5 passos para a mala ideal!

5 passos para a mala ideal!

Com as férias escolares de inverno se aproximando, muitas famílias planejam uma viagem para se divertir ou relaxar. Organização é essencial para que essa experiência seja de fato satisfatória e ela já começa pela escolha da mala ideal. Afinal, esse é o acessório que garante que todos os pertences vão ficar bem guardados e seguros durante o percurso. Confira abaixo 5 dicas  da Ika Class para acertar nessa escolha.

 

Tamanho perfeito

 

O ideal é ter um kit de malas com três tamanhos: pequeno, médio e grande. Assim, você estará preparado para viagens de diferentes períodos de tempo. “Se tiver que escolher apenas um modelo, aposte no médio, que comporta itens suficientes para uma viagem de uma semana, e pode ser colocado no porta-malas do carro ou retirado da esteira do aeroporto com facilidade”, sugere Leon Knopfholz, diretor de marketing da K1, atual detentora da marca Ika.

 

Muitas vezes, vale mais a pena dividir os pertences em mais de uma mala do que escolher um modelo grande demais, que pode dificultar o transporte, além de ficar pesada. “Uma mala média e uma boa frasqueira podem dar conta de muitas viagens”, comenta Knopfholz.

 

Rodinhas funcionais

 

As malas com rodinhas são as melhores opções, porque facilitam o transporte. “As de quatro rodas e com rotação 360º são perfeitas porque permitem que o viajante carregue um grande volume praticamente sem nenhum esforço físico”, ressalta o diretor. Como ela pode ser empurrada na vertical, a pessoa não precisa fazer o impulso de incliná-la, conduzindo-a ao lado do corpo. “É essencial que a mala tenha uma boa ergonomia, para não comprometer a postura”, alerta.

 

Materiais resistentes

 

As malas de material rígido mais resistentes do que as de tecido, tanto aos impactos quanto à água. “Temos em nossas linhas malas produzidas com material ABS, que é leve, flexível e muito consistente ao mesmo tempo. Isso garante que a peça tenha uma durabilidade prolongada e continue sendo fácil de manusear durante a viagem”. Embora esse tipo de composição torne o preço do produto ligeiramente mais elevado se comparado ao de tecido, o custo/benefício compensa, já que você não precisará trocar de mala tão cedo.

 

Espaço interno

 

Mais importante do que o tamanho que a mala tem por fora é o seu espaço interno. Dê preferência aos modelos que tenham divisórias com zíper na parte de dentro, porque assim é mais fácil manter as roupas e demais pertences organizados. Outra dica é observar onde fica o zíper: se ele ficar no meio da mala, dividindo-a ao meio, significa que o volume ficará melhor distribuído. “Também existem modelos com expansor, perfeitos para quem tem a intenção de fazer algumas compras no seu destino e precisará de mais espaço”, explica Knopfholz.

 

Segurança

 

Esse deve ser um dos pontos mais considerados ao escolher uma mala: o quão segura ela é. Nesse caso, são recomendadas as que vêm com cadeado TSA, ou seja, no padrão da Transport Security Administration, organização norte-americana criada com o objetivo de fortalecer a segurança nos aeroportos. Além de dificultar a invasão, com esse tipo de cadeado, caso a sua mala precise ser inspecionada na alfândega dos Estados Unidos, os agentes utilizam uma chave-mestra, abrindo-a sem danificar.

 

Dica extra: ao optar por malas de cores diferenciadas e vibrantes, é mais fácil localizá-las na esteira para retirar. Em muitos casos, o extravio da bagagem acontece porque alguém, acidentalmente, pega a mala de outra pessoa e pode ser difícil recuperá-la.

O ideal é um jogo de malas com três opções de tamanhos diferentes, para atender viagens de diferentes durações
Malas Ika linha Unika – rosê

Dê preferência a malas cujo zíper divida ao meio e que tenham compartimentos internos para facilitar a organização Mala Ika linha Vanguard

 

Fotos: Lucas Botega

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#dicas#mala#mala ideal#Marina Xanxó#tamanho

Four Seasons Hotel des Bergues, em Genebra!

Four Seasons Hotel des Bergues, em Genebra!

Vocês sabem que amo viajar e conhecer hotéis ao redor do mundo, afinal quem não gosta??! Nessas férias de julho já decidimos nosso destino em família e para quem ainda não decidiu, quero compartilhar essa super experiência com o Four Seasons Hotel des Bergues.

