Cortisol alto e dificuldade de emagrecimento by Carol Grillo!

Cortisol alto e dificuldade de emagrecimento by Carol Grillo!

Oii meninas, tudo bem?? Hoje temos coluna da nossa querida colunista e top nutricionista Carol Grillo! Confiram:

 

Cortisol alto e dificuldade de emagrecimento

cortisol 2

Na minha prática clínica, ao longo dos anos, tenho observado uma queixa bem comum de pacientes que seguem a dieta corretamente, mas não conseguem emagrecer. Quando peço os exames para investigar a causa, na maioria das vezes observo que o cortisol está alterado.

 

cortisol 5

 

O cortisol, hormônio do estresse, como já falei anteriormente, muito importante para o organismo e precisa se manter estável, nem elevado, nem suprimido.  Dentre suas consequências, devemos ressaltar que ele atua de forma benéfica ou não dependendo da associação com outras substâncias, como por exemplo:

 

– Pode causar armazenamento de gordura quando se junta a lipase lipoproteica, LPL, ou pode causar a queima de gordura com a lipase sensível ao hormônio, HSL. Quando o cortisol fica elevado por longos períodos, causa a liberação de neurônios simpáticos que levam a um aumento de neuropeptídeo que leva ao crescimento de células de gordura. Já no caso de não haver processo de construção muscular, essa elevação prolongada causa perda de massa muscular.
– Quando o cortisol é associado à insulina, eles aumentam a LPL mais ainda causando armazenamento de gordura. Esses dois hormônios são antagonistas, isto significa que a insulina acentua o efeito LPL do cortisol e diminui a ação HSL.
– No caso da associação ao hormônio HGH (hormônio de crescimento humano), em um quadro de insulina baixa, a perda de gordura é favorecida. Isto ocorre em períodos de jejum de curto prazo ou exercícios de alta intensidade e curta duração.
cortisol 3

 

– O cortisol influencia diretamente no funcionamento da tireóide, se baixo pode levar ao hipotireoidismo.
– Muitas vezes o cortisol aumentado vem junto com um baixo nível de testosterona ou disfunção da tireóide.

 

O que importa para o bom funcionamento do corpo é ter um equilíbrio e os nossos hábitos cotidianos influenciam diretamente na produção do cortisol.

 

Para uma redução e modulação do hormônio podemos recomendar:
➢ Atividade física leve como caminhada;
➢ Sono, relaxamento, massagem, meditação;
➢Whey Protein suplementos de BCAA;
➢Fosfatidilserina, relora e magnésio via oral.
Já para o seu aumento posso apontar algumas causas como:
➢ Falta de sono;
➢ Exercícios de alta intensidade e curta duração ou intensidade moderada com longa duração;
➢ Não se alimentar corretamente ou pular refeições;
➢ Uso de álcool, café e vitamina B5 em excesso.cortisol 4

 

Para saber o seu nível de cortisol, é indicado a dosagem do cortisol matutino que deve estar entre 5 e 23. Caso a sua dosagem esteja alterada, é recomendado que se procure um médico especialista para modular este hormônio e desta maneira fazer o organismo trabalhar de maneira sincronizada e satisfatória.

 

Fotos: Internet

Carol Grillo

ESCRITO POR Carol Grillo

Com inúmeros cursos de especialização, além de uma pós-graduação em nutrição clínica, Carol é uma nutricionista focada em ajudar seus pacientes a seguirem uma rotina alimentar saudável, equilibrada e direcionada a resultados.

#Carol Grillo#cortisol#dicas#emagrecimento#nutrição#nutricionista

Você quer perder peso? A balança pode ser sua inimiga!!!

Você quer perder peso? A balança pode ser sua inimiga!!!

Assunto polêmico hoje por aqui! Pedi para a nossa colunista e nutricionista, Carol Grillo, falar um pouco sobre a balança e perda de peso. Confiram:

AskMi

 

Você anda preocupado com o seu peso? Percebe que os ponteiros da balança não diminuem e fica frustrado com isso? Tem medo de fazer musculação porque vai aumentar o peso? Anda se pesando de manhã, de tarde e de noite para controlar se está ou não engordando? Estas são dúvidas que frequentemente aparecem no meu consultório e eu quero tentar esclarecer todas para vocês. Vamos lá?

 

Primeiramente, eu vou contar um segredo: o peso não é considerado padrão ouro para a avaliação da evolução do paciente. Atualmente, sabe-se que o peso na balança como método de avaliação nutricional é insuficiente e está ultrapassado, pois nos diz muito pouco sobre o indivíduo.

 

A grande maioria das pessoas, ao iniciar uma dieta, fica obcecada pela balança. No entanto, essa não é a maneira mais eficaz de monitorar seu progresso. É importante destacar que o resultado da pesagem depende muito do momento e pode variar ao longo do dia. Diversas ocasiões podem alterar o peso, como o jejum prolongado, o período menstrual, alguma refeição mais pesada ou até mesmo medicamentos que provoquem retenção de líquidos.

