Como proteger a saúde dos pets no inverno?

Como proteger a saúde dos pets no inverno?

Com a chegada da estação mais fria do ano, os cuidados com os pets precisam ser redobrados. O alerta não é só para o sistema respiratório, pois com a sensibilidade mais aflorada, dores nas articulações e doenças como a gripe canina também são frequentes nessa época do ano.

Conforme explica a médica veterinária Thais Matos, especialista da área de Confiança e Segurança da DogHero, maior empresa de serviços para pets da América Latina, cães e gatos também ficam gripados.

“A gripe canina é uma doença respiratória infecciosa causada pelo vírus influenza A. Esse vírus é proveniente do mesmo gênero que adoece os humanos, porém com subtipos que atacam somente os animais. Alguns dos sintomas são bem semelhantes aos dos humanos, como: tosse, espirros, secreção nasal (coriza), olhos lacrimejantes, febre, letargia e perda de apetite”, declara Thais.

 

 

Pais e mães de pets precisam ficar atentos a esses indícios, pois quanto antes for identificada a presença do vírus, mais rápido será a recuperação do pet. Em geral, a maioria dos casos de gripe canina é leve. Mas isso não descarta a consulta com um médico veterinário para tratamento.

Outra atenção é para os casos de artrose ou displasia, o tutor deve seguir as orientações médicas à risca e cuidar para que a casa fique sempre numa temperatura agradável para o pet.

A médica veterinária da DogHero selecionou 5 dicas essenciais para os cuidados com os animais de estimação no inverno. Saiba mais!

1. Vacina contra gripe canina

A vantagem de manter a vacinação contra a gripe canina em dia, é que ela pode vir com sintomas bem mais leves e fica mais fácil de ser tratada em pets vacinados. Por mais que o pet seja vacinado, ele pode contrair um vírus diferente. A gripe canina é causada pelos vírus H3N8 e H3N2, provenientes da Influenza. Apesar da semelhança com a gripe humana, esses agentes atacam somente os cachorros. A doença é contagiosa e pode ser facilmente espalhada por fluidos corporais de um cachorro infectado, basta o seu pet ter contato com um cachorro doente ou dividir comedouros e bebedouros com outro animal infectado para ficar gripado.

2. Como deve ser a rotina de banhos no inverno?

Em épocas mais frias, os banhos podem colaborar para que o pet fique doente devido à baixa temperatura e demora para secar no período. Entre os cuidados com o pet no inverno, relembre a data do último banho para saber quando é imprescindível dar o próximo. Aposte na redução da frequência de banhos e, caso seja necessário banhá-lo, aqueça um pouco mais a água e sempre seque seu pet totalmente, utilize secador e toalhas secas. É importante não deixar a pele e os pelos úmidos, mesmo que esteja sol.

3. Alimentação e hidratação em dia

A dieta dos pets deve ser mantida, sem alterações, exceto se forem recomendadas pelo médico veterinário. Os gatos dormem mais no inverno e acabam por comer e beber menos, portanto, para manter o peso e a hidratação dos felinos, os alimentos úmidos são as melhores opções. Como no inverno, a ingestão de água fica comprometida, para manter a hidratação do pet, o tutor pode espalhar vários potinhos de água fresca pelo ambiente. Segundo a médica veterinária, “esse é um ponto de atenção para manter os pets saudáveis”.

4. Como ajudar os animais em situações de rua?

No caso de pets que estão em situação de rua, o ideal é impedir que o pet fique exposto ao frio. O animal precisa ter uma casinha ou um local fechado, onde possa se abrigar da chuva e do vento. Se for possível, recomendamos que ao avistar um pet em situação de rua, abrigue-o em um ambiente fechado, como uma garagem, em casa ou em uma casinha de cachorro. Se na cidade onde pet está ventar muito, é importante que a porta da casinha fique virada para um local protegido, como uma parede, que impeça a entrada do vento. É só deixá-la afastada da parede com um espaço suficiente por onde o cão consiga entrar. A casinha, preferencialmente, deve ficar em um local coberto para não ficar úmida, ou, muito menos, gelada. Além da casinha, recomendamos que disponibilize uma coberta ou roupinhas, elas mantêm os pets quentinhos. E caso o pet não se sinta confortável, não force a situação. Outra medida importante é tentar oferecer comida e água, para se manterem hidratados e garantir um bom funcionamento do organismo.

