje em dia, é muito comum recebermos amigos e parentes em casa, e recepcioná-los na cozinha. Papeamos e nos divertimos enquanto cozinhamos, um ápice de descontração. Em outros casos, a cozinha representa um momento de família, onde nos reunimos para fazer as refeições em meio a correria do dia-a-dia. Independente da forma de utilização, é um recinto importante no nosso cotidiano, e acredito que deve ser pensado com muito carinho.

 

Para esta cliente especial, apostamos numa cozinha clássica. O tom predominante é o branco que, além de estar presente em toda a marcenaria, também se encontra em parte do revestimento das paredes e no teto. O branco gera uma sensação de calma e serenidade, representando os momentos relaxantes, muito diferente de tons fortes, como o vermelho, por exemplo, que nos remete à agitação.

 

Askmi1

 

Optei por revestir a maior parte das paredes com a cerâmica da linha Liverpool Portland, da Portobello. Embora a cozinha seja toda moldada no estilo clássico, a presença da cerâmica branca nos oferece um toque mais rústico, tirando a rigidez e dando uma sensação de conforto. É importante ressaltar que o revestimento é representativo, e a textura do material, neste caso, sintético, é condizente com o estilo adotado, isto é, não quebra totalmente com a linearidade clássica.

 

Askmi2

 

Em contraposição com todo o revestimento branco, optei por colocar num pequeno trecho da cozinha, um arranjo de azulejos. Como é possível notar, os azulejos não se repetem, fazendo com que a irregularidade do colorido se torne algo regular. Esta também representa outra estratégia para quebrar a continuidade e rigidez do ambiente, sem causar um contraste muito grande na linguagem visual.

 

Askmi3

 

No armário superior, propus uma cristaleira. O vidro sugere elegância ao ambiente. Além disso, a transparência demonstra a limpeza visual e a organização, tanto na parte de fora, como na parte de dentro dos armários. Uma dica que acho super funcional é utilizar a cristaleira para guardar utensílios mais delicados, principalmente os conjuntos utilizados em ocasiões mais especiais. Para as famílias que possuem filhos pequenos, é um excelente truque para deixar as mãozinhas longe do vidro e dos objetos mais frágeis.

 

Propus também, no cantinho da cozinha, um balcão com cadeiras estratégicas para fazer refeições mais rápidas e evitar a transação da cozinha para outros cômodos, quando não é necessário. Optei neste caso, por cadeiras básicas, com design mais tradicional, num tom azul bebê – não gerando discordância com o restante da composição projetual.

 

Askmi4

 

Nesta contextura, todos os detalhes importam. Para os puxadores, optei pela cor prateada. Fixados, mas não embutidos na marcenaria. Uma das vantagens deste modelo é a praticidade na limpeza. O prateado orna bem com cores como o branco e o cinza.

 

Askmi5

 

Quanto aos equipamentos, propus uma estrutura Inox. O tom prateado não confronta com as cores predominantes do recinto e dialoga muito bem com a cor dos detalhes – como citado a respeito dos puxadores. Os aparelhos embutidos são uma ótima escolha para quem busca a otimização espacial – salvo que, neste modelo, a limpeza também é facilitada.

 

Askmi6

 

Bom pessoal, espero que vocês tenham gostado do projeto e das dicas de hoje. Volto logo com mais novidades para vocês. Até a próxima!

Arq. Bárbara Jalles.

Auxiliar de texto: Vitória Chedian Pimentel Zanutto.

Bárbara Jalles

ESCRITO POR Bárbara Jalles

No mercado desde 2009, Bárbara cursou arquitetura e urbanismo na FAAP, em São Paulo, e ganhou know-how junto a grandes nomes da arquitetura nacional, como Ana Maria Vieira Santos e Marcelo Rosenbaum. Cursou Parsons The New School for Design, em NY, para aprimorar seu talento.

#arquiteta#arquitetura#Bárbara Jalles#Blog AskMi#coluna#cozinha
1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *