Dica de livros infantis

Dica de livros infantis

Nesta semana acompanhei um declaração dada pelo príncipe William em um evento em Londres, onde ele dizia que o livro preferidos dos filhos dele e de Kate era o “The Grufallo”. Como eu não conhecia, resolvi pesquisar um pouco sobre o livro e compartilhar com vocês, bem como dar dicas de outros livros infantis que a Vivi adora. Confiram:

 

The Grufallo – é um livro infantil da escritora e dramaturga Julia Donalson, ilustrado por Axel Scheffler , que conta a história de um camundongo, o protagonista do livro, dando um passeio por uma floresta européia. O livro já vendeu mais de 13 milhões de cópias, ganhou vários prêmios para literatura infantil, e foi desenvolvido em peças teatrais no West End e na Broadway e até mesmo em um filme de animação indicado ao Oscar.

 

A trama do livro – a história da caminhada de um rato pela floresta se desdobra em duas fases; em ambos, o mouse usa truques inteligentes para escapar do perigo. No caminho, o rato encontra vários animais perigosos (uma raposa, uma coruja e uma cobra). Cada um desses animais, claramente com a intenção de comer o rato, o convida de volta para sua casa para uma refeição. O mouse perspicaz declina cada oferta. Para dissuadir outros avanços, ele diz a cada animal que tem planos de jantar com seu amigo, um gruffalo, um animal parecido com um monstro que é meio urso pardo e meio búfalo, cuja comida favorita é o animal relevante, e descreve as características da monstruosa anatomia do gruffalo . Assustado que o gruffalo possa comê-lo, cada animal foge. Depois de se livrar do último animal, o rato fica chocado ao encontrar um gruffalo real – com todas as características assustadoras que o rato pensou estar inventando. O gruffalo ameaça comer o rato, mas novamente o rato é astucioso: ele diz ao gruffalo que ele, o rato, é o animal mais assustador da floresta. Rindo, o gruffalo concorda em seguir o mouse enquanto demonstra como teme estar. Os dois caminham pela floresta, encontrando por sua vez os animais que antes haviam ameaçado o rato. Cada um fica aterrorizado com a visão do par e foge – e a cada vez o gruffalo fica mais impressionado com a dureza aparente do mouse. Explorando isso, o rato ameaça comer o gruffalo, que foge. A história é baseada em um conto popular chinês de uma raposa que empresta o terror de um tigre.

 

61rLZdUv3zL._SL500_

 

Lina e o Balão – Texto e ilustrações de Komako Sakai, Editora Pequena Zahar – Durante um passeio, Lina ganha um balão amarelo. Mas ele não é um simples balão amarelo para ela: é seu amigo. Vão brincar juntos, comer juntos, dormir juntos. O problema é que essa amizade é, por assim dizer, frágil, e um vento leva seu novo amigo para o alto de uma árvore. A menininha fica muito triste com essa possibilidade de perda e vai precisar confiar na sua mãe para tentar manter esse laço de amizade. As crianças bem pequenas vão entender a dimensão desse sentimento. Os traços delicados da autora japonesa Komako Sakai irá encantar a adultos e crianças.

 

capa_LinaEOBalao_f.indd

 

A ilha do vovô – Texto e ilustrações Benji Davies, Editora Salamandra – Um dia, o avô de Syd o convida a conhecer o sótão. Em meio a objetos antigos, recolhidos em viagens, há uma porta que abre para um mundo de fantasia. Syd e o avô não estão mais em casa, mas em um navio a caminho da ilha do vovô. Lá, eles brincam e vivem momentos muito felizes até que é chegada a hora de voltar. Mas o idoso não vai sair daquele paraíso. Este é um caminho que o menino precisa fazer sozinho. É com essa metáfora que o livro fala sutilmente sobre morte e perda. E as ilustrações trazem um interessante jogo de encontrar os objetos do sótão ganhando vida na ilha.

 

maxresdefault

 

Auxilio texto e imagens: Revista Crescer

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Blog AskMi#dicas#leitura para crianças#livros

Dicas para montar uma tábua de frios!

Dicas para montar uma tábua de frios!

