Dor crônica é a nova epidemia!

Dor crônica é a nova epidemia!

Um estudo recente feito por pesquisadores ligados à Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (Sbed) revela: 45,59% da população brasileira sofre de algum tipo de dor crônica, e ainda de acordo com a SBED, quase a metade das pessoas que relataram dores crônicas, sofrem de alguma doença ligada a problemas reumáticos, ou mesmo dor nas articulações.

As dores crônicas ligadas à problemas reumáticos costumam se manifestar ou se intensificar mais em pessoas com mais de 50 anos de idade, mas há casos em que até mesmo adolescentes relatam algum tipo de dor crônica, como artrite reumatoide, artrose, lombalgia, dores musculares ou fibromialgia, entre outras.

EPIDEMIA MUNDIAL

A pesquisa da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor chega a afirmar que a dor crônica já é considerada uma epidemia mundial. Os resultados de outras pesquisas feitas pelo mundo confirmam a tendência de epidemia. De acordo com o periódico Journal of the Americam Medical Association, um estudo recente analisou os dados de meio milhão de pessoas nos Estados Unidos, que afirmaram sofrer de algum tipo de dor crônica. Com os resultados os médicos apontaram como as principais causas das dores, problemas como noites mal dormidas, alto nível de estresse, falta de atividade física e má alimentação, entre outras.

 

 

Também com base nos estudos, os autores sugerem 7 maneiras de prevenir e até mesmo eliminar as dores crônicas. São eles:

1 – Manter um peso saudável

O excesso de peso é um fator de risco para muitas causas de dor crônica, como artrite, dor lombar e dor muscular.

2 – Realizar atividades físicas regulares

Atividades físicas regulares ajudam a fortalecer os músculos e as articulações, o que pode ajudar a prevenir lesões e dor.

3 – Evitar atividades que causem estresse nas articulações

Atividades que causam estresse nas articulações, como levantar pesos pesados ou praticar esportes de impacto, podem aumentar o risco de lesões e dor.

4 – Manter a boa postura

Manter a boa postura ajuda a reduzir o estresse nas articulações.

5 – Gerenciar o estresse

O estresse pode aumentar a sensibilidade à dor.

6 – Ter uma dieta saudável

Uma dieta saudável ajuda a manter um peso saudável e fornece nutrientes essenciais para a saúde das articulações.

7 – Adotar um tratamento à base de produtos 100% naturais

Evite remédios, que além de terem efeitos de pouca duração, ainda causam dependência e geram uma série de efeitos colaterais.

Fotos: Freepik / João Almeida (sistemas@mailingimprensa.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#cuidados#dicas#saude

Dicas p/ um estilo de vida mais saudável!

Dicas p/ um estilo de vida mais saudável!

Hábitos alimentares mudam de tempos em tempos. O desenvolvimento de pesquisas sobre alimentação e sua relação com bem-estar, saúde e qualidade de vida associados à rápida disseminação de informações destes estudos está revolucionando a indústria alimentícia.

Há mais pessoas querendo comer bem, a fim de diminuir os riscos de desenvolver doenças que podem abreviar o tempo de vida. Com base nos novos perfis de consumidores, a indústria de alimentos busca soluções para atender uma demanda crescente.

Seguindo esta tendência, listamos alguns alimentos que estão em evidência e como a indústria alimentícia tem recorrido à tecnologia para atender as necessidades e anseios de grande parte dos consumidores.

 

 

Plant Based

Até 2030, está previsto para o mercado global de alimentos à base de plantas um crescimento de cinco vezes em relação ao seu valor atual, atingindo a marca de US$ 162 bilhões, de acordo com um relatório recente da Bloomberg Intelligence. O desafio para este mercado em ascensão, no entanto, é tornar o sabor dos alimentos à base de plantas o mais próximo possível daqueles que utilizam ingredientes de origem animal, além de manter o alto teor protéico que estes possuem.

