Uma cidade inesquecivel chamada Sevilha

Se existe uma cidade que me marcou durante a viagem, ela se chama Sevilha!! Sim… os posts da viagem estão de volta!! Até que enfim né, D. Marina?!rs Sorry gente mas esse última semana foi bem “punk”, repleta de mil prazos, audiências… Bom, o último post que fiz falando da viagem foi Lisboa, que saudades! Saímos de manhã do Four Seasons Lisboa rumo a Sevilha! A distancia de carro era de aproximadamente 4 hs e meia!! Meu marido sugeriu que parássemos em Algarve, ainda em Portugal, já que fazia parte da rota (na verdade desviamos apenas 30 minutos).

Para quem não conhece, ALGARVE é um destinos preferidos dos europeus que entendem bem de sol, mar, gente bonita e bons restaurantes! As praias ensolaradas do Algarve oferecem locais perfeitos para todos os tipos de turistas, desde os que buscam a animada vida noturna da maravilhosa e vibrante Lagos até os que desejam permanecer isolados na tranquilidade de Sagres. Essa região mais ao sul de Portugal oferece atrações históricas em Silves, a antiga capital dos mouros, e na fascinante Tavira: ótimos campos de golfe, praias fabulosas desde a Praia da Luz até a Armação de Pera, as fontes termais de Caldas de Monchique e muitos quilômetros de cavernas e grutas de calcário, penhascos e baías ao longo das costas rochosas

As estradas de Portugal possuem bons postos, melhores do que da Espanha, ao menos por onde andamos foi essa impressão que tivemos! Aqui, nesse pit stop, a Vivi conseguiu brincar alguns minutos no parquinho.

Já chegando em Algarve (andamos aprox. uma hora de Lisboa), colocamos no GPS o endereço do hotel Quinta do Lago, um dos mais lindos da região! Lá, além do hotel, de pequenos mercadinhos e lojas, você encontra casas lindíssimas, verdadeiras mansões e restaurantes badalados!

Fiquei impressionada com o local, um sonho!! Quero muitoo voltar com toda a minha família!

Ahhh sim, lá foi o lugar escolhido por ninguém menos que Ayrton Senna para passar grande parte de seus dias, quando morava na Europa! Em sua homenagem, existe uma avenida com casas maravilhosas!

Depois de um almoço rápido e quase morrer com as casas que lá vi, já era hora de partir para Sevilha, já que ainda tínhamos mais de 300 km pela frente!

Minha vontade era ir parando em casa cidade que passávamos: GRANADA certamente será um destino que não consegui conhecer mas que, na próxima vez que retornar a Espanha, eu irei conhecer!

Assim que chegamos em Sevilha, aproveitamos para descansar um pouco no hotel e , já de noitinha, fomos jantar no Mercado Gourmet del Barranco (super indico, estilo Eataly) e andar um pouquinho pela cidade!! Como só teríamos 1 dia e 1 noite, a ideia era focar nos pontos mais importantes e, para isso, contamos com a ajuda do roteiro que a Ana Maria Junqueira do @Magariblu desenvolveu para a gente!

Geral do mercado Gourmet

Aqui, minha ruiva em uma da principais pontes da cidade, vista linda e encantadora!!

E o dia começou cedo, estávamos muitoooo animados para conhecer essa, que é considerada uma das cidades mais lindas e animadas da ESPANHA!

Sevilha é a quarta maior cidade da Espanha. Capital da Comunidade Autonôma de Andaluzia, fica ao sul da Península Ibérica, às margens do rio Guadalquivir e a poucos kilômetros do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo. Por conta da proximidade com a África, Sevilha já foi por um longo período dominada pelos mouros. Os arabescos, os azulejos coloridos e os belos jardins espalhados pela cidade são a marca registrada da herança moura. Em 1248, os cristãos reconquistaram a cidade. A mesquita moura foi destruída para a construção de uma catedral católica, mas a torre, antigo minarete da mesquita, foi mantida por conta de sua beleza ímpar. Em seguida, vieram os judeus, que se estabeleceram na região, no bairro de La Judería. Em 1492, foi a vez de Cristovão Colombo partir em direção às Índias e encontrar a América, fazendo de Sevilha o primeiro porto de saída europeu ao Novo Mundo. A cidade garantiu o monopólio do comércio com as colônias e se tornou uma das maiores e mais prósperas cidades da Europa. Hoje Sevilha é o resultado de toda essa fusão cultural: uma cidade colorida, vibrante e contagiante.