5. Roupinhas e acessórios para esquentar o pet

Cobertores, edredons e mantas são ideais para manter o pet aquecido durante o inverno. As roupinhas, além de deixar os pets mais charmosos são ideais para eles ficarem quentinhos. As caminhas no estilo toca são excelentes, inclusive para os gatos, que não gostam muito de roupas. Um dos cuidados com o pet no inverno é oferecer uma cama confortável e quente nos dias frios. Incremente a cama ou casinha com almofadas e cobertas para que ele se mantenha aquecido durante as sonecas. Faça isso também caso ele esteja acostumado a dormir no sofá ou na cama (por mais fofos que esses dois espaços sejam, é preciso ter acessórios que os aqueçam).

Sobre a DogHero

A DogHero é a maior empresa de serviços para animais de estimação da América Latina. Pelo seu app e site, conecta quem tem pet a uma comunidade de heróis – formada por anfitriões, pet sitters, passeadores e veterinários -, que ajudam na rotina de cuidado com a saúde e bem-estar dos pets.

Fonte: Rosangela Andrade (rosangela.andrade@falacriativa.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#animais de estimação#cuidados#DogHero#inverno#pet#pet aquecido

Cuidados com a pele no outono!

Cuidados com a pele no outono!

A cada estação, diferentes fatores externos interferem na saúde e aparência da pele, principalmente as mais sensíveis. Com a chegada dos dias mais frios e secos do outono, por exemplo, é natural que a pele perca um pouco de sua oleosidade e acabe ficando mais ressecada e irritada. Para evitar que isso aconteça, alguns passos podem ser adotados na rotina diária de cuidados, como manter a ingestão de líquidos, evitar banhos muito quentes e apostar na hidratação, sem esquecer dos lábios, assim como do protetor solar, ainda que o sol não pareça tão quente.

Hora do chá

Algumas pessoas sentem dificuldade em ingerir líquidos nos dias mais frios, mas para garantir que a pele se mantenha hidratada eles são fundamentais. Além da água, aproveitar para se aquecer com todo o poder dos chás é uma excelente opção nesse período. Eles ajudam tanto na aparência da pele, quanto no combate ao inchaço e retenção de substâncias nocivas ao organismo.

 

 

Atente-se à temperatura do chuveiro

Assim que os termômetros baixam é praticamente instantâneo que a temperatura do chuveiro suba. Porém, é preciso atenção para que os banhos não sejam tão quentes a ponto de ressecar e irritar a pele com o passar dos dias. Independentemente da estação, os banhos mornos são os mais recomendados.

Não exagere na limpeza de pele

Assim como é importante optar por sabonetes que contém algum hidratante em sua composição, fazer a limpeza da pele do rosto diariamente, principalmente para eliminar os resíduos de maquiagem, deve fazer parte da rotina de cuidados. Nesse sentido, a água micelar de hidratação facial Micellar Solution de Talika Paris pode ser uma boa aliada. Ela contém extrato de prebiótico de microalga verde, que acalma, hidrata e suaviza a pele, proporcionando uma sensação agradável de frescor e limpeza. A solução remove maquiagem, inclusive a prova d´água, sem deixar resíduos gordurosos no rosto, protege a barreira de proteção da pele e sela sua umidade natural.

Aposte em soluções hidratantes

Essa é uma das boas combinações para um corpo saudável por dentro e por fora: ingestão de líquidos e cremes hidratantes.  Para isso, boas opções são o Hydrating Serum, o Hydrating Light Cream e o Hydrating Rich Cream, todos da linha Skintelligence Hydra da Talika. O primeiro é um sérum de rápida absorção que reequilibra o microbioma para fornecer hidratação intensa à pele. Tanto o Light Cream quanto o Rich Cream são cremes hidratantes, com prebióticos vegetais e probióticos lácticos. O primeiro hidrata e firma peles normal a mista, enquanto o segundo hidrata, preenche e nutre peles seca e muito seca.

