Jejum Intermitente by Carol Grillo!

Jejum Intermitente by Carol Grillo!

Mais uma semana no início e nada melhor do que dicas da nutricionista e colunista do blog Carol Grillo. Gente, adorei saber mais sobre o JEJUM! Confiram:

 

Jejum

dieta-do-jejum-intermitente-1463585129351_v2_900x506

Quando falamos em jejum, logo associamos a “passar fome”, ficar fraco e sentir-se mal, pois o corpo humano nos pede alimentos constantemente. Mas o jejum é um costume milenar que tem sido muito estudado recentemente. Esses estudos apontam benefícios múltiplos, que incluem o auxílio no controle de crises de epilepsia, na melhora do humor e na prevenção da diabetes.

 

Jejum significa que, quando nosso corpo fica por um período sem se alimentar, busca a reservas que temos para suprir as suas necessidades, como por exemplo, utilizará gordura estocada no tecido adiposo ao invés da gordura ingerida da dieta. Além disso, o corpo passa a usar como energia a glicose produzida no fígado, e a utilizar de forma mais intensa o glicogênio muscular e hepático, em detrimento dos carboidratos provenientes da alimentação.

 

Capa-Blog.001

 

Hoje irei explicar para vocês dois protocolos de jejum que estão sendo usados com muito sucesso pelos nutricionistas do mundo inteiro:

 

1) Jejum intermitente: Como o nome sugere, ele não é constante e duradouro, pelo contrário, normalmente acontece em intervalos de tempos pré-estabelecidos. Ou seja, apresenta períodos de jejum intercalados com períodos onde há ingestão alimentar e pode ser planejado de diversas formas, como uma vez por semana, dia sim, dia não e assim por diante.

 

Estudos realizados pelo USNational Library of Medicine National Instituteof Health, provou que indivíduos que se submetem a jejum de 24 horas uma vez ao mês se tornam menos suscetíveis a doenças cardiovasculares, dentre os benefícios vale ressaltar:

 

  • Perda de peso e gordura corporal.
  • Redução nos níveis de LDLc e triglicerídeos.
  • Manutenção nos níveis de HDLc — o que é importante, tendo em vista que as dietas para perda de peso normalmente levam à redução do HDLc.
  • Aumento no tamanho das partículas de LDL.
  • Redução nos níveis de insulina.
  • Manutenção na taxa de metabolismo de repouso.

 

2) Protocolo de Jejum Intermitente de Leangains: desenvolvido pelo nutricionista sueco Martin Berkhan, é um protocolo de jejum projetado para recomposição do corpo.

 

Neste caso o tempo de jejum é o fator mais importante, geralmente, 16 horas sem comer, e um período de 8 horas de alimentação. Essas horas podem ser divididas da maneira que você quiser, mas o mais comum é não comer por 1 ou 2 horas antes de dormir, dormir 8 horas, e depois ficar em jejum por 6 ou 7 horas para em seguida alimentar-se, em 3 refeições.

 

A orientação é que a maioria das calorias deve ser consumida após o treino, para tirar proveito da maior sensibilidade à insulina muscular. A ingestão de calorias diária deve ser idealmente afunilada para baixo (a primeira refeição é a maior).

 

A proteína deve ser alta em todos os dias: Pelo menos 1g de proteína por 1kg de peso corporal, sem falta. Já para os outros grupos, carboidratos e gorduras, a orientação varia conforme os dia de treino ou de descanso. Em dias de treino você pode adicionar mais carboidratos e em dias de descanso reduzir os carboidratos e aumentar a gordura.

 

Os benefícios observados aqui são:

. Perda de gordura corporal

. Ganho de massa magra

 

Todos os benefícios observados nos dois casos se justificam devido ao fato de que a maior parte das doenças crônicas tem uma causa em comum: o excesso de energia no corpo, com o qual o organismo não consegue lidar — levando à disfunção em diversos processos celulares e moleculares.

 

Nos dois casos citados acima, o jejum programado é um grande aliado da saúde e só nos traz benefícios, mas não são todas as pessoas que podem se beneficiar desta técnica. Eu costumo indicar em alguns casos onde o paciente precisa de um novo estímulo, pois o emagrecimento está ficando lento. Mesmo assim tenho cautela ao introduzir o jejum, pois é sempre importante observar a aceitação do organismo à essa mudança.

 

A dica mais importante aqui é que antes de alterar seus hábitos alimentares, é fundamental consultar um nutricionista.

 

jejum-intermitente-low-carb-dicas-bella-russo-5

 

Fotos: Internet

Carol Grillo

ESCRITO POR Carol Grillo

Com inúmeros cursos de especialização, além de uma pós-graduação em nutrição clínica, Carol é uma nutricionista focada em ajudar seus pacientes a seguirem uma rotina alimentar saudável, equilibrada e direcionada a resultados.

#Alimentação saudável#Blog AskMi#Carol Grillo#coluna#dicas#jejum#Marina Xandó#nutrição