A solução para isso vem da junção da tecnologia com recursos naturais. A Novozymes, empresa dinamarquesa líder em biossoluções e sediada no Paraná, atua no desenvolvimento de soluções biológicas, como enzimas e microrganismos, para tornar esses alimentos mais saborosos ao paladar.

“Elevados níveis de proteínas nos alimentos à base de plantas, podem causar aumento indesejado da viscosidade do produto, além de amargor alto. As enzimas produzidas pela empresa são capazes de transformar perfis de sabor, aumentando o dulçor e mascarando sabores residuais, típicos dessa matéria-prima, além de proporcionar benefícios nutricionais e na textura dos alimentos”, destaca Letícia Araújo, gerente de marketing do negócio de Alimentos e Bebidas da Novozymes.

Nos análogos de lácteos, por exemplo, com o uso de enzimas, é possível se aproximar do leite em relação à viscosidade e à textura, além de aumentar o sabor doce significantemente, sem açúcares adicionados ou edulcorantes.

 

Colágeno

O colágeno é uma das proteínas mais importantes para o corpo. Sua estrutura primária é formada a partir dos aminoácidos glicina, prolina e hidroxiprolina. As principais fontes de extração do colágeno são o tecido bovino, a pele suína e as fontes marinhas (peixes e outros invertebrados). O colágeno hidrolisado contribui com a melhora da pele, ajuda a aliviar dores nas articulações, pode impedir a perda óssea, age na massa muscular e promove a saúde do coração. Além disso, pode ser recomendado para pessoas que enfrentam problemas de saúde, como artrite, osteoporose e artrose.

“Colágeno hidrolisado tem sido uma alternativa de fonte de proteína para a indústria de alimentos funcionais. Vários produtos lançados recentemente têm acrescentado colágeno em sua formulação devido às características do ingrediente. Um exemplo é o colágeno hidrolisado de peixe adicionado em bebidas como suco de laranja, por exemplo, apresentando melhora nas propriedades nutricionais e funcionais com maior teor de proteínas, biodisponibilidade e baixa viscosidade, além de alta solubilidade na água”, destaca Letícia.

O colágeno hidrolisado é obtido através da desnaturação do colágeno nativo, processo térmico que implica na separação das estruturas da molécula, seguida pela hidrólise através de um processo enzimático que quebra as estruturas em partículas menores na presença de água. Suas propriedades funcionais (capacidade antioxidante, atividade microbiana e biodisponibilidade) estão relacionadas com a composição e o grau de hidrólise.

 

Aumento no consumo de vegetais

De acordo com a ADM (Archer Daniels Midland), líder global em nutrição humana e animal, aproximadamente 52% dos consumidores em todo o mundo estão adotando a dieta flexitariana. Dentro desse grupo, quase dois terços estão dando prioridade ao consumo de alimentos à base de plantas, o que está gerando uma crescente demanda por alternativas de proteína expandida.

A dieta flexitariana é uma abordagem flexível, na qual a maioria das refeições segue o padrão vegetariano, mas ocasionalmente permite a inclusão de alimentos de origem animal. É uma opção alimentar que tem ganhado popularidade entre aqueles que desejam reduzir o consumo de carne, mas sem abrir mão da liberdade de ocasionalmente desfrutar de produtos de origem animal. A dieta flexitariana é uma maneira de realizar uma transição gradual para o vegetarianismo ou o veganismo.

Além disso, a dieta flexitariana se baseia em um aumento no consumo de alimentos de origem vegetal, como frutas, grãos e alimentos não processados, o que sugere que pode trazer benefícios à saúde, como a prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes e vários tipos de câncer.

 

Coquetéis e bebidas sem álcool

A tendência de bebidas sem álcool está ganhando popularidade e se tornando mais amplamente disponível. Conhecidos como ‘mocktails’, essas alternativas oferecem um sabor tão delicioso e indulgente quanto às bebidas alcoólicas, mas não estão associadas aos efeitos negativos que frequentemente acompanham o consumo de álcool.

