5 dicas para organizar a rotina dos seus filhos nas férias!

5 dicas para organizar a rotina dos seus filhos nas férias!

As férias mudam a rotina. Dos filhos – que estão de folga da escola e cheios de energia para gastar – e dos pais, que têm de adaptar o dia a dia da casa e da família e proporcionar conforto e diversão para os pequenos. Desta forma, organizar uma nova rotina, para as férias, pode ser uma solução. Claro que esta é mais flexível que a escolar, mas, para ajudar, seguem algumas dicas do que fazer (ou não fazer) nas férias com as crianças. Confira:

 

O sono merece atenção

Neste período, as crianças podem querer ficar acordadas até mais tarde e dormir um pouco mais e, como estão de férias, é possível negociar estes horários. Mas é importante que o sono também tenha regras (limite de horário e de tempo dormindo), para que a volta às aulas não seja uma dor de cabeça.

A alimentação também

Os horários das refeições não devem sofrer alterações nas férias, pois é necessário que a criança se alimente de três em três horas. O cardápio pode variar um pouco, mas é bom não abusar das besteiras, inclusive por uma questão de saúde.

Atividades físicas são bem-vindas

Estimule os pequenos a se exercitarem. Seja uma caminhada ou algum esporte como futebol, vôlei etc. Brincadeiras que envolvem corrida, como pega-pega, caça ao tesouro etc. podem ajudar. 

Computadores, celulares e videogames? Sim, mas só um pouco

Nas férias, o tempo que as crianças passam com seus smartphones tende a aumentar e pode até ser uma aliada na diversão. Mas é preciso regular este tempo, para que eles não fiquem o dia todo conectados e se dediquem a outras atividades, como brincar ao ar livre, por exemplo. 

Brincar com os amigos e com os pais

Receber os amigos dos seus filhos em casa para brincar pode ser uma boa atividade. Além disso, você pode negociar um “rodízio de pais”, assim, um dia você recebe a turma toda e, no outro (quando seu filho for visitar um amigo), pode ter uma folga também.

Além dos amigos, os filhos querem brincar com os pais! Então reserve um tempo para brincar com eles. Ensine brincadeiras da sua época, conheça as deles. É uma ótima oportunidade para estreitar os laços e criar boas memórias.

Auxilio texto: Ana Paula Vieira ana@comuniquese1.com.br / Agência Inoar

Imagem: http://todaon.com.br

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Crianças#dicas#féris#kids#rotina

5 cuidados que devemos ter com a nossa pele durante o inverno!

5 cuidados que devemos ter com a nossa pele durante o inverno!

O inverno chegou e, com ele, as s temperaturas começam a cair, o que faz com que a nossa pele fique ressecada e com a estrutura fragilizada. Segundo a esteticista Ângela Coelho, o primeiro passo para mantê-la bem cuidada é entender seu funcionamento e, aí sim, tentar amenizar os efeitos das baixas temperaturas. Para te ajudar nessa tarefa, a especialista destacou 5 cuidados que devemos ter com a nossa pele durante esse período.

 

 

Se alimente bem e pratique exercícios

 

Quem nunca ouviu essa dica, não é mesmo? Para manter o corpo aquecido durante essa época, nosso organismo acaba gastando mais energia e, por consequência, nós acabamos sentindo mais fome. O problema aqui, segundo a esteticista, é que acabamos optando por comidas muito calóricas – ricas em carboidratos e açúcares -, que causam a degradação do colágeno da pele, ocasionando assim o envelhecimento cutâneo precoce e contribuindo com a flacidez. Uma boa dica aqui, é substituir o chocolate ou achocolatado por cacau em pó (50% ou mais), que é antioxidante e ajuda na manutenção de uma pele saudável.

 

Beba bastante água!

 

A queda da umidade do ar e as baixas temperaturas fazem com que o corpo transpire menos. Com isso, acabamos sentimos menos sede, o que não quer dizer que não precisamos nos manter hidratados. Lembre-se de beber de 2 a 3 litros de água por dia. Consuma chás, sucos e sopas com ingredientes ricos em vitaminas e minerais para manter a pele saudável e hidratada.

