COMO MANTER UM PESO SAUDÁVEL NA GRAVIDEZ?

COMO MANTER UM PESO SAUDÁVEL NA GRAVIDEZ?

Muitas mulheres imaginam a gestação como o período em que se pode ganhar peso à vontade. É o famoso argumento: comer por dois. Mas, segundo a especialista em emagrecimento Edivana Poltronieri, engordar muito durante a gravidez merece atenção, especialmente se a futura mamãe for considerada com sobrepeso ou obesidade ao engravidar.  Isso porque, mulheres nesse perfil apresentam mais riscos de desenvolver problemas de saúde, como diabetes gestacional e pré-eclâmpsia – aumento da pressão arterial. A seguir, a expert dá dicas para um ganho de peso saudável nessa fase.

 

 

Comece a gestação com um peso saudável, se possível

“Isso é tão importante quanto tomar a vitamina pré-natal antes de engravidar”, diz Edivana Poltronieri.  Ela explica que se a gestante já for adaptada a uma rotina saudável antes da gestação, vai ter uma gravidez mais leve e manter o peso recomendado, de acordo com as orientações do médico ginecologista ou obstetra. “Para quem estiver tentando engravidar, o ideal é agendar uma consulta antes da concepção para que se possa fazer uma avaliação do índice de massa corporal e seguir maneiras saudáveis de perder peso, se necessário”.

Não faça dieta, faça boas escolhas

Algumas mulheres já estão acima do peso quando engravidam e outras engordam muito rapidamente durante a gravidez.  De qualquer forma, independente da condição, Edivana alerta que grávidas não devem fazer dieta ou tentar perder peso durante a gravidez.  “É melhor se concentrar em comer os alimentos que tenham um grande impacto nutricional e que promovam mais saciedade e se manter ativa”, recomenda.

Escolha lanches saudáveis entre as refeições

Uma alimentação variada será determinante para a mamãe conseguir os nutrientes necessários sem ganhar muito peso, segundo Edivana. “Que tal trocar os lanches da manhã e da tarde, muitas vezes com bolachas pobres em vitaminas, por exemplo, por lanches que incluam proteínas, fibras e alguma gordura saudável? Os carboidratos naturais, como a batata doce, também são ótimos aliados. Outros exemplos incluem uma banana ou maçã com pasta de amendoim, ovo mexido com espinafre, iogurte natural com nozes e castanhas. O ideal é fazer refeições pequenas e frequentes, porém ricas em vitaminas”, afirma.

Não convide o vilão para casa

“A melhor maneira de evitar alimentos não saudáveis, como batatas fritas, sorvete e bolachas recheadas, é não ter esses alimentos em casa. E, se for comer fora, prefira locais que oferecem saladas, sopas e vegetais”, orienta Edivana.  Quando o desejo bater forte à porta, a especialista recomenda buscar o equilíbrio. “É totalmente normal sentir vontade de alguma guloseima na gestação, mas o segredo está em conseguir manter o controle. Você pode até satisfazer seus desejos, mas é importante garantir que está obtendo todas as vitaminas que você e o bebê precisam”.

Beba bastante (água)

Edivana afirma que beber água tem um benefício adicional à futura mamãe. Além da hidratação, a água ajuda a mantê-la satisfeita entre as refeições. Ela recomenda manter uma garrafa próxima o tempo todo para aumentar a ingestão.  “Especialmente as grávidas devem monitorar a cor da urina. Se for amarelo escuro é um sinal de que o corpo precisa de mais líquidos. O ideal é beber água ao longo do dia para manter a cor da urina amarelo claro, sinal de uma hidratação adequada”, orienta Edivana.

Movimente-se

Existem muitos tipos diferentes de exercícios que são seguros durante a gravidez, de acordo com a especialista em emagrecimento. “A gravidinha pode, inclusive, até pedir ao parceiro, família ou amigos para fazer algumas atividades com ela. Isso pode tornar o processo ainda mais leve e divertido”, indica.