As cervejas sem álcool também estão ganhando espaço no mercado. De acordo com dados do Google Trends, as buscas por cerveja sem álcool bateram recorde no mundo em julho deste ano. Nos últimos cinco anos, a procura pelo assunto aumentou 80% globalmente e 60% no Brasil.

Segundo um estudo realizado pela Euromonitor International para o Sindicerv – Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja –a produção de cervejas sem álcool ou com menor porcentagem dessa substância no Brasil foi de 390 milhões de litros no último ano. Para 2023, a expectativa é de alta de 24% no volume produzido.

 

Consumo consciente

A consciência do impacto da produção alimentar no ambiente está crescendo. Os consumidores procuram cada vez mais alimentos produzidos de forma sustentável, com foco adicional na minimização do desperdício de alimentos e no uso de ingredientes de origem local.

A dinamarquesa Novozymes entra também no segmento de panificação. A empresa desenvolve enzimas que reduzem o desperdício de pães nas famílias dos consumidores, uma vez que retardam o envelhecimento do produto, mantendo o pão macio e úmido por mais tempo. Desde o seu lançamento em 1990, as soluções evitaram que cerca de 80 bilhões de pães fossem descartados. Se esses pães fossem empilhados, daria para ir e voltar à lua dez vezes.

 

Sobre a Novozymes (clique aqui p/ saber mais).

A Novozymes é líder mundial em soluções biológicas.

 

Fonte: Página 1 Comunicação / Luciana | Pg1 (luciana@pg1com.com)

Fotografia: Pexels

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Aumento no consumo de vegetais#Colágeno#Consumo consciente#Coquetéis e bebidas sem álcool#dicas#estilo de vida mais saudável#Plant Based

Hotel em St. Barths: Rosewood Le Guanahani!

Hotel em St. Barths: Rosewood Le Guanahani!

A Ilha de Saint Barthélemy (ou St. Barths como é conhecida) é um destino paradisíaco em meio ao mar caribenho e que costuma atrair famosos do mundo todo – Leonardo Di Caprio, Gisele Bundchen, JLO e Beyoncé já curtiram momentos de descanso por lá.

Situado a cerca de duas horas de avião de Miami, a ilha tem arquitetura e construção inspiradas na França, assim como suas leis e língua principal. Por lá, destacam-se mansões e hotéis de luxo por todos os lados, sem deixar de lado suas belas praias de cor turquesa. Bares e restaurantes badalados completam o clima agitado e ao mesmo tempo rústico da ilha, transformando-a em um pedaço da França em meio ao Caribe.

Entre tantas opções legais de hospedagem, optamos pelo renomado e histórico Rosewood Le Guanahani e confesso que foi a escolha perfeita!

 

 

 

 

Recém reformado e contando com aproximadamente 60 quartos/chalés, esse hotel encanta pela localização mais que perfeita, pé na areia, com uma vista dos sonhos, atendimento impecável e muitas opções de atividades em família!

Sim, o hotel é kids friendly porém sem perder o ar de romantismo que o local pede! Mesmo tendo um número considerado excelente de quartos, ele consegue fazer com que os hóspedes se sintam únicos, especiais! A varanda no nosso quarto era um deslumbre, contando com serviço 24 hs de arrumação, gastronomia e concierge.

Um dos pontos altos para mim foi o cuidado com o hóspede! Meu marido e minha filha têm restrição severa ao glúten e eles foram de uma atenção e cuidado sem igual! Até pizza sem glúten o chef improvisou para minha ruivinha! Detalhes assim que conquistam e nos dizem muito sobre o hotel!

 

 

 

Fizemos várias refeições no hotel porque a verdade é que, apesar de St. Barths ter um número interminável de praias paradisíacas a serem visitadas, o serviço era tão bom e as duas opções de praias e vistas tão perfeitas, que acabava ficando difícil sair do hotel!