 

Hidratação tópica

 

Primeiro é importante saber que se você não consumir água, nem o melhor hidratante do mundo vai trazer o resultado desejado. Os hidratantes atuam por osmose, isso significa que usam a própria água do seu corpo para manter a hidratação. Eles criam uma barreira na pele que evita a perda excessiva de água e, por fim, o ressecamento. A dica da esteticista aqui é apostar em hidratantes específicos para cada área do corpo (lembre-se dos lábios) e para o seu tipo específico de pele. Aposte em cremes que contenham antioxidantes, como a vitamina C, e fique de olho nas fórmulas. Substitua produtos que contenham óleos minerais por óleos vegetais, que tem uma maior compatibilidade com a pele e menor índice de irritabilidade. Invista em máscaras hidratantes e aproveite a época para realizar peelings, já que é um procedimento em que o paciente deve evitar o sol, e a renovação celular ocorre com mais qualidade.

 

Banhos quentes

 

A temperatura lá fora cai e automaticamente a temperatura do chuveiro aumenta. Evite tomar banhos muito quentes ou banhos demorados com muito sabão, pois isso contribui para a perda do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo), deixando a pele desprotegida, o que facilita a penetração de bactérias, fungos, vírus, poluentes do ar e alérgenos como poeira e mofo, deixando a pele com a textura áspera.  Outro problema é que a água quente também estimula as glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade no topo da cabeça e no rosto. Essa oleosidade em excesso pode causar dermatites, queda de cabelo e caspa. Tome banhos mornos e aproveite para hidratar a pele com óleos específicos. No pós-banho, com a pele limpa, é o momento ideal para aplicação dos hidratantes (facial e corporal), já que a absorção é mais eficaz.

 

Protetor solar

 

Apesar do clima frio, e da menor incidência dos raios ultravioletas tipo B – principais causadores de câncer de pele – o sol continua emitindo radiação, como o ultravioleta do tipo A, que possui alto poder de penetração e são capazes de danificar a pele, causando além de câncer, foto envelhecimento, manchas e a flacidez.  Além da luz solar, a luz artificial (tablets, Tvs, celulares, computadores etc.) também pode causar danos a pele, por isso o uso contínuo de protetor é imprescindível. Se sua pele for oleosa, opte por produtos oil free e toque seco, que possuem textura mais leve.

 

É recomendado o uso de 1gr de produto por aplicação (o que equivale a uma colherzinha de café), e pode ser aplicado em camadas. O retoque, durante o dia, pode ser feito com protetor em pó para evitar a aparência de “pele pesada”. Prefira produtos que contenham proteção mínima de FPS 30, que previnem não só futuros problemas como atua na preservação do colágeno e evita o surgimento de manchas com hiperpigmentação causadas pela incidência de raios UVA.

 

Essas são dicas simples, que ajudam a manter a pele bem cuidada. “A pele é o maior órgão do nosso corpo, e precisamos cuidar dela como cuidamos de todo o resto. Praticar exercícios, tentar manter uma alimentação equilibrada e boas noites de sono – além da hidratação e dos tratamentos adequados para cada situação -, manterão sua pela linda e saudável por muito mais tempo”, finaliza Ângela.

 

Auxilio texto: Bruna Bozza – Reversa Comunicação (bruna@reversacomunicacao.com.br) e Angela Coelho (esteticista)

Imagem: REVERSA COMUNICAÇÃO

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#cuidados#dicas#hidratação#inverno#Marina Xandó#pele

Você sabe ensinar seu filho como escovar os dentes?

Você sabe ensinar seu filho como escovar os dentes?

Vamos começar as férias escolares ensinando como escovar os dentes dos seus filhos? Não é só fazer movimentos de cima para baixo e circulares. Ou é? Será que tem uma forma certa para segurar a escova? E tamanho? São muitas questões que envolvem a escovação e o dentista Denis Panhota, da JP Odonto esclarece as dúvidas.

 

 

Meu filho ainda não tem dentes, devo escovar?

Sim. Neste caso não é escovação, mas sim, higienização das gengivas. Com uma gaze e água filtrada, faça movimentos massageadores nas gengivas e garanta que não tenha resíduos de leite também na língua.

 

Posso usar qualquer escova de dentes?

Não é o indicado. O ideal é que após os primeiros 6 meses de vida você escolha a escova indicada para a faixa etária que normalmente consta na embalagem. Cada uma delas tem uma quantidade específica de cerdas, maciez e tamanho da cabeça que evolui com a aparecimento dos dentes.

 

Quanto tempo dura uma escova de dentes? 