Como estávamos com a Vivi e o calor na cidade é inexplicável nessa época do ano, optamos por começar com um passeio de charrete após um delicioso e café da manhã em nosso hotel! Achei a melhor opção!! Conseguimos, em um passeio de 1 hora, ter uma ideia geral da cidade, visualizar monumentos lindíssimos, ricos em historias!! O ponto alto foi o parque Maria Luisa, um sonho!

O Parque Maria Luisa situado em Sevilha, Espanha, é um jardim público e serve de exemplo como área verde bem cuidada de primeiro mundo. É o parque mais famoso da cidade e um dos seus pulmões verdes. O parque possui 34 hectares. O parque público foi aberto em 18 de abril de 1914 com o nome de Parque Urbano Infanta María Luisa Fernanda. O parque foi a residencia real até o ano de 1823, quando foi doado à cidade. No parque foram construídas as Plaza de Espanha e a Plaza de América por motivo da Exposição Ibero Americana de Sevilha em 1929, destacando-se como seus principais atrativos! Dá para conhecer o parque alugando uma bicicleta ou de carruagem! Dentro do parque funcionam 2 museus: Museu Arqueológico e Museu de Artes e Costumes Populares. AMEIIIII

Vivi amando o passeio

Depois de finalizado nosso passeio com cavalos, paramos na frente do Real Alcazar, conjunto dos palácios mais antigo da Europa. A arquitetura é rica em detalhes e há diversas influências na sua formação – arábe, renascentista e gótica. Os jardins são outro grande destaque. É considerado Património da Humanidade pela UNESCO. Ficamos simplesmente MARAVILHADOS com os jardinsss!! Não queríamos ir embora!

Se eu já estava apaixonada pela cidade, vocês não imaginam depois de conhecer a Catedral de Sevilha!!! Posso dizer? Foi a igreja mais linda que já visitei em toda vida!! A Catedral de Sevilha é a maior catedral gótica do mundo. Impressiona pelas suas dimensões, pelos vitrais coloridos, pelo coro em madeira que separa o corpo principal e o altar mor, e pelo túmulo com os restos mortais de Cristovão Colombo. A Torre da Giralda, preservada da época moura, é o grande símbolo da cidade. Dizem que a vista lá do alto é mágnica, mas tem que ter disposição para chegar lá no topo… Com a Vivi isso era inviável, mas fiquei com vontade!

Final de tarde, já era hora de voltarmos para nosso hotel !! Estávamos bem cansados mas aproveitamos muitooooooo esse dia lindo!

Adoramos nosso hotel, escolhido a dedo por mim e meu marido! Demos prioridade por uma boa localização, já que na cidade é difícil estacionar os carros! Por isso, nossa opção foi o Grand Meliá Colon!! Situado no coração da capital andaluz, ele se encontra a somente cinco minutos dos principais monumentos e ruas comerciais. Neste entorno, o hotel se destaca por sua elegante arquitetura com influência da Belle Epoque, seu lobby coroado por uma impressionante cúpula modernista e um interior que fusiona o luxo tradicional com toques contemporâneos como as peças de mobiliário assinadas por Phillipe Starck, Marcel Wanders e Edra.

Vivi fazendo poses na escadaria do hotel!!! Vê se aguento?!

Detalhes do quarto

Uma das vantagens do Grand Melia Colon é que ele fica perto dos melhores restaurantes, sorveterias, lojas e monumentos!!! Fomos jantar no “La Azotcza” e super indico! Na verdade ele possui várias opções de “tapas”, espécie de aperitivos, algo que os espanhóis adoram!

Fim de noite, hora de despedir! Next stop? Madrid!! Aguardem!!

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#viagens