Adoro receber família e amigos em casa!!! E sempre quero preparar algo bacana e delicioso. O fim-de-semana está chegando e quero compartilhar com vocês algumas dicas para fazer uma noite de petiscos com tábua de frios! Confiram:

 

-a primeira dica é escolher uma tábua (prefiro as de madeira) com tamanho maior, para colocar várias opções de petiscos, ela pode ser retangular ou redonda;

-algumas opções não podem faltar para montar as tábuas, como: queijos, presuntos, geleias, pães, torradinhas, grissini, castanha de caju, pistache, salgadinhos variados (batata chips, amendoins, pimentinhas), uvas, maçã verde, antepasto de berinjela e damasco, azeitonas, etc;

-a lógica inicial é pensar em quantas pessoas irão comer e quais os gostos de cada uma (caso não saiba, o ideal é escolher uma variação maior a fim de agradar);

-pensando em deixar a tábua mais bonita, faça a opção por frios de formatos diferentes: queijos inteiros para fazer cortes desiguais, queijos em palito, embutidos fatiados para fazer rolinhos e dobras, embutidos em cubinhos, etc;

-procure dispor as opções na tábua, intercalando as cores e os formatos.

 

Seguem algumas fotos que vi no Pinterest e amei…já estou pensando em como montar a minha tábua de frios!

 

Askmi4

 

Askmi3

 

Askmi2

 

Askmi1

 

Fotos: Pinterest

 

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Blog AskMi#como fazer uma tábua de frios#dicas#o que servir#receber amigos#s petiscos#tábua de frio

Dica de decor: composição de quadros!

Dica de decor: composição de quadros!

No fim-de-semana fiquei pesquisando sobre “composição de quadros” e quero mostrar pra vocês algumas ideias de como dispor vários quadros numa mesma parede. Uns dizem que não existem regras, porém outros defendem que o certo é planejar milimetricamente a posição de cada quadro. Acredito ser uma tarefa um pouco complicada, rs. Por isso, quero compartilhar alguns ambientes da minha casa com quadros e também algumas ideias da Casa e Jardim.

 

Antes, vamos a algumas regrinhas básicas:

– É sempre bom pendurar os quadros de forma que seu centro fique a 1,60m do chão. Dessa maneira todos vão conseguir apreciá-lo de uma maneira agradável, tanto os mais altos como os mais baixinhos.
– Se ele estiver sobre um sofá, cuide para que o início da moldura fique de 20 a 25 cm mais alto que o encosto, para não atrapalhar quem está sentado.
– Quando estiver em cima de uma cama, ele deve ficar a 60 cm do chão se ela não possuir cabeceira e se possuir, a 20 cm de altura a partir do final da cabeceira.

 

Este primeiro ambiente é o “hall de entrada” da minha casa. Por ter um pé direito alto, foi possível colocar quadros grandes e fazer uma disposição simétrica mais embaixo.

 

Askmi1

 

O segundo ambiente é a sala de jantar, onde optei por fazer um mix com telas  e espelhos simetricamente, ainda mais por estarem posicionados acima de uma “récamier”.

 

Askmi3

 

Esse ambiente fica na sala de “home Theater” e aqui não foram dispostos milimetricamente, mas sim alinhados de baixo para cima.

 

Askmi4

 

Neste ambiente, por ter um móvel embaixo, optamos por alinhar os quadros ao móvel.

 

Askmi6

 

Aqui trata-se de uma parede mais estreita, do lavabo de casa, e apenas seguimos o espaço que tinha para ordenar os quadros.

 

Askmi5

 

Bom, agora algumas ideias da revista Casa e Jardim que gostei muito!

 

Askmi2

 

Fotos: Blog AskMi e Casa e Jardim

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Blog AskMi#composição de quadros#decor#Decoração#dicas

8 dicas para usar o tricô na decoração do quarto de bebê!

8 dicas para usar o tricô na decoração do quarto de bebê!

Prática milenar e um ícone de sucesso no mundo da moda, o tricô também garantiu seu lugar cativo no design de interiores, principalmente quando falamos em enxoval e decoração de quarto de bebê. O caprichoso trançado resgata a ternura de uma tradição passada de mãe para filha, com o toque aconchegante que a família busca para receber o novo membro da família com extra conforto.

