5 exercícios para fortalecer o CORE!

5 exercícios para fortalecer o CORE!

O Core é o centro do nosso corpo. É uma parte muscular importante a ser trabalhada. Evandro Carniato, profissional de educação física da Bodytech Goiânia, explica que o Core é responsável pelo nosso equilíbrio e pela adequação postural do tronco em qualquer movimento. “São, basicamente, os músculos abdominais, da região lombar, pelve e quadril, que sustentam o tronco e o mantém estável”, comenta.

De acordo com ele, além de proteger a coluna vertebral, eles também têm um papel fundamental no movimento dos braços e pernas, pois fazem com que o tronco fique mais firme e funcione como um bom ponto de apoio para o movimento dos membros. Pensando nisso, o especialista listou cinco exercícios para ajudar no fortalecimento do Core.

 

 

1 – Abdominal Supra: o mais simples de todos, ideal para quem está iniciando.

2 – Abdominais Oblíquos: exercita a parte lateral (oblíqua) do abdômen, responsável pela rotação do corpo.

3 – Prancha ou Ponte: consiste na resistência do corpo contra a gravidade, o que irá forçar a musculatura abdominal a dar sustentação para a coluna vertebral.

4 – Abdominal “Tesoura” (inferiores): esse abdominal trabalha a região pélvica.

5 – Nado ou Swimming: exercício utilizado em aulas de mat pilates, é uma versão do método pilates onde os exercícios são praticados somente no chão, ao invés de serem executados nos equipamentos. O Swimming melhora a movimentação do quadril e fortalece a coluna vertebral.

Mas atenção, Carniato reforça que para um bom resultado a atividade física deve estar associada a uma alimentação equilibrada. “É imprescindível também, o acompanhamento com bons profissionais”, conclui.

 

Fonte: Raiane Wentz (imprensa@agenciamentha.com.br) / Evandro Carniato, profissional de educação física da Bodytech Goiânia

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Abdominais Oblíquos#Abdominal "Tesoura"#Abdominal Supra#alimentação equilibrada#atividade fisica#core#Prancha

Dicas para fazer melhor manejo do estresse!

Dicas para fazer melhor manejo do estresse!

O estresse é um problema crescente! Uma pesquisa global de 1.000 empresas em 15 países, encomendada pelo Regus Group, mostra que seis em cada dez trabalhadores nas principais economias globais estão sob pressão crescente no local de trabalho.
Augusto Ruiiz, influencer da saúde e idealizador da Ruiiz Health Academy, explica que diante da agitação de hoje, da abundância de informações e da demanda natural da economia por melhores resultados, cada um de nós deve aprender a administrar e reduzir o estresse. “Isso pode parecer difícil, mas com algumas mudanças no autoconhecimento e nos hábitos, você pode equacionar trabalho, resultados e qualidade de vida”, destaca.

Dicas para lidar com o estresse

Parece difícil controlar o estresse em nossas vidas. Seja no trabalho ou em casa, com tantas obrigações e perguntas sem resposta, parece que nunca temos tempo para relaxar da maneira que queremos.
Augusto Ruiiz lembra que com a velocidade das mudanças sociais e tecnológicas, muitas pessoas hoje estão finalmente perdidas devido à inovação contínua. “Além de se sentirem pressionadas, também estão preocupadas com possíveis situações alternativas no trabalho ou com a impossibilidade de acompanhar o ritmo do mundo”, afirma.
Pensando nisso, Augusto Ruiiz, listou 5 dicas simples que podem ajudar você a gerir melhor seu estresse e ter uma vida mais saudável.

1 – Reconheça o que lhe causa estresse

Procure determinar quais condições aumentam sua tensão e estimulam seu coração a bater mais rápido. Se você puder evitar essas situações, faça-o. Agora, se você não pode escapar, esteja preparado com antecedência para enfrentar a pressão que se aproxima.
Você pode respirar fundo para promover o relaxamento e gerar pensamentos agradáveis. Em outras palavras, não suporte a dor de ninguém, nem mesmo a sua. Tente viver no presente, não pense em como você ficará cansado no futuro.

2 – Evite cafeína e nicotina

Evite, ou pelo menos reduza o consumo de nicotina e quaisquer bebidas que contenham cafeína. A cafeína e a nicotina são estimulantes, por isso, aumentam os níveis de estresse ao invés de reduzi-los.
Troque bebidas com cafeína por água, chá de ervas ou sucos naturais diluídos e mantenha-se hidratado, pois isso permite que seu corpo lide melhor com o estresse.