 

 

 

A essência de Genebra é Suíça – não à toa, a cidade é o berço da relojoaria renomada do país e casa de alguns dos melhores fabricantes de chocolates suíços. Mas Genebra também esbanja multiculturalismo e seu caráter cosmopolita flui em teatros, óperas, museus, lojas, cafés e restaurantes requintados. Porta de entrada para os Alpes, a cidade exibe uma bela paisagem composta pelo lago Léman e o rio Rhône e o icônico Mont Blanc à distância. No verão, quando acontecem uma série de eventos especiais, suas atrações ao ar livre ficam mais atraentes do que nunca.

 

Four Seasons Hotel des Bergues Geveva, o mais tradicional e sofisticado de Genebra, tem posição privilegiada nesse cenário, no coração da cidade, bem à beira do lago. Instalado em uma opulenta construção neoclássica de 1834, o hotel mistura elementos históricos com adições modernas e o serviço impecável do Four Seasons. Estão ali o restaurante Il Lago, com uma estrela no Guia Michelin e a melhor comida italiana da cidade, o Bar des Bergues, com coquetéis premiados, e o japonês Izumi, que ocupa o badalado rooftop do hotel. O lago e os Alpes estão sempre no campo de visão, até das janelas do luxuoso Spa Mont Blanc, no topo do prédio. Para o verão europeu 2019, período mais badalado no país, quando o jet set internacional passa por Genebra, o hotel preparou uma série de experiências, muitas delas abertas também a não hóspedes.

 

Street food na ilha Rousseau: Nessa pequena ilha entre o rio Rhône e o lago Léman, em frente ao hotel, o chef do Four Seasons Mitsuru Tsukada apresenta quitutes de street food japonesa no quiosque sazonal Shima, que funciona até o fim de setembro. Com um menu totalmente novo para 2019 e agradáveis mesas ao ar livre, o lugar fica aberto até às 19h em maio e, com a chegada do verão, estende o funcionamento até às 22h.

 

Passeio de barco no Lago Léman: O Four Seasons Hotel des Bergues leva para navegar nas águas azuladas do lago em um elegante barco a motor. Além de aproveitar a brisa com champanhe e petiscos, hóspedes podem escolher entre praticar wakeboard e esqui aquático, dar um mergulho refrescante ou até pescar um peixe que posteriormente pode ser preparado para o jantar pelo chef do restaurante Il Lago.

 

Rooftop do restaurante Izumi: Concorridíssimo no verão, o rooftop do hotel tem vista imbatível para o lago, os barquinhos que passam ali e a arquitetura cênica de Genebra. O Izumi, do chef Mitsuru Tsukada, traz uma seleção de pratos da cozinha Nikkei com toques criativos do chef, a exemplo do guioza de wagyu e a lagosta com foie gras e molho teriyaki trufado. Os drinques servidos ali são da bartender Sophie Larrouture, que já foi eleita a melhor da Suíça.

 

Tour de helicóptero para vinhedos: Essa experiência especialíssima leva para um sobrevoo de helicóptero sobre a paisagem inigualável dos vinhedos da região de Lavaux, plantados em terraços à beira do lago. Acompanhados pelo sommelier chefe do Four Seasons, Yann Hangouët, hóspedes seguem ao Domaine Jean-René Germanier, uma vinícola familiar que funciona desde 1896. Quem estiver ali entre 18 de julho e 11 de agosto ainda pode aproveitar os eventos de teatro, música e enogastronomia da Fête des Vignerons 2019.

 

Tratamentos especiais no spa: Recém-lançada, a experiência inspirada no Mont Blanc é uma parceria do Four Seasons com a marca suíça de cosméticos Dr Burgener. Nela é feita um tratamento facial de 50 minutos com o creme Elixir and Signature Cream of Spa Mont Blanc, customizado para o hotel e elaborado com flores raras dos Alpes com alto poder regenerador e antioxidante. Depois, há uma massagem de 30 minutos com cristais também dos Alpes. Para arrematar, um banho na piscina aquecida com vista inspiradora para o lago e as montanhas ao redor.

 

Auxilio texto: EBK Public Relations / Andréia Wingeter/ Eveliny Bastos-Klein

Imagens: Four Seasons

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#dicas de viagem#Four Seasons#Genebra#Marina Xandó

Dicas de viagem: o que fazer em Dubai!

Dicas de viagem: o que fazer em Dubai!

Antes de ir para Dubai, sempre ouvia as pessoas dizerem: “Em 3 dias você consegue fazer tudo, é suficiente”. Seguindo o conselho de uma amiga que mora há anos na cidade e também da nossa agencia de lá – a @HighClassTravelExperiences – decidimos que 6 noites seria o ideal! E assim foi… na verdade eu ficaria até 8, sabia? Dubai pode nos surpreender! Mas Mi, é tudo novo, com cara de “fake”, uma Las Vegas do Oriente? Não, não achei nada disso e olha que até que gosto de Vegas! Rsrsrs.