 

E tanta delicadeza exalta ainda a força do tricô para a estética do ambiente, proporcionando peças originais de extremo bom gosto e sofisticação. Quem está começando a pensar nos detalhes para a decoração do quarto de bebê, pode se inspirar com essas oito ideias versáteis para encher o cantinho do pequeno de elegância e aconchego:

 

Kit Berço

 

Uma das peças essenciais do enxoval é o kit berço, que protege o cantinho do pequeno com charme e muito conforto. Com o tricô, o conjunto ganha elegância e delicadeza, especialmente com o capricho das tranças em trama. A combinação suave do azul, branco e areia harmoniza com a versátil estampa listrada, complementando a presença lúdica do ursinho bordado. Laços e babados marcam o estilo clássico do enxoval.

 

Askmi1

 

Kit Cama Babá

 

Para a cama auxiliar, o tricô é pura sofisticação! O belíssimo acabamento do trançado, combinado à elegante paleta de cores do enxoval, concretiza o sonho das mães clássicas, que desejam um quarto de bebê digno de um verdadeiro príncipe.

 

Askmi2

 

Manta de tricô

 

A tradicional manta de tricô se reinventa neste modelo com um trançado suave, que traduz em conforto o ar nostálgico das heranças de família. Além de manter o bebê quentinho, o acessório também é garantia de charme e personalidade na decoração do ambiente.

 

Askmi3

 

Almofadas

 

Para complementar essa atmosfera repleta de carinho, as almofadas são o verdadeiro #trendalert do quarto de bebê atual. Com diversas possibilidades em tamanhos, cores e texturas, o acessório ganha ainda mais versatilidade com o atemporal tricot. Combinado ao babado listrado, a peça ganha ainda mais estilo e originalidade.

 

Askmi4

 

Ursinhos

 

Já os fofíssimos ursinhos de tricô chegam para trazer um toque lúdico a este elegante quarto de bebê! O acessório complementa a decoração e também pode trazer mais aconchego para o pequeno, como naninha.

 

Askmi5

 

Almofada Amamentação

 

E para a hora da mamada ficar ainda mais confortável, as mamães vão amar o acabamento elegante da almofada amamentação com tricô trama e babadinhos charmosos.

 

Askmi6

 

Porta bebê

 

Para o enxoval do bebê ficar completo nesse inverno, o porta bebê com capuz é extra quentinho. A melhor opção para passeios nos dias mais frios.

 

Capa para bebê conforto

 

Outro acessório indispensável na rotina da família é a capa de bebê conforto, que mantém o bebê confortável nos passeios e viagens. Com o tricô, a capa fica ainda mais charmosa e ajuda a embalar o soninho gostoso do pequeno. Amou essa seleção? Clique aqui e confira outras peças desta sofisticada coleção para o quarto de bebê by Grão de Gente.

 

Askmi7

 

Auxilio texto e fotos: Grão de Gente

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#decor#Decoração#dicas#quarto de bebê#tricot

Produtos naturais: é possível cuidar da beleza sem descuidar da saúde durante a gestação

Produtos naturais: é possível cuidar da beleza sem descuidar da saúde durante a gestação

Junto com a descoberta da gravidez surgem muitas dúvidas, especialmente para as mamães de primeira viagem. Além dos cuidados com a saúde e desenvolvimento do bebê, o corpo da mulher passa por uma série de mudanças que merecem atenção. Algumas sentem menos, outras mais, mas, normalmente, as alterações hormonais são responsáveis por sinais visíveis que aparecem, principalmente, na pele, unhas e cabelos. É claro que o famoso clichê que afirma que as grávidas ficam mais bonitas não é uma mentira, afinal, com o metabolismo acelerado, todo o organismo trabalha em ritmo mais rápido e, consequentemente, suas funções também aumentam a velocidade. Por isso, unhas e cabelos costumam crescer mais nesse período e a taxa de queda dos fios também diminui.