Algumas atividades incluem: caminhadas, exercícios de natação especiais para as futuras mamães, dança, yoga, passear no parque. Para Edivana Poltronieri essas atividades, mesmo que simples, são ótimas maneiras de se manter ativa e garantir uma gestação saudável, além de ajudar  a gerenciar o ganho de peso.

Fonte: Jenny Carmona | bcbiz. (jenny.carmona@bcbiz.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#gestação#gravidez#médico ginecologista ou obstetra#peso saúdavel#pré-natal

Milho: alimento super versátil!

Milho: alimento super versátil!

Em receitas doces ou salgadas, como aperitivo, acompanhamento ou prato principal, o grão pode ser consumido de várias maneiras.

A nutricionista do Comitê Umami, Graciela Vargas, ressalta que o milho, além de versátil, é muito saboroso por ser um alimento que confere o umami – quinto gosto básico do paladar humano, ao lado do doce, salgado, azedo e amargo. “Rico em glutamato, ele adiciona sabor ao prato e traz diversos benefícios para a saúde. Estudos mostram que ingredientes umami auxiliam na digestão de proteínas e interferem diretamente na aceitação alimentar de crianças e idosos”, explica.

Fonte de vitaminas, minerais essenciais e antioxidantes, o milho é um dos cereais mais amados em todo o mundo. E para saboreá-lo de maneiras diferentes, Graciela listou cinco opções para aproveitar o grão:

Creme
Como opção leve para uma refeição, o creme de milho é uma escolha prática. “O creme de milho pode ser um acompanhamento muito versátil. É possível dar um toque especial na preparação adicionando um crocante de parmesão. Para isso, basta espalhar o queijo ralado em uma frigideira e deixar no fogo médio até dourar. Depois, só retirar cuidadosamente, com o auxílio de uma espátula, e deixar esfriar até enrijecer. Após colocar o creme em uma tigela, decore o prato com a escultura de queijo”, explica Graciela.

Assado
O milho assado é uma ótima alternativa vegetal para o churrasco. “Nesse caso, a dica é remover a palha que o envolve. A espiga deve ser levada à grelha sobre fogo médio, virando às vezes até dourar. Também é possível preparar em uma frigideira ou churrasqueira elétrica. Para o tempero, além da manteiga e do sal, outra opção é pincelar a espiga com uma mistura de ervas e azeite”, comenta a nutricionista.

Salada
O milho dá um sabor especial e é uma ótima opção para a dieta crudívora, que consiste somente no consumo de alimentos naturais e crus. “O grão pode ser a estrela principal de uma salada porque ele confere o gosto umami e deixa qualquer prato ainda mais saboroso. Para uma entrada simples e prática, coloque em um recipiente: milho, pepino, rabanete, mix de folhas, tomates maduros e fatias de pimenta jalapeño. Tempere com limão, azeite e uma pitada de sal”, ensina a especialista.

Suco
Outra maneira de saborear o alimento é preparar um suco de milho com água de coco. “Para fazer o suco, basta retirar a água de coco e separar a polpa, depois higienize o milho e retire os grãos das espigas. Em um liquidificador, adicione água, os grãos de milho e meio litro de leite, bata até ficar uma mistura homogênea e faça o mesmo só com o coco. Então leve a mistura de milho ao fogo baixo por 30 minutos e para finalizar, bata as duas misturas no liquidificador”, conta Graciela.

Torrado
Um grande aliado dos aperitivos, o milho torrado com mostarda e mel faz sucesso em qualquer ocasião. “Todos nós temos aqueles dias em que queremos cozinhar algo gostoso, mas que ao mesmo tempo não dê muito trabalho e que não precise de muitos ingredientes. Essa opção é ótima para para abrir o apetite ou acompanhar um drink em casa”, finaliza a nutricionista.

Fonte: Comitê Umami (umamiteam@agenciarace.com.br) / nutricionista do Comitê Umami, Graciela Vargas

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#aperitivo#milho#receitas doces ou salgadas

6 benefícios da meditação para sua saúde!

6 benefícios da meditação para sua saúde!