 

 

 

Me disseram que o hotel também recebe hóspedes para celebrações como casamentos! Imagina casar lá que sonho?

Um dos pontos altos em relação a estrutura para mim foi o SPA! Vocês não imaginam a beleza, a tranquilidade e a arquitetura do lugar! Parecia um oásis no meio de uma praia deserta, com opções maravilhosas de tratamentos!! Destaque para a maçã toda de “Quartzo rosa”, que promete luminosidade para pele!

Minhas expectativas antes de chegar ao Rosewood Le Guanahani eram enormes tanto pelas indicações que tive quando pelo que vi nas fotos, mas posso afirmar categoricamente que foi muito mais do que eu esperava! Estando em St. Barths, não deixe de se hospedar e se deliciar neste hotel digno de filme!

 

 

 

 

Amei e indico de olhos fechados!

Fotos: Marina Xandó

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Caribe#destino paradisíaco#dicas#dicas viagens#hotel#hotel kids friendly#Rosewood Le Guanahani#Saint Barthélemy#St. Barths

Confira dicas para férias mais seguras!

Confira dicas para férias mais seguras!

Com a temporada de férias se aproximando, muitos brasileiros estão ansiosos para explorar novos destinos. No entanto, antes de fazer as malas, é crucial considerar não apenas os aspectos de lazer e entretenimento, mas também a saúde.

“Viajar para diferentes partes do mundo pode expor os turistas a condições de saúde diversas, desde doenças infectocontagiosas, como intoxicações alimentares, bacterianas, doenças virais e parasitárias, até desconfortos relacionados às condições climáticas, como calor, frio, altitude e profundidade extremos”, alerta Natanael Adiwardana, infectologista do Hospital São Luiz Itaim, da Rede D’Or.

A Medicina do Viajante surge como uma aliada para garantir que as férias sejam memoráveis e livres de contratempos médicos. Esta especialidade se concentra em orientar sobre os riscos de saúde associados a determinados destinos, fornecendo informações para uma viagem segura.

“É fundamental pesquisar sobre o local e as condições de saúde do destino e buscar um especialista para auxiliar na preparação. Considere os locais que permanecerá e também as atividades que pretende realizar, já que centros urbanos implicam em riscos diferentes de áreas de natureza, como rios, lagos, florestas e cavernas”, complementa o especialista.

Não se esqueça de considerar também os deslocamentos e tempo de estadia em cada local, pois isso influencia diretamente na relevância de cada medida preventiva que se pode adotar.

Outro ponto essencial é em relação ao seguro de saúde, já que diferentemente do Brasil, muitos países não possuem um sistema público de saúde. “Assim, uma intercorrência, mesmo que sem internação hospitalar, pode acabar saindo muito caro”, alerta o médico do São Luiz Itaim.

O infectologista destaca ainda a importância de se preparar com antecedência à data da viagem e destaca sete dicas para um planejamento ideal. Confira:

 

 

1.   Consulta com especialista: Agende uma consulta com um médico especializado em medicina do viajante pelo menos quatro semanas antes da viagem.

2.   Vacinação atualizada: Verifique se suas vacinas estão em dia e providencie as vacinas adicionais recomendadas ou obrigatórias para o local que você pretende visitar.

3.   Kit de primeiros socorros: Monte um kit de primeiros socorros personalizado, incluindo medicamentos básicos, repelente de insetos, protetor solar e qualquer medicação prescrita que você possa precisar.

4.   Seguro Saúde: Contrate um seguro que cubra despesas médicas. Isso garante assistência em casos de emergência e oferece tranquilidade durante a viagem.

5.   Alimentação segura: Esteja ciente das práticas alimentares locais e evite o consumo de alimentos crus ou água não tratada, reduzindo o risco de doenças transmitidas por alimentos.