3 – Pratique atividade física

Os exercícios podem substituir os hormônios do estresse excessivamente metabolizados e produzir neurotransmissores para ajudá-lo a recuperar o corpo e a mente. Acalme-se e relaxe.
Quando você se sentir estressado e nervoso, caminhe rapidamente ao ar livre. Tente fazer algum exercício físico regularmente antes ou depois do trabalho ou durante o almoço. O exercício físico regular também pode melhorar a qualidade do sono.

4 – Durma bem

A falta de sono é uma causa importante de estresse. Mas, infelizmente, o estresse também pode atrapalhar nosso sono, e nossos pensamentos continuam a girar em nossas mentes, impedindo-nos de relaxar o suficiente para adormecer.
Algumas dicas para melhorar o sono são:

  • Relaxe antes de ir para a cama;
  • Certifique-se de que seu quarto é um oásis de tranquilidade, sem lembrança de coisas que causam estresse;
  • Evite beber cafeína à noite e o consumo excessivo de álcool;
  • Poucas horas antes de ir para a cama, não faça nenhum trabalho exigente mentalmente, para que você possa ter um tempo para se acalmar;
  • Experimente tomar um banho quente ou ler um livro calmo;
  • Procure ir para a cama mais ou menos na mesma hora todos os dias, para que sua mente e corpo se acostumem a uma rotina de dormir previsível.

5 – Converse

Guardar para si todos os problemas pode ser algo perigoso. Fale com alguém de sua confiança sobre seus medos e ansiedades. Guardamos emoções negativas em nossos corações porque nos sentimos infelizes. Para não causar conflito, ignoramos os sentimentos ruins em nossos corações. Mas,  isso não é bom.
Tente resolver o seu problema o mais rápido possível. O uso e o abuso do diálogo podem restaurar a paz uns aos outros. Se você não tem ninguém para desabafar, considere visitar um psicólogo, que é uma pessoa imparcial que entende o comportamento humano.

Fonte: Carvalho Assessoria (rodrigo@carvalhoassessoria.com)

Imagem: https://www.reporterdiario.com.br/noticia/2873536/dicas-especialista-recomenda-7-habitos-diarios-para-evitar-o-estresse/

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#atividade fisica#auto cuidado#dormir bem#estresse

Como manter a motivação e o foco na prática de atividade física em 2021!

Como manter a motivação e o foco na prática de atividade física em 2021!

Entra ano, sai ano, o item “praticar exercícios” continua na lista de resoluções de muitas pessoas. Se no início o comprometimento é alto, ao longo dos meses é comum ir perdendo o gás e abrir mão do compromisso de manter a rotina de exercícios. Para ajudar a continuar com o foco na prática de atividades física, a TotalPass separou 4 dicas que podem mudar a forma de ver o exercício e incentivar a integração dele no dia a dia:

– Busque atividades que te gerem prazer

Não é todo mundo que gosta de musculação ou de esportes. A sorte é que existem outras atividades que podem gerar o desenvolvimento físico e a melhora da saúde. Quando encontramos uma prática que nos dá prazer, a chance de mantê-la na nossa vida é maior. Por isso, se proponha a experimentar modalidades novas, uma delas pode te surpreender e se encaixar com aquilo que você estava buscando. Dança, yoga, tecido de circo, natação, pilates, treino funcional, indoor cyrcle são algumas das opções diferentes da tradicional musculação. Permita-se conhecê-las!

– Encontre um parceiro de treino

Tem dias que não é fácil encontrar motivação sozinho. Para isso, ter alguém que compartilhe do mesmo desejo de se exercitar e que também leve a sério essa meta pode ser um diferencial e servir de impulso para não desanimar. Crie uma rotina de exercícios juntos, definindo uma frequência de treinos e de horários. Dessa forma, ambos podem se motivar a cumprir esse compromisso.

– Tenha uma série de exercícios que possa ser feita em casa

Se a vontade de ir até a academia ou ao estúdio de treinamento não aparecer, opte por treinar em casa. Hoje, há plataformas que oferecem treinos on-line guiados por profissionais, como o TP Plus. São séries de movimentos que podem ser feitas sem a necessidade de aparelhos ou outros materiais. É importante escolher exercícios adequados e se atentar a forma de execução de cada um deles, por isso busque sempre os que são recomendados pelos educadores físicos e especialistas da área.

– Veja o exercício como algo que vai além da estética

A prática de atividade física não deve ser motivada somente pelos benefícios que traz para a aparência. Quando olhamos para o exercício como algo que faz bem tanto para nossa saúde quanto para nossa mente, ele ganha um outro significado. A prática de atividade pode ser aquele momento para cuidar de si mesmo e complementar sua lista de rituais de autocuidado. Ver o exercício dessa forma pode te impulsionar a mantê-lo em sua rotina.