 

Explico: a sensação que você tem quando chega em Dubai é que você está no futuro, há uns 10, 15 anos a mais! Tem muita luz, construções, shoppings enormmmmessss, todo e qualquer tipo de restaurante (dos mais famosos do mundo até os locais), a maioria das redes hoteleiras de mais alto luxo e tudo é muitooooo grande, enorme! Sim, eles são exagerados e temos a impressão ao visitar que a ideia é uma certa “competição” saudável de querer tudo melhor e maior que qualquer outro lugar do mundo!

 

Pensando bem, o raciocínio faz sentido pois o Sheike de Dubai soube há alguns bons anos atrás que seu petróleo estava acabando e tinha data para isso acontecer (dizem que até 2050). O que ele fez para garantir as próximas gerações? Começou a investir no turismo e, para isso, idealizou toda a cidade como é hoje! Ainda faltam muitas ideias e sonhos, mas ele já conseguiu despertar o interesse do mundo e se transformar em um destino turístico!

 

Mas vamos lá, vou passar agora para vocês os programas que fizemos e que indico na cidade:

 

 

 

 

 

 

  • Dubai Frame: O maior quadro do mundo, com cerca de 150 metros de altura e 93 metros de largura encanta por sua magnitude! As duas torres são interligadas por uma ponte de 100 metros quadrados. Foi projetado pelo premiado arquiteto Fernando Donis. Tem um museu no piso térreo que mostra a transformação de Dubai da vila de pescadores à atual metrópole.

 

  • Travessia de Dubai Creek e Mercados de Especiarias e Ouro (Souks): Um dos programas que mais ameiiiiiiii em Dubai! Comece com um chá da tarde no ArabianTeaHouse, depois vá atravessar o rio que separa a cidade antiga da nova, através das antigas embarcações chamadas “ABRA” para visitar o lado de Deira com os mercados de especiarias e ouro! Preparem o bolso! E não deixe de comprar as melhores tâmaras da vida e pashminas também!

 

  • Safari: Não deixem de fazer o passeio de Safari . Já falei da experiência, aqui, lembram?

 

  • Conhecer os prédios Burj Al Arab e Burj Khalifa: se você não estiver hospedado no hotel Burj Al Arab, indico reservar um dos restaurantes, caso contrário você não terá acesso! Já o Burj Khalifa, super indico que você vá a um dos restaurantes do hotel Armani, localizado em uma área do prédio que é considerado o maior do mundo! Super programa!

 

  • Miracle Garden: Um jardim gigante no deserto? Sim, em Dubai tudo é possível! Esse foi um dos passeios preferidos pela Vivi! MARAVILHOSO!E dá para fazer as fotos mais lindas da cidade.

 

  • Dubai Parks: Se você tem tempo sobrando, é apaixonado por parques ou está com kids na cidade, não deixe de conhecer o Motion Gate, o melhor parque dentro do complexo Dubai Parks! Não conseguimos ir mas ouvi dizer super bem!

 

  • Dubai Marina: maior marina artificial do mundo, repleta de cafés, lojas e restaurantes.

 

  • SKI DUBAI: se você curte esquiar e está com tempinho sobrando na cidade, não deixe de conhecer a maior pista de esqui “indoor” do mundo, localizado dentro do Mall of the Emirates.

 

  • DUBAI MALL: maior shopping do mundo! Reserve uma tarde inteirinha para se deliciar com os melhores cafés, lojas e restaurantes que existem! Lá, tenho 2 dicas: visita ao Dubai Aquarium&Underwater Zoo se você estiver com crianças e jantar com direito ao maior show das águas dançantes do mundo, com jorradas de mais de 20 mil litros de água a mais de 150 metros de altura!

 

  • Souk Madinat Jumeirah: Não deixem de conhecer a “Veneza de Dubai”, uma mistura de restaurantes, lojas, mercados (roupas, especiarias, objetos) e passeio de gôndulas! Uma graça e vista lindaaa do Burj Al Arab!

 

Ufaaaa, é isso! E olha que teriam mais programações viu? Faltaram alguns restaurantes que eu queria ter conhecido e também um passeio de barco!

Espero que tenham gostado, fiz com muito carinho e sinceridade!