6.   Adaptação ao clima: Esteja preparado para as condições climáticas locais. Roupas apropriadas e hidratação são fundamentais para evitar problemas relacionados ao clima.

7.   Pós-viagem: O cuidado deve continuar também após a viagem, já que algumas doenças podem levar dias ou semanas para se manifestar. Fique atento a sinais e sintomas e, em caso de alterações como febre, diarreia, gânglios inchados ou dores persistentes, procure seu médico.

“Algumas doenças são de difícil diagnóstico por não serem comuns em nossa região. Portanto, o seguimento com o infectologista especialista em medicina de viagem é importante após o retorno, caso a pessoa apresente algum desconforto ou sintoma”, reforça Dr. Natanael.

Ao incorporar essas dicas em seu planejamento de férias é possível minimizar os riscos à saúde. “A medicina do viajante é a chave para garantir que sua aventura seja inesquecível pelos motivos certos. Viaje com segurança, cuide de sua saúde e aproveite ao máximo suas férias!”, finaliza o médico.

 

Fonte: VFR COMUNICAÇÃO (sistemas@pr.comuniquese1.com.br) / Samara Meni (samara@agenciavfr.com.br) / Natanael Adiwardana, infectologista do Hospital São Luiz Itaim, da Rede D’Or

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Alimentação segura#dicas#dicas de viagem#férias mais seguras#Seguro Saúde#Vacinação atualizada

5 dicas naturais para o tempo seco!

5 dicas naturais para o tempo seco!

O alerta de clima muito seco é um prato cheio para as doenças respiratórias. Por isso, é hora de tomar alguns cuidados para a saúde não sair prejudicada. O farmacêutico naturopata Jamar Tejada, da capital paulista, deixa algumas dicas.

 

 

Hidratação

Para aumentar o consumo de água – que é essencial para manter o nível de hidratação corporal adequado nesses dias – os chás podem ser uma boa solução para variar nos sabores e consumir ainda mais líquidos.

Tenha plantas por perto

As plantas fazem o papel de umidificador caseiro já que liberam vapor no ar. Alguns exemplos são a aloe vera, palmeira de jardim e ficus e diversas outras espécies de philodendron e dracena que através das folhas, flores e caules deixam o ambiente mais úmido.

Umidificador caseiro

Para fazer um umidificador caseiro basta ferver duas xícaras de água em uma panela e colocar no ambiente ainda quente. Repetir a ação sempre que a água esfriar.

Medicamentos naturais

A homeopatia ajuda a manter suas mucosas nasais saudáveis A hydrastis ou paris quadrifólia são algumas utilizadas no trato respiratório e assim ajudam a reestabelecer o equilíbrio. Ainda dentro da homeopatia podem ser utilizados os próprios tecidos da mucosa nasal, pulmão, laringe e faringe, chamados nosódios que quando indicados restabelecem a energia e integridade vital desses órgãos. Outro exemplo são as tinturas de algumas plantas como o eucalipto, que ajuda a expectorar e evita quadros de infecção que são tão comuns em clima seco.

Solução simples e natural

Para fazer uma solução nasal salina natural basta uma simples mistura de água com sal para ajudar a irrigar as mucosas. Para preparar o soro adicione 1 colher de chá de bicarbonato de sódio e 2 colheres de sal marinho em 250 ml de água fervida. Utilize um conta-gotas, uma seringa ou uma caneca para lavar narinas de 2 a 3 vezes ao dia . Isso ajuda a dispensar o uso de fluidificantes, vasoconstritores e descongestionantes nasais medicamentosos.

 

Fonte: Mayra Barreto Cinel (mayra@mbccomunicacao.com.br) / farmacêutico naturopata Jamar Tejada

Imagem: https://otorrinoscuritiba.com.br/saude/5-dicas-para-enfrentar-o-clima-seco.html

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#cuidado#dicas#hidratação#saude#tempo seco#Umidificador caseiro