 

Mas há outros fatores que podem contribuir para a insegurança das gestantes, como a flacidez, manchas de pele e as temidas estrias. Além disso, as químicas, colorações e procedimentos estéticos exigem cautela. A boa notícia é que já há alternativas seguras para manter a beleza sem sacrificar a saúde durante a gestação. A dica dos especialistas é apostar nos ativos naturais, que trazem resultados eficazes e sem riscos. Confira a seguir:

 

 

gravidez_cuidados_produtos_naturais

 

 

Autoestima lá em cima

A saúde do bebê é uma prioridade, mas isso não significa que a rotina de cuidados da mulher deve ser deixada de lado, muito pelo contrário, a futura mamãe deve manter seus hábitos em prol da saúde, até mesmo em relação à estética. Afinal, nada melhor do que se sentir bem por dentro e por fora não é mesmo? Além disso, nesse momento tão importante da vida, a autoestima em dia é essencial para se sentir mais segura e confiante diante de todas as mudanças.

 

Melhor tratamento

Nesse período, o corpo trabalha em dobro, adaptando-se para proporcionar o desenvolvimento perfeito do bebê e fornecendo tudo aquilo que ele precisa para nascer saudável. No entanto, em decorrência desse processo, também há algumas consequências nada agradáveis. Segundo a médica Maria Clara Couto, consultora do portal Use Orgânico,  as alterações hormonais podem acelerar a produção da melanina, favorecendo o surgimento de manchas e acnes, além de provocar o  aumento da oleosidade da pele e couro cabeludo: “Outro resultado incômodo das mudanças no metabolismo é o aparecimento de celulites, devido à retenção hídrica do corpo. Isso sem falar nas estrias e flacidez, comuns nas regiões do abdômen, seios e coxas” – explica a especialista em dermatologia.

 

No entanto, a médica afirma que não é preciso se desesperar. É evidente que a maioria dos tratamentos estéticos disponíveis no mercado são cheios de substâncias químicas que podem ser nocivas ao bebê, por isso, uma das informações mais difundidas sobre os cuidados durante o período gestacional é de que a mulher deve passar longe desses aditivos. Mas, a gestante não precisa passar os nove meses convivendo com todos esses problemas: “Existem produtos naturais que fazem verdadeiras maravilhas para o corpo e o melhor de tudo é que a grande maioria não oferece riscos ao feto. Eles podem substituir os químicos com eficácia, inclusive, muitas pacientes seguem o tratamento com ativos naturais mesmo após o parto, priorizando a saúde sem abrir mão da beleza” – Afirma Couto.

 

Quanto mais natural melhor

Segundo a especialista, adotar uma rotina com cosméticos naturais, orgânicos e com fórmulas mais leves é a chave para equilibrar os cuidados estéticos com a saúde: “E quando falamos em fórmulas mais leves, não quer dizer que os produtos sejam menos efetivos, muito pelo contrário, quanto mais ativos naturais, mais benefícios. E sem efeitos colaterais, o que é fundamental na gravidez, já que nesta fase há uma sensibilidade maior”. De acordo com Couto, muito do que passamos na pele é absorvido pelo corpo, vai para a corrente sanguínea e chega até o bebê: “Especialmente no começo, os primeiros três meses são os mais delicados, pois os principais órgãos do feto estão se formando e as chances de um aborto espontâneo são maiores. Por isso é importante evitar ao máximo substâncias químicas e tóxicas que podem resultar em malformação fetal ou alguma complicação na gravidez”. Segundo a especialista, para os cuidados do dia a dia há opções com ingredientes caseiros e fáceis de encontrar, além de linhas naturais voltadas para as gestantes. Já em relação aos procedimentos externos é imprescindível informar sobre a gravidez antes de realizá-los. Confira a seguir os principais cuidados, com alternativas naturais e seguras, para seguir na gestação:

 

Corpo

Além da hidratação, que deve ser constante, tanto interna quanto externa, os óleos vegetais também são grandes aliados da pele do corpo nessa fase e ajudam a evitar as temidas estrias. Eles aumentam a elasticidade da pele e promovem o relaxamento. O óleo de uva, por exemplo, pode ser usado para deixar as peles grossas mais finas e macias, já os óleos de castanhas e amêndoas são altamente hidratantes, nutritivos e capazes de revitalizar o corpo. Por isso, use e abuse deles durante a gravidez. “Esses hidratantes corporais são a maior arma contra as estrias, e podem ser passados nos seios também, exceto nos mamilos” – afirma Couto.