Beijos, Mi

Fotos: Blog Ask Mi

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Aquarium & Underwater Zoo#Burj Al Arab e Burj Khalifa#dicas de viagem#DUBAI MALL#Dubai Marina#maior shopping do mundo#Mall of the Emirates#Miracle Garden#SKI DUBAI#Souk Madinat Jumeirah

Restaurantes em Dubai!

Restaurantes em Dubai!

Dar dicas de restaurantes em Dubai é uma tarefa bem difícil pois a cidade oferece simplesmente as melhores opções do mundo (sem exageros!) no quesito gastronomia. Li várias dicas de blogs que confio antes da minha viagem, mas confesso que acabei seguindo os conselhos de uma amiga que mora na cidade há mil anos e também da empresa High Class (@highclasstravelexperiences) pois fiquei sabendo que os restaurantes acabam oscilando muito.

 

Bvlgari, Yatch Club Dubai: localizado dentro do hotel Bvlgari com vista para a marina de Dubai, o restaurante é simplesmente divino! Comida italiana, atendimento incrível, ambiente maravilhoso, super indico!

 

 

The Bay: localizado no novíssimo hotel Mandarim Hotel esse com certeza foi meu restaurante preferido na cidade. Ele é composto por um mix de culinária do mundo todo, inclusive com chefs de cada país. Uma loucura! As sobremesas são divinas e indico muito as carnes.

 

 

 

Armani/ Deli: se você tiver em um sábado na cidade, não deixe de ir ao brunch do Armani/ Deli, localizado dentro do hotel Armani e este fica localizado no maravilhoso Burj Khalifa.

 

 

Allonda: localizado dentro do Emerald Palace Kempinski o restaurante inova por fazer um mix entre comida italiana e oriental, experiência incrível!

 

 

 

 

Al Muntaha: para você conhecer o maior prédio do mundo – Burj Al Arab – você precisa ter reserva nos restaurantes ou estar hospedado no hotel. A High Class me indicou este restaurante localizado no topo do hotel e com a vista mais linda da cidade. A comida é bem cara (como tudo em Dubai) mas vale cada centavo pela experiência, precisa de reserva.

 

 

 

Fotos: Blog Ask Mi

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Al Muntaha#All'Onda#Armani/ Deli#Burj Al Arab#Bvlgari#dicas de viagem#Dubai#Emerald Palace Kempinski#Restaurantes#The Bay#Yatch Club Dubai

Restaurantes em Roma!

Restaurantes em Roma!
A dica hoje é de restaurantes em Roma! Aiii que missão difícil pois lá tem tantas opções! O mais legal foi ver que quase todos têm opções sem glúten para a Vivi! Nossa, foi um sonho pois confesso que estava bem preocupada. Bom, vamos a lista:

 

  • Nino: amoooo. Pequeno, comida divina. Não deixe de pedir a alcachofra. Via Borgognona, 11, 00187 Roma RM, Itália.

 

askmi1

 

  • Dal Bolognese: não deixe de pedir o famoso molho a bolonhesa. Piazza del Popolo, 1, 00187 Roma RM, Itália.

 

  • Taberna Trilussa: massas na panela! A experiência é melhor que a comida mas vale super a pena pois fica em um bairro boêmio e bem animado. Via del Politeama, 23/25, 00153 Roma RM, Itália.

 

tavernatrilussa trip ad

 

  • Tratoria Al Moro: um clássico na cidade, para almoçar. Vicolo delle Bollette, 13, 00187 Roma RM, Itália.

 

almoro

 

  • Zuma: vista linda, em cima da loja/hotel Fendi. Via della Fontanella di Borghese, 48, 00186 Roma RM, Itália.

 

zumaroma

 

  • Armando al Pantheon: delicioso! Ao lado do Pantheon, precisa fazer reserva! Salita dei Crescenzi, 31, 00186 Roma RM, Itália.

 

askmi1

 

  • Felice Testaccio: moderno, comida ok! Mas é um dos mais famosos do momento. Via Mastro Giorgio, 29, 00153 Roma RM, Itália.

 

askmi2

 

Tem duas tratorias bem pequenas e nada badaladas que fui e AMEIIII! Sabe aquelas dica de quem mora? Segue:

 

  • TRATORIA DA CAB. GINO. Vicolo Rosini, 4, 00186 Roma RM, Itália.

 

askmi3

 

  • MATRICIANELLA. Via del Leone, 4, 00186 Roma RM, Itália.

 

Matricianella

 

OBS: AMBAS NÃO ACEITAM CARTÃO DE CRÉDITO E PRECISAM DE RESERVA! PREÇO ÓTIMO!

Fotos: Blog Ask Mi e Trip Advisor

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Blog Ask Mi#dicas#Restaurantes#ristorante#romã