O certo é trocar a cada 30 dias ou até antes se as cerdas estiverem muito abertas.

 

E pasta de dente? Quanto mais melhor? Limpa mais?

Não. A quantidade de pasta também varia com a idade. Quando a criança tem até 8 dentes na frente, a quantidade da pasta deve ser equivalente a metade de um grão de arroz. Se a criança já tiver os dentes do fundo, dobre esta quantidade. A partir dos 2 anos ou quando ela já souber cuspir, a medida deve ser comparada a uma ervilha. A quantidade deve ser aumentada gradualmente e a escolha do produto deve ser feita pela quantidade de flúor adequada para crianças. Existem produtos adequados no mercado próprios para crianças com indicação da idade.

 

Como ensino ele a escovar?

1 – A escova tem que estar paralela à gengiva

2- Faça movimentos circulares de 4 em 4 dentes e em seguida de cima para baixo

3- Para os dentes de traz, faça movimentos de vai e vem…um trenzinho.

4- Para encerrar, passe a escova pelas bochechas e língua.

 

Com que idade devo iniciar o uso do fio dental?

Desde o nascimento dos dentes. Ele não só contribui para higiene bucal como para remoção da placa bacteriana.

 

Imagem: br.freepik.com

Auxilio texto: Daniele Mendonça – Assessora de Imprensa

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Crianças#dentes#dicas#escovação#escovar os dentes#filhos

Mitos e verdades sobre a acne!

Mitos e verdades sobre a acne!

Vocês sabiam que 80% da população sofre ou já sofreu com algum grau de acne em suas vidas?  Considerada o pavor dos adolescentes, essa manifestação cutânea é muito comum e normalmente ocorre de maneira muito pontual. Entretanto, se cravos e espinhas começaram a aparecer com muita frequência, pode ser a hora de procurar um especialista.

 

Sabe-se que existem mais de cinquenta tipos de acnes, que se formam na pele pelos mais variados motivos. A acne é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como uma doença que pode ser  originada por diversos fatores, como hormonal, emocional e alimentar. Além disso, é preciso considerar que pode haver uma predisposição genética em alguns indivíduos, colaborando diretamente para o surgimento do problema. Mesmo com diversas pesquisas e tratamentos para combater estas erupções na pele, existem alguns mitos que persistem há anos.

 

Se você sofre com este tipo de problema e se confunde na busca de um tratamento ideal, não se preocupe! Iremos pontuar para você os mitos e verdades sobre este mal que atinge principalmente os adolescentes. E lembre-se, buscar um médico especialista é sempre a melhor a escolha a ser feita em busca do tratamento ideal para espinhas.

 

 

Principais mitos e verdade sobre a Acne

 

  1. Usar receitas caseiras funciona

Este é um grande mito. Não utilize máscaras caseiras, creme dental e pomadas contra assaduras. Lembre-se que não existem milagres com alimentos e misturas preparadas em casa. Procure utilizar sempre produtos dermatologicamente testados e não invente receitas magníficas, com certeza isso irá prejudicar ainda mais a sua pele.

 

  1. Vitaminas e suplementos são indicados

Também é Mito. Corticóides, hormônios, anabolizantes e complexos vitamínicos pioram os sintomas e o aparecimento das acnes. É extremamente perigoso a automedicação e o uso de vitaminas sem uma prescrição médica.

 

  1. Lavar o rosto com água quente piora

Sim, piora e muito. Sabe-se que a água quente não é indicada para cravos, acnes e espinhas uma vez que retira de maneira agressiva a oleosidade da superfície da pele. Como consequência, suas glândulas sebáceas são obrigadas a trabalharem mais rápido para repor a substância perdida. Lembre-se que a oleosidade é um ambiente mais propício para a proliferação das espinhas.

 

  1. Ansiedade e stress provocam acne

Sim, o stress influencia o surgimento das acnes. A ansiedade diminui a imunidade da pele do indivíduo. Como consequência, radicais livres serão liberados o que acarreta o aparecimento de cravos, espinhas e acnes.

 

  1. A acne é contagiosa

Este é um mito e tanto. Não, a acne não é contagiosa. Apesar de ser considerada uma infecção cutânea, não existe a menor possibilidade de ser transmitida para outro indivíduo por meio do contato físico. Portanto, se você conhece alguém com problemas de acnes e espinhas, não se preocupe, abraços e beijos estão liberados.