Protetor solar no outono? Sim, sim!

Embora a exposição ao sol seja menor que nos dias de verão, manter o uso do protetor solar, tanto para a pele quanto para os lábios é essencial. A incidência dos raios UV acontece em todas as estações, então, a proteção deve ser constante para evitar, inclusive, problemas futuros como o câncer de pele. O mesmo vale para os lábios, que podem também sofrer com o ressecamento do tempo e ventos mais frios.

 

 

Sobre Talika

Talika, marca francesa que há mais de 70 anos se baseia nos tesouros do mundo vivo para elaborar tratamentos inovadores. Oferece produtos naturais e que são o resultado de uma tecnologia de ponta, com soluções específicas para olhos, rosto e corpo.

Fonte: Ana Paula Giorgetti (anapaula@atitudecom.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#cuidados#cuidados pele#limpeza de pele#outono#skincare#soluções hidratantes

Como higienizar corretamente as roupas de cama?

Como higienizar corretamente as roupas de cama?

Para conservar a qualidade do enxoval e mantê-lo sempre impecável, alguns cuidados no momento de lavagem são essenciais. Afinal, a durabilidade depende diretamente de sua manutenção. A lavagem utilizada, a frequência com que é realizada a substituição e o respeito às orientações das etiquetas, fazem uma enorme diferença para que os tecidos se mantenham visualmente bonitos, macios e livres de ácaros e poeira.
Segundo Camila Shammah, gerente de produtos da Camesa, marca especializada em desenvolver e comercializar a mais completa linha de cama, mesa e banho do mercado, as roupas de cama precisam ser trocadas semanalmente. “Lençóis e fronhas devem ser mudados pelo menos uma vez por semana, exceto cobertores e edredons, que podem ser lavados no início e no fim de cada estação. Porém, durante a época de temperaturas mais elevadas, essa substituição precisa ser ainda mais frequente, com intervalos de cerca de três dias”, explica a especialista.
Além de respeitar a periodicidade necessária para a higienização e troca, outros cuidados podem auxiliar na manutenção e durabilidade dos produtos para cama:

 

Jogo de cama

Muitos especialistas recomendam a lavagem dos itens pelo menos uma vez na semana, no entanto, Camila explica que o intervalo pode se estender a até duas semanas, dependendo de cada necessidade e uso. Em épocas mais quentes, ou em casos de pessoas alérgicas, a frequência pode aumentar, para melhor higiene e saúde dos moradores.
Ainda segundo a gerente, na hora da limpeza, o recomendado é sacudir bem os lençóis e fronhas antes de colocá-los para lavar, como forma de reduzir a poeira, pelos e cabelos acumulados. “Evite também colocar vários itens ao mesmo tempo na máquina de lavar e a programe na opção delicada, dependendo de seu material. Eles não ficarão tão limpos se forem lavados em conjunto, já a triagem de cores evita que os produtos sejam manchados”, comenta.

Cobertores e edredons

Esses produtos costumam ser mais pesados que os lençóis. Sendo assim, para sua limpeza, a expert destaca que é importante se atentar quanto ao tamanho da máquina. “Dependendo do seu volume, o ideal é que eles sejam higienizados em uma lavanderia, que conseguirá fazer o processo de forma correta”, afirma.
Caso opte por lavá-los em casa, dê preferência ao uso de sabão em pó e amaciante para facilitar o enxágue e conservar a maciez da peça. Na hora da secagem, escolha uma temperatura média e vire a peça a cada 30 minutos. “Durante o verão, época em que edredons e cobertores não são usados frequentemente, use embalagens de TNT ou saco a vácuo para guardar as peças e mantê-las conservadas e limpas, a fim de evitar o mofo e cheiro de guardado”, indica.

Travesseiros

Depois de verificar se há alguma recomendação na etiqueta, a especialista sugere que se retire a fronha, a capa protetora e coloque o travesseiro na máquina de lavar, posicionando-o na vertical. “O mais recomentado que é se lave um de cada vez, em água fria, no ciclo suave e de preferência com sabão em pó”, informa. Para finalizar, Camila comenta que é importante secar bem o acessório, a fim de evitar problemas como odores e proliferação de fungos.

