O que Kate Middleton, Amal Alamuddin (Sra Cloney) e Marilyn Monroe têm em comum

O que Kate Middleton, Amal Alamuddin (Sra Cloney) e Marilyn Monroe têm em comum

Vocês sabem o que a Sra. George Cloney (Amal Alamuddin) e Kate Middleton têm comum? As 2 escolheram a mesma marca de rendas para usar em seus vestidos de casamento. E foi desta vez em Miami que conheci pessoalmente “AS TAIS”  rendas francesas, que são simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A-S!!

Fabricadas respeitando métodos tradicionais em teares que contam com mais de 120 anos, mantidos por artesãos cujo know how é único no mundo, as rendas Sophie Hallette enriquecem as criações das mais famosas casas de alta costura como Valentino, Elie Saab, Christian Dior, Chanel e muitos outros.

 

A empresa foi fundada em 1887 por Eugene Hallette na cidade francesa de Caudry, onde rapidamente se tornou a maior fabricante de rendas do país. Com a morte de Eugene, a empresa foi sendo herdada por seus ascendentes mantendo-se até hoje como um negócio familiar. Mas o aspecto artesanal de produção permanece basicamente o mesmo desde a fundação da maison, que apesar de ter adquirido alguns processos mais tecnológicos, principalmente no que diz respeito ao design das tramas, conta com acabamento totalmente manual: aplicações de miçangas e bordados são feitas pacientemente pelas mãos de talentosas rendeiras com agulha, linha e tesoura.

processo de tingimento

Processo de tingimento das rendas dentro da fábrica Sophie Hallette

 

Aliás, uma das partes mais importantes da produção artesanal da renda é a chamada “sala de emenda”, onde as rendeiras fazem uma checagem minuciosa da trama, unindo as peças e corrigindo à mão, de forma invisível, as partes de tecido que não saem perfeitas dos teares.

 

E até hoje as rendas Sophie Hellette são conhecidas como as melhores do mundo. A marca tem uma história de gerações, uma empresa familiar desde a sua fundação em 1887 e ainda baseada em Caudry no norte da França. Nada mais difícil do que manter o savoir-faire de séculos passados aliado às técnicas modernas e o bom gosto.

Resultado: as rendas estão presentes nas coleções de alta-costura de marcas como a Christhian, Dior, Yves Saint Lauren, Valentino, Elie Saab, Armani, e nas coleções de prêt-a-porter de Louis Vuitton, Chloe, Zac Posen, Lacroix, Chantal Thomass, Balenciaga, Chanel e muitos outras.

 

 

vestido cloney

O vestido de Amal foi assinado por Oscar de la Renta, feito com rendas da marca

 

 

rendas 3

Aqui, eu na REX FABRICS em Miami conferindo cada um dos modelos de rendas! Uma mais linda que a outra! A etiqueta vinho simboliza as rendas mais conhecidas do mundo!

 

 

rendas 4

Vejam a quantidade de rendas que encontrei por lá: paraíso para noivinhas de plantão

 

 

rendas 1

Esses são outros modelos e de marcas diferentes

Apesar de ser uma marca que existe há mais de cem anos e ter clientes célebres como Marilyn Monroe, foi Sarah Burton, a diretora criativa de Alexander Mc Queen, quem colocou as rendas francesas sob os holofotes no casamento real de William e a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton . O vestido da futura rainha da Inglaterra foi confeccionado com a melhor renda francesa em um modelo exclusivo, desenhado em 1958 e fabricado em teares artesanais com mais de 100 anos de idade.  Nada mais tradicional! E ao mesmo tempo delicado, sofisticado e sensual.

 

vestido_kate_middleton_casamento_real2

 

 

Vejam só o detalhe da renda escolhida pela princesa:

 

Detalhes-da-renda-do-vestido-de-noiva-da-Kate-Middleton

Eu fiquei encantada!! E vocês, gostaram?

 

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#rendas; rendas francesas; vestido casamento; onde comprar rendas; vestido kate middleton; vestido Amal; vestidos em Miami