 

Tratamento facial

Limpezas de pele e máscaras faciais com ativos naturais são permitidas, no entanto, se os produtos anti idade já fazem parte da rotina, a recomendação é esquecê-los por um tempo. Isso porque a maioria contém ácidos e substâncias nocivas ao bebê. Mas não se preocupe, pois há um substituto natural à altura: a vitamina C e a vitamina E. Segundo Couto, a primeira, além de antioxidante, ela tem a capacidade de clarear e uniformizar o tom da pele e ainda trabalha para a síntese de colágeno. Já a vitamina E é anti-inflamatória e emoliente, capaz de combater os danos causados pelos radicais livres e prevenir a pele contra o envelhecimento precoce.

 

Cabelos e unhas

Os níveis elevados de progesterona são responsáveis por deixar os fios sedosos, brilhantes e volumosos. Por isso não é preciso fazer muitos procedimentos, uma hidratação caseira semanal já é suficiente para manter as madeixas macias e bonitas. A dica da especialista é optar por shampoos suaves e hipoalergênicos para controlar a oleosidade. O óleo de coco também pode ser usado para limpar o couro cabeludo e nutrir os fios. Em relação às unhas, a recomendação é simples: opte por esmaltes hipoalergênicos, e, para evitar contaminações, não compartilhe ferramentas de manicure.

 

Lista negra

Alisamento, coloração, peelings, esses são alguns procedimentos corriqueiros para muitas mulheres, no entanto, após a descoberta da gravidez, a maioria começa a se questionar, pode ou não pode? Em relação às tinturas, a restrição total acontece nos três primeiros meses, pois há o risco de causar alguma malformação fetal, mas, geralmente, a partir do 2º trimestre o uso de colorações sem amônia (tintura permanente, que penetra nos fios, atingindo o córtex) é liberado. As luzes só podem ser feitas no período final, com a distância mínima de 10 milímetros da raiz, para evitar que o couro cabeludo absorva o produto químico.

 

Já o alisamento capilar é proibido, a maioria contém uma substância chamada formol na composição, que é tóxica. No caso dos tratamentos para a pele, a atenção deve ser ainda maior. Os peelings, especialmente os químicos, com ácido tricloroacético, ácido retinóico e seus derivados são contra indicados, pois oferecem riscos à saúde do bebê. Outra substância com restrição absoluta é a isotretinoína, usada nos tratamentos de acne, pois pode causar alterações nos sistemas nervoso e cardiovascular do feto. Couto também alerta que a toxina botulínica também deve ser evitada por falta de estudos científicos sobre seus efeitos em grávidas e as tatuagens devem ser adiadas para evitar problemas de infecção ou contaminação.

 

Aproveite o momento

Nem tudo são espinhos, junto com as mudanças metabólicas também vem muitas coisas boas que a nova mamãe deve aproveitar ao máximo. Além de muito feliz, a gestação também pode deixar a mulher ainda mais bonita, com sintomas vantajosos durante as 40 semanas. Se livrar da TPM e cólica é apenas o começo, inclusive, após o parto, muitas mães procuram métodos anticoncepcionais que evitam a menstruação para não abrir mão dessa felicidade. Já as mudanças mais visíveis, como o ganho de peso, também são motivos de alegria, afinal, um dos primeiros sinais da gravidez é o aumento dos seios, que podem ficar ainda maiores no pós-parto, então, esqueça o bojo por um bom tempo. E quanto à barriguinha? Ela começa a ser notada a partir do quarto mês de gravidez, pois o útero sobe da região pélvica para a abdominal umbilical.

 

Já a pele também pode se beneficiar do acúmulo de gorduras, com as células mais inchadas a região cutânea tende a ficar mais esticada e iluminada, assim como os cabelos, que ganham um brilho especial. Outra vantagem peculiar da gestação é o aumento da libido. No sexto mês, o corpo feminino já tem um volume de sangue 50% maior do que o normal, o que aumenta a vascularização e, consequentemente, deixa a mulher mais sensível à estimulação. E por último, mas não menos importante, o sono também pode ganhar mais qualidade, especialmente nos primeiros meses por causa da queda de pressão a mulher tende a ficar mais sonolenta. Por isso, aproveite para colocar o sono em dia, pois a energia extra será muito bem vinda quando o bebê chegar.

 

Fonte: Use Orgânico e Laisa Sales / Agência Carti

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#dicas#gravidez#produtos naturais