Nos últimos anos, pesquisas científicas provaram que a meditação pode não apenas relaxar o corpo e a mente, mas também ter efeitos específicos na saúde humana. Um estudo conduzido pela Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, aponta que meditar, pelo menos, 30 minutos por dia pode ajudar a aliviar os sintomas de ansiedade, depressão e dor crônica.
Augusto Ruiiz, influencer da saúde e idealizador da Ruiiz Health Academy, explica que quem medita aprende a fazer escolhas mais conscientes e funcionais, influenciando a maneira como lida com os desafios cotidianos da vida pessoal e profissional. “A meditação é uma excelente aliada da saúde e bem-estar. Poucos minutos de prática por dia, podem reduzir as chances de doenças físicas e mentais”, destaca.

O que é a meditação?

Meditação é um conjunto de técnicas destinadas a desenvolver padrões de atenção, emoção e crescimento pessoal. A meditação não é apenas pensar em coisas boas e relaxar, mas também pode ser entendida como uma conexão com a consciência, inteligência e energia. Deixe de lado todas as dúvidas e concentre-se no “aqui e agora”.

 

Quais são os benefícios da meditação?

A meditação proporciona vários benefícios para a saúde. Augusto Ruiiz aponta alguns:

1 – Melhora a qualidade do sono
A meditação reduz a tensão e ajuda o corpo a relaxar, afetando diretamente a qualidade do sono. Os principais problemas que dificultam uma boa noite de sono estão relacionados à ansiedade, fadiga mental e física. Então, a prática da meditação parece ser uma ferramenta para desconectar a mente dessas preocupações e estímulos, permitindo que as pessoas descansem livremente.

2 – Melhora a capacidade de processamento potencial do cérebro
Um estudo da Universidade da Califórnia, publicado em “Frontiers in Human Neuroscience”, mostra que a prática da meditação pode melhorar as conexões elétricas do cérebro. Ou seja,  além do processamento de informações de forma mais rápida, as capacidades de formação de memória e tomada de decisão também foram aprimoradas.

3 – Reduz o risco de problemas cardíacos
Quem pratica meditação tem cerca de 48% menos chances de desenvolver uma doença cardiovascular. Isso acontece porque a atividade desacelera os pensamentos, descansa a mente e reduz o nível de estresse, diminuindo, consequentemente, a pressão arterial e os níveis alterados de compressão vascular.

4 – Diminui estresse e ansiedade
A meditação ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade. Isso porque quando você se concentra, respira profundamente e inspira profundamente e, assim, algo acontece com seu sistema nervoso. Esse processo faz com que os pulmões abracem o coração e abaixem nosso diafragma transverso. Nesse momento, os receptores do nervo vago enviam sinais ao cérebro, e a resposta ao sistema nervoso simpático é liberar neurotransmissores para trazer efeitos calmantes ao corpo.

5 – Ajuda a manter a saúde e o bem-estar
A meditação proporciona vários benefícios para a saúde e o bem-estar. Além de exercitar a mente, meditar abaixa os níveis de lactato e a pressão sanguínea, reduzindo tensões, dores, problemas nas articulações e até insônia.

6 – Ajuda na carreira
Com a meditação você pode perceber imediatamente pensamentos, sensações físicas e emoções quando eles aparecem, sem ter que reagir automática ou habitualmente. Com isso, o praticante aprende a fazer escolhas mais conscientes e funcionais, o que influencia positivamente sua forma de lidar com os desafios diários da vida pessoal e profissional.

Fonte: Carvalho Assessoria (rodrigo@carvalhoassessoria.com) / Augusto Ruiiz, influencer da saúde e idealizador da Ruiiz Health Academy

Imagem: https://catracalivre.com.br/equilibre-se/7-beneficios-da-meditacao-para-sua-vida/

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Ajuda a manter a saúde e o bem-estar#benefícios da meditação#Diminui estresse e ansiedade#meditação#Melhora a qualidade do sono#processamento potencial do cérebro#Reduz o risco de problemas cardíacos

Dicas para fazer melhor manejo do estresse!

Dicas para fazer melhor manejo do estresse!