 

Fonte: Isabella Córdoba <isabella.cordoba@dezoitocom.com.br

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Cobertores e edredons#cuidados#Jogo de cama#linha de cama#mesa e banho#Travesseiros

Cuidados com a pele no verão!

Cuidados com a pele no verão!

Sol, praia, piscina. O verão é um convite para viver grandes momentos de alegria e relaxamento ao ar livre. Mas é também a estação do ano em que os raios solares estão mais fortes e os cuidados com a pele precisam ser redobrados. O uso do protetor solar deve ser constante, mas só ele não basta, até porque, outros fatores externos como o sal e o cloro também agridem a pele. Portanto, o ideal é manter uma rotina de cuidados antes, durante e após as exposições.

 

 

Para dar início a esse processo de skincare, que tal começar com uma limpeza profunda e hidratante? A água micelar de hidratação facial Micellar Solution de Talika Paris pode ser uma boa aliada nesse sentido. Ela contém extrato de prebiótico de microalga verde, que acalma, hidrata e suaviza a pele, proporcionando uma sensação agradável de frescor e limpeza. A solução remove a maquiagem, inclusive maquiagem a prova d´água, sem deixar resíduos gordurosos no rosto, protege a barreira de proteção da pele e sela sua umidade natural.

 

A exposição prolongada, mesmo com o protetor solar, pode provocar queimaduras e fazer com que a pele descame. Para auxiliar nesse processo de regeneração, o Face Moisturising Gentle Scrub também da Talika, é um esfoliante suave, delicado e eficaz, enriquecido com prebióticos. Ele melhora o brilho e a limpeza natural da pele, graças a sua textura macia. Remove impurezas e células mortas sem grãos abrasivos ou esfoliantes químicos, com sua argila branca. Contém também flor de camomila selvagem e proteína de amêndoa doce.

 

Dando sequência à rotina de cuidados, é chegada a hora da hidratação, que vai garantir os bons resultados de cada etapa anterior. Para isso, boas opções são o Hydrating Serum, o Hydrating Light Cream e o Hydrating Rich Cream, todos da linha Skintelligence Hydra da Talika. O primeiro é um sérum de rápida absorção que reequilibra o microbioma para fornecer hidratação intensa à pele. Tanto o Light Cream quanto o Rich Cream são cremes hidratantes, com prebióticos vegetais e probióticos lácticos. O primeiro hidrata e firma peles normal a mista, enquanto o segundo hidrata, preenche e nutre peles seca e muito seca.

 

Para evitar o envelhecimento precoce, causado, entre outros fatores, por essas exposições frequentes, os cosméticos anti-idade podem ser uma ótima saída. A Talika oferece dois cremes regeneradores nessa linha, o Regenerating Day Cream, para ser aplicado durante o dia, e o Regenerating Night Cream, para a noite. Ambos combinam os melhores ingredientes anti-idade com prebióticos de microalgas verdes, para fortalecer as defesas da pele. O Regenerating Day Cream é antirrugas, deixa a pele firme imediatamente após a aplicação, ilumina, hidrata e reequilibra. O Regenerating Night Cream também é antirrugas, mas além disso, reduz visivelmente as manchas marrons relacionadas à idade, restabelece a luminosidade e eleva a pele.

 

Esses e outros produtos da Talika podem ser encontrados nas redes Droga Raia, Drogasil, Drogaria São Paulo, Drogaria Iguatemi, Beleza na Web e Época Cosméticos.

 

Sobre Talika

Talika, marca francesa que há 70 anos se baseia nos tesouros do mundo vivo para elaborar tratamentos inovadores. Oferece produtos naturais e que são o resultado de uma tecnologia de ponta, com soluções específicas para olhos, rosto e corpo.

Fonte: Ana Paula Giorgetti (anapaula@atitudecom.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#água micelar#cuidados#hidratação facial#limpeza profunda e hidratante#pele no verão#protetor solar#Rotina de cuidados#skincare

Entenda quais são os efeitos da poluição na pele!

Entenda quais são os efeitos da poluição na pele!