 

AskMi1

 

Além disso, é importante saber que a variação de peso durante o dia é normal e não significa que houve aumento de gordura corporal. A pessoa pode ficar mais pesada porque bebeu um volume maior de líquidos ou porque não foi ao banheiro ou ainda porque comeu um excesso de carboidratos no final de semana e está retendo líquidos, do mesmo jeito que você pode ficar mais leve se estiver com diarreia ou se perder massa muscular. Além das alterações provocadas pelos diferentes momentos do dia, a própria balança pode fazer o peso variar. Diversos fatores podem prejudicar o funcionamento do aparelho, como um piso desnivelado e até mesmo a umidade caso ela seja colocada no banheiro.

 

Já atendi diversos casos no consultório, de pacientes que se diziam magras, mas na hora de medir o percentual de gordura, o resultado era ruim. Isso acontece quando a pessoa tem pouca massa muscular. Mesmo com baixo peso, você pode continuar com gordura localizada e/ou flacidez. Ainda que os resultados na balança sejam favoráveis, o corpo não vai apresentar as formas com que você sonha.

 

O peso é um fator importante quando necessitamos calcular o gasto energético do paciente e para observarmos se este indivíduo está perdendo massa magra. Uma redução acentuada de peso só é indicativo de emagrecimento de fato em pessoas obesas. Pessoas com leve sobrepeso ou acúmulo de gordura em regiões específicas não devem perder muitos quilos na balança. Isso porque quando o peso reduz excessivamente, reflete em perda de massa magra e flacidez.

 

AskMi2

 

Para que vocês entendam: a gordura é leve e volumosa, enquanto os músculos são compactos e pesados. Faça o teste em um açougue ao pedir 1 kg de músculo e 1 kg de gordura, depois disso compare o volume de ambas as peças. É visualmente surpreendente!!! Por isso, quando há perda de gordura e ganho de massa muscular, o peso pode não diminuir ou, mais do que isso, aumentar! O que realmente vai importar é o seu visual na hora em que se olhar no espelho, pois o seu corpo estará ficando cada vez mais bonito, com menos gordura e mais definição.

 

Eu costumo utilizar as pregas cutâneas e as circunferências do paciente, como método de avaliação física. As dobras são feitas por um aparelho chamado adipômetro, ele é usado para medir a espessura do tecido adiposo em diversas partes do corpo. Essas medidas são colocadas em equações e, a partir do resultado, temos o percentual de gordura corporal. Em uma primeira avaliação é importante saber a composição corporal, ou seja, quanto o indivíduo possui de massa magra (músculos) e de massa gorda.

 

Uma dica minha para você que não quer fazer uma avaliação física com nutricionista e quer avaliar a sua evolução é utilizar fotos. Eu utilizo esta estratégia com algumas pacientes minhas. Você pode fazer as fotos a cada semana na mesma posição e com as mesmas roupas. Assim, você consegue visualizar a sua evolução muito melhor.

 

Outro assunto que considero extremamente importante abordar aqui: é o medo que algumas mulheres têm de fazer musculação e ficarem grandes e mais pesadas. Isso não se justifica porque nós mulheres não produzimos a mesma quantidade de testosterona que os homens. Por isso, é praticamente impossível, ficar “masculinizada”. Portanto não tenha medo de treinar pesado. Músculos proporcionam um físico mais bonito, curvas tonificadas e a definição que vocês tanto almejam alcançar. Além disso, cada quilo de músculo, queima ao redor de 50 kcal. Ou seja, quanto mais massa magra você construir, mais calorias vai poder consumir. Isso não é maravilhoso? Rsrs

 

AskMi3

 

E mesmo depois de tudo que eu expliquei aqui, eu sei que as dúvidas em torno deste assunto vão continuar aparecendo pois, por muitos anos, o peso foi o maior indicador de emagrecimento. É difícil mudar conceitos pré-existentes na cabeça das pessoas. Quando um paciente me fala que quer perder peso de qualquer jeito e ficar magro,eu sempre irei responder assim: “Não!!! Você quer ficar leve!!! Você só irá ficar magro, se reduzir o percentual de gordura corporal. E para isso, muitas vezes, o peso vai se manter ou até mesmo aumentar.”

 

Bom, eu espero ter contribuído e ter tirado possíveis dúvidas de vocês!!! Para maiores informações vocês podem enviar e-mail para grillo.caroline@gmail.com e sigam o meu Instagram profissional @nutricarolgrilloBeijos Carol.

 

Fotos: Internet

Carol Grillo

ESCRITO POR Carol Grillo

Com inúmeros cursos de especialização, além de uma pós-graduação em nutrição clínica, Carol é uma nutricionista focada em ajudar seus pacientes a seguirem uma rotina alimentar saudável, equilibrada e direcionada a resultados.

#balança#Carol Grillo#coluna#dieta#emagrecimento#nutrição