Para conhecer mais sobre a TotalPass e as opções de treinos on-line, acesse: https://www.totalpass.com.br/br/principal

Sobre a TotalPass

A TotalPass é um benefício corporativo de atividade física que oferece as melhores academias do país à colaboradores de empresas parceiras. Nesse grupo, são contempladas toda a rede Smart Fit e Bio Ritmo, além de estúdios especializados em corrida, boxe, yoga, ciclismo, treinos funcionais coletivos e desenvolvimento muscular. Os beneficiários da TotalPass tem acesso a mais de 1000 academias, incluindo as principais unidades da rede. Entre os clientes estão Uber, Cabify, Nubank, Amaro, Riachuelo, Prevent Senior, Azul, Gol e GPA.
Fonte: Carolina Amaral (carol@dfreire.com.br)
Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#atividade fisica#Dança#esportes#indoor cyrcle#manter a motivação#musculação#natação#pilates#tecido de circo#treino funcional#yoga

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM ALONGAMENTO ANTES DOS EXERCÍCIOS!

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM ALONGAMENTO ANTES DOS EXERCÍCIOS!

Qualquer pessoa que esteja começando ou já tenha uma rotina de exercícios sabe (ou deveria saber) que antes de qualquer atividade física é necessário fazer um aquecimento inicial — andar até a academia ou parque já preenche essa necessidade — e fazer uma boa sequência de exercícios de alongamento.

 

 

O alongamento é um aviso para o corpo de que você está iniciando uma continuação de movimentos que saem da sua “normalidade”, ou seja, que vão além dos movimentos que você faz diariamente e que não causam grande impacto nos músculos, ossos e articulações.

 

Fazer alongamentos serve para a manutenção ou, no caso dos principiantes, do aumento da flexibilidade do corpo. Essa ampliação é necessária, pois os exercícios físicos requerem movimentos mais longos. Mesmo exercícios como a caminhada requerem movimentos ampliados das pernas (incluindo as coxas e o quadril), dos braços, dos ombros e das costas.

 

A falta de uma sequência de exercícios de alongamento pode comprometer seu treino (fazendo que você canse mais, por exemplo) e aumentar a incidência de lesões musculares. Mas para tudo existe um limite: o alongamento exagerado — forçando até níveis de dores muito exorbitantes — também é prejudicial.

 

“O alongamento precisa ser feito até um nível chamado ótimo ou ideal. É um processo profilático, ou seja, protege de forma preventiva alguns tipos de lesões causadas pelo excesso no movimento ou na carga de exercícios.

 

Entretanto, quando há um alongamento excessivo, forçando demais a musculatura, esse tipo de preparação para o treino também pode levar a lesões nos músculos e, consequentemente, articulações”, explica Giulliano Esperança, diretor técnico da sociedade brasileira de Personal Trainers.

 

Giulliano lembra também que as sequências de alongamento não devem ser feitas apenas no início do treino, mas ao final deles também. “O alongamento posterior ajuda o corpo a voltar ao seu ritmo natural, em que os músculos ficam mais estáveis. Faz parte do que chamamos de ‘desaquecimento’ pós-exercício”, explica o especialista. “Tudo isso ajuda a diminuir a ocorrência de um desconforto posterior ao exercício, como aquelas dores nas pernas que muitas pessoas têm no dia seguinte a um treino”, completa Giulliano, que lembra que muitas pessoas que não fazem o alongamento de modo correto também podem desenvolver dores crônicas nas costas. “Essas dores podem não ser do exercício em si, mas da falta do aquecimento e do desaquecimento feito de forma errada”, diz.

 

O próprio alongamento, aliás, pode ser considerado uma forma bastante prática de exercício. “No dia em que não é possível treinar — por causa do tempo, clima ou outro compromisso — as pessoas podem fazer uma boa sequência de alongamento, em casa mesmo. É uma forma de manter o organismo ativo, talvez sem tanta queima calórica como um exercício mais intenso, mas nem menos saudável”, diz Esperança.

 

Mesmo pessoas mais velhas, que não têm uma rotina de exercícios programada, podem aproveitar os benefícios do alongamento. “A Academia Americana de Medicina Esportiva sugere que pessoas idosas façam séries de alongamentos para manter a flexibilidade do corpo. Isso ajuda essas pessoas a manter uma boa saúde e realizarem mais facilmente suas tarefas diárias, apontam os estudos.”

 

Os tipos de alongamento podem variar para cada forma de exercício físico, mas existe uma série básica que pode servir para todos (e caso seu treino seja mais intenso, o ideal é complementar essa série com outros tipos de alongamento).

 

 

Auxilio texto: Giulliano Esperança Personal Trainer e Diretor Executivo do Instituto do Bem-Estar

Ana Lima Comunicação

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#alongamento#atividade fisica#dicas