Mudanças climáticas, ondas de calor, tempo seco, incêndios florestais, retorno do trânsito e das atividades industriais pós-pandemia podem acelerar o envelhecimento da pele em decorrência do aumento da poluição do ar.

Fala-se muito dos impactos que a exposição à poluição causa no organismo, como doenças respiratórias, cardiológicas, imunológicas e cânceres. Porém, a pele, que é a barreira protetora do nosso corpo contra o meio ambiente hostil, também sofre consequências negativas em contato direto com gases poluentes e material particulado do ar.

Para minimizar ao máximo esses efeitos, é preciso entendê-los e seguir as recomendações dos dermatologistas com cuidado e atenção.

 

 

Pele e Poluição

Assim como a radiação solar, a poluição é um agente nocivo a que estamos expostos diariamente e que acelera o processo de envelhecimento da pele. A queima de combustível automobilístico e orgânicos emite uma quantidade substancial de poluentes tóxicos incluindo material particulado, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, monóxido e dióxido de carbono, óxido de nitrogênio e dióxido de enxofre.

Esses poluentes, nos grandes centros urbanos, formam um nevoeiro de fumaça, agravado pela falta de chuva, e o material suspenso no ar funciona como um ‘transporte’ de produtos químicos orgânicos e metais que são capazes de gerar espécies reativas de oxigênio no interior de nossas células.

Essas partículas conseguem penetrar pelos folículos pilosos ou diretamente através da epiderme, provocando estresse oxidativo, aumentando os níveis de inflamação cutânea, acelerando o aparecimento de rugas e linhas de expressão, flacidez, alterando os níveis de pigmentação – causando manchas – além de obstruir os poros, causando problemas de acne. O ozônio é outro componente a qual a pele está exposta. Potente oxidante, ele é capaz de reagir com uma variedade de biomoléculas extra e intracelulares, além de danificar a função de barreira epidérmica .

O envelhecimento precoce é o principal resultado da exposição à poluição. É importante salientar que o envelhecimento cutâneo resulta da ação combinada de dois fatores: o intrínseco, ocasionado pelo desgaste natural das células do corpo que acontece com o passar dos anos; e o extrínseco, que ocorre por meio de agentes externos, como a poluição, exposição à luz solar, a luz de aparelhos eletrônicos , tabaco, alimentação, entre outros. Do ponto de vista preventivo, os fatores extrínsecos são de particular interesse porque podem ser modulados mais facilmente.

Cuidados

Como não é possível evitar que a pele entre em contato com a poluição, principalmente nas grandes cidades, existem cuidados essenciais que podem diminuir os impactos na cutis.

É necessário estabelecer uma rotina diária de cuidados que contenha passos de limpeza, hidratação e proteção. Para isso, é importante visitar um dermatologista, para avaliar o tipo de pele, a melhor rotina a ser seguida e também os produtos indicados. Lavar o rosto com um sabonete adequado é o primeiro passo para tirar as impurezas. Caso use maquiagem, a dica é usar um demaquilante antes de lavar o rosto. Para uma limpeza mais profunda, é recomendado sabonete esfoliante.

Como a poluição resseca e irrita a pele, é importante usar um bom hidratante, de preferência com ativos antioxidantes que combatem os radicais livres associados à substâncias ativas que formam uma barreira, blindando ou absorvendo impurezas que se depositam na pele ou no cabelo . Essa película deve ser flexível, resistente e não oclusiva, o que confere uma eficácia protetora, como a de uma “segunda pele”.

Com o progresso da ciência e tecnologia, os ativos anti-poluição foram desenvolvidos e muitos estão associados com outros ingredientes para compor uma fórmula multifuncional que além de proteger contra a poluição, tem ação antioxidante, bloqueadora das radiações UVA, UVB e luz azul (celulares), além de efeito lifting.

Fonte: Marília Feliciano dos Santos (mfeliciano@4influence.com.br)

Imagem: https://rsaude.com.br/umuarama/materia/saiba-o-que-a-poluicao-faz-com-sua-pele/19897

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#ativos antioxidantes#cuidados#efeitos da poluição na pele#hidratante#Pele e Poluição