 

  1. Espremer as espinhas piora a acne

Verdade. Quando se espreme uma espinha, o seu quadro de inflamação aumenta de maneira expressiva. Aliás, esta é a principal regra quando se tem espinha no rosto, não as exprema. Ao espremer uma acne ou espinha, você não só está correndo o risco de contaminar a pele com micro-organismos, como pode aumentar o processo inflamatório e também causar manchas, marcas, lesões e cicatrizes.

  1. Comer chocolate não pode

Pode sim se jogar no chocolate. Não há estudos científicos que comprovem que qualquer alimento específico, inclusive o chocolate, provoque ou aumente a acne. O chocolate não é o causador da acne, a não ser que você seja alérgico a alguns alimentos como o cacau, o leite, a castanha. Normalmente, em período pré-menstrual, as mulheres tendem a comer mais chocolates. Entretanto, o que leva mesmo ao aumento da acne é o pico de hormônios na antes, durante ou depois da menstruação.

 

  1. O clima interfere no aspecto da pele

Sim, isso é verdade. Sabe-se que no verão, o suor, associado ao uso de filtros solares muitas vezes bem gordurosos pioram a oleosidade da pele. Como vimos anteriormente, o aumento da oleosidade da pele acarreta no surgimento de acnes e espinhas.

 

  1. Existem medicamentos que aumentam a acne

Existem sim medicamentos que podem aumentar o quadro da acne na pele do indivíduo. Entre eles, podemos citar polivitamínicos, vitaminas do complexo B, corticóides, lítio etc.

 

  1. A acne é hereditária

Verdade. Existe uma predisposição genética para o seu aparecimento. É muito provável que você também venha a ter acne se este problema acometeu seus pais ao longo da vida. Conforme podemos notar, muitos fatores podem causar o surgimento de acnes e espinhas. Entretanto existem alguns mitos que atrapalham muitos indivíduos por aí. Este é um problema que pode ser encontrado em vários estágios e cada um deles pode pedir um tratamento diferente. Procure sempre por um médico especialista e não se esqueça de utilizar produtos antissinais, cremes antissinais de qualidade, sempre indicados por um bom dermatologista.

 

Fonte: Lumiere D’or / maria.gabriela@seomarketing.com.br

Imagem: http://semespinhaseacne.blogspot.com/2016/01/vida-sem-acne-revelada.html

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#acne#cuidados#dicas#Marina Xandó#mitos#pele#verdades

Flores precisam de cuidados especiais no inverno!

Flores precisam de cuidados especiais no inverno!

Para compor e manter o jardim vivo e colorido mesmo com a chegada da estação mais fria do ano, é fundamental escolher as plantas ideais para essas épocas, apostando em espécies resistentes às mudanças de temperatura características das estações. Além disso, cuidados especiais com a terra podem garantir um outono florido e exuberante.

 

Flor dente de leão

 

Segundo Marcelo Muller, biólogo da Esalflores, maior floricultura do país, as flores boca-de-leão e a amor-perfeito são adequadas para os dias mais frios, mas não dispensam os cuidados indicados a todas as outras espécies. “Independentemente do clima, é importante corrigir o solo duas vezes por ano, especialmente antes da chegada das baixas temperaturas, realizando adubação para que as plantas estejam fortalecidas”, explica o profissional.

 

Flor amor perfeito

 

A begônia, flor classificada como perene (ou seja, possui um ciclo de vida permanente), é outra espécie indicada por se adaptar muito bem às variações climáticas comuns das estações. “Em casos de geada, frequentes na região Sul do Brasil, é importante evitar o contato direto das plantas com o gelo, se possível, mas a manutenção da adubação auxilia para que cheguem exuberantes à primavera”, detalha o especialista.

 

Flor begônia

 

Por haver mudanças constantes de clima durante o outono e inverno, com dias de sol e até aumento na temperatura, é essencial regar o jardim duas vezes ao dia, sendo no começo da manhã e no final da tarde os períodos mais indicados. “É bom prestar atenção na umidade da terra antes de molhá-la, pois essas estações também trazem dias úmidos e a terra pode não estar muito seca”, completa Muller.

 

Mais informações no site www.esal.com.br

 

Fotos: www.esal.com.br / Auxilio texto: Caroline Rodrigues – P+G Comunicação Integrada

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#cuidados#dicas#flores#inverno