O estresse é um problema crescente! Uma pesquisa global de 1.000 empresas em 15 países, encomendada pelo Regus Group, mostra que seis em cada dez trabalhadores nas principais economias globais estão sob pressão crescente no local de trabalho.
Augusto Ruiiz, influencer da saúde e idealizador da Ruiiz Health Academy, explica que diante da agitação de hoje, da abundância de informações e da demanda natural da economia por melhores resultados, cada um de nós deve aprender a administrar e reduzir o estresse. “Isso pode parecer difícil, mas com algumas mudanças no autoconhecimento e nos hábitos, você pode equacionar trabalho, resultados e qualidade de vida”, destaca.

Dicas para lidar com o estresse

Parece difícil controlar o estresse em nossas vidas. Seja no trabalho ou em casa, com tantas obrigações e perguntas sem resposta, parece que nunca temos tempo para relaxar da maneira que queremos.
Augusto Ruiiz lembra que com a velocidade das mudanças sociais e tecnológicas, muitas pessoas hoje estão finalmente perdidas devido à inovação contínua. “Além de se sentirem pressionadas, também estão preocupadas com possíveis situações alternativas no trabalho ou com a impossibilidade de acompanhar o ritmo do mundo”, afirma.
Pensando nisso, Augusto Ruiiz, listou 5 dicas simples que podem ajudar você a gerir melhor seu estresse e ter uma vida mais saudável.

1 – Reconheça o que lhe causa estresse

Procure determinar quais condições aumentam sua tensão e estimulam seu coração a bater mais rápido. Se você puder evitar essas situações, faça-o. Agora, se você não pode escapar, esteja preparado com antecedência para enfrentar a pressão que se aproxima.
Você pode respirar fundo para promover o relaxamento e gerar pensamentos agradáveis. Em outras palavras, não suporte a dor de ninguém, nem mesmo a sua. Tente viver no presente, não pense em como você ficará cansado no futuro.

2 – Evite cafeína e nicotina

Evite, ou pelo menos reduza o consumo de nicotina e quaisquer bebidas que contenham cafeína. A cafeína e a nicotina são estimulantes, por isso, aumentam os níveis de estresse ao invés de reduzi-los.
Troque bebidas com cafeína por água, chá de ervas ou sucos naturais diluídos e mantenha-se hidratado, pois isso permite que seu corpo lide melhor com o estresse.

3 – Pratique atividade física

Os exercícios podem substituir os hormônios do estresse excessivamente metabolizados e produzir neurotransmissores para ajudá-lo a recuperar o corpo e a mente. Acalme-se e relaxe.
Quando você se sentir estressado e nervoso, caminhe rapidamente ao ar livre. Tente fazer algum exercício físico regularmente antes ou depois do trabalho ou durante o almoço. O exercício físico regular também pode melhorar a qualidade do sono.

4 – Durma bem

A falta de sono é uma causa importante de estresse. Mas, infelizmente, o estresse também pode atrapalhar nosso sono, e nossos pensamentos continuam a girar em nossas mentes, impedindo-nos de relaxar o suficiente para adormecer.
Algumas dicas para melhorar o sono são:

  • Relaxe antes de ir para a cama;
  • Certifique-se de que seu quarto é um oásis de tranquilidade, sem lembrança de coisas que causam estresse;
  • Evite beber cafeína à noite e o consumo excessivo de álcool;
  • Poucas horas antes de ir para a cama, não faça nenhum trabalho exigente mentalmente, para que você possa ter um tempo para se acalmar;
  • Experimente tomar um banho quente ou ler um livro calmo;
  • Procure ir para a cama mais ou menos na mesma hora todos os dias, para que sua mente e corpo se acostumem a uma rotina de dormir previsível.

5 – Converse

Guardar para si todos os problemas pode ser algo perigoso. Fale com alguém de sua confiança sobre seus medos e ansiedades. Guardamos emoções negativas em nossos corações porque nos sentimos infelizes. Para não causar conflito, ignoramos os sentimentos ruins em nossos corações. Mas,  isso não é bom.
Tente resolver o seu problema o mais rápido possível. O uso e o abuso do diálogo podem restaurar a paz uns aos outros. Se você não tem ninguém para desabafar, considere visitar um psicólogo, que é uma pessoa imparcial que entende o comportamento humano.

Fonte: Carvalho Assessoria (rodrigo@carvalhoassessoria.com)

Imagem: https://www.reporterdiario.com.br/noticia/2873536/dicas-especialista-recomenda-7-habitos-diarios-para-evitar-o-estresse/

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#atividade fisica#auto cuidado#dormir bem#estresse

Depois da Páscoa: deixe seu pet longe do chocolate!

Depois da Páscoa: deixe seu pet longe do chocolate!

A magia da Páscoa é mesmo contagiante, mas para quem possui animais de estimação, pode ser um perigo e tanto. Até porque, quando o feriado acaba, sempre sobra aquele chocolate que ninguém comeu ainda, não é verdade?

Até aí tudo bem, o problema é quando esse restinho vai parar na boca do seu pet, seja porque você não resistiu aos apelos incansáveis e fofos do seu melhor amigo ou ele se aproveitou de algum momento de distração para furtar um ovo que estava dando sopa.

Quem alerta é a veterinária da Nutrire, Dra. Luana Sartori. “Todos já sabem que o chocolate não é indicado para cães e gatos, mas poucas pessoas entendem o motivo dessa preocupação. A vilã dessa história se chama Teobromina – composto encontrado no cacau”, diz. 

Ocorre que o organismo dos animais não consegue metabolizar essa substância, ou seja, ela se acumula no corpo do pet. Aí que mora o perigo, pois a Teobromina em excesso ocasiona muito mais do que problemas estomacais, podendo causar doenças no coração e no cérebro do bichinho. 

Ação tóxica por dias

Além de tudo isso, essa substância fica agindo no organismo do animal por até seis dias. Por isso, o chocolate é alimento proibido para cães e gatos. Aliás, seu melhor amigo deve comer apenas alimentos feitos especificamente para ele.

“Se o pet furtou o chocolate e apresenta alterações como aumento de contrações musculares, excitação nervosa, micção em excesso, elevação da temperatura corporal, respiração acelerada, taquicardia, vômitos ou diarreia, leve-o imediatamente ao veterinário”, indica.

Prevenir ainda é o melhor remédio

Esconda o chocolate ou deixe em locais altos onde o pet não tem acesso. Tanto o cheiro como a embalagem podem despertar a curiosidade do cão.

Se estiver muito difícil suportar os olhares de súplica do animal, dê uma guloseima feita especificamente para ele. Em caso de ingestão acidental, você já sabe: o animal deve ser avaliado por um médico veterinário.

Outros alimentos proibidos

Dra. Luana ressalva que os animais devem se alimentar de produtos preparados exclusivamente para suprir suas necessidades. A especialista fez uma lista de alguns itens que devem ficar longe do seu pet. 

“Alho e cebola também são alimentos que não devem ser permitidos. A cebola, inclusive, pode ser tóxica para o pet se consumida em grande quantidade. O abacate também é bastante prejudicial para a saúde de cães e gatos, isso porque ele possui a persina – substância rica em gordura”, revela. 

A carambola, as frutas secas, uva, café e chás não devem ser oferecidos aos animais. Além de provocar vômito e diarreia, alimentos desse tipo são responsáveis por problemas digestivos sérios e intoxicação. 

Qual é a ração ideal?

São muitas as opções no mercado pet e a escolha deve ser feita de acordo com alguns critérios como o paladar do bichinho, a quantidade de nutrientes do produto, a qualidade da produção e, claro, alimentos que auxiliem na imunidade do seu melhor amigo. 

“O ômega 6 – da mesma família do 3, auxilia na manutenção de uma pele e pelagem forte e bonita. E também temos os antioxidantes como zinco, selênio, vitaminas A e E, que garantem saúde e longevidade aos pets”, completa.

Fonte: Juliana (juzifarias80@comuniquese1.com.br) / veterinária da Nutrire, Dra. Luana Sartori

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#alimentos proibidos#cães#cão#chocolate#cuidados#dog#pet#puppy#ração ideal#veterinária