Meu carrinho de acessórios by Centauri Acrilícos!

Meu carrinho de acessórios by Centauri Acrilícos!

Nem acreditei quando chegou em casa meu carrinho de óculos e bijoux by Centauri Acrílicos!!! Estava com muitas gavetas bagunçadas, tudo misturado, sem conseguir enxergar direito meus acessórios. Sou uma pessoa super organizada e queria muito colocar tudo em ordem, escolher meus acessórios sem dificuldade e poder visualizar todos. A organização até evita que a gente possa comprar algo parecido, não é mesmo?! Achei muitos acessórios que eu não lembrava que tinha (a louca né?) pois ganho muita coisa e vou guardando em gavetas. Agora não vou mais, pois vou organizar tudo no meu carrinho.

Super indico a Centauri Acrílicos! Eles possuem uma variedade enorme de produtos diferenciados e personalizados… que ajudam muito na decoração e organização de vários ambientes da casa. Aqui está o site e também o Instagram @centauriacrilicos .

E agora vejam o meu carrinho:

 

 

Fotos: Ask Mi

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#acrílico#carrinho em acrilico#carrinhos de maquiagem#Centauri Acrílicos#óculos e bijoux

Como proteger as crianças das doenças respiratórias de Outono/Inverno!

Como proteger as crianças das doenças respiratórias de Outono/Inverno!

Com a chegada do outono, cresce a incidência de doenças respiratórias. As características da estação – variação de temperatura e tempo seco – facilitam a propagação do vírus da gripe e o aparecimento de alergias e outras doenças respiratórias. Em tempos de pandemia, os sintomas das doenças de outono se confundem facilmente com os sintomas do Coronavírus e preocupam pais e educadores.

O pediatra e imunologista Ariel Levy e o otorrinolaringologista Yuri Sister participaram de uma conversa com o Colégio Renascença, em São Paulo, e ensinaram quais os cuidados para proteger as crianças na volta às aulas presenciais – sobretudo após o anúncio da variante brasileira da Covid-19 (P1).

“A variante P1 é 2,5 vezes mais contagiosa e fez com que a chegássemos ao pior momento da pandemia. No entanto, essa variante não é mais letal em crianças. Um dado interessante da Sociedade Brasileira de Pediatria mostra que a letalidade em crianças em 2021 é menor do que em 2020. A recomendação é manter os mesmos cuidados: distanciamento entre as pessoas, ambientes ventilados e o uso de máscaras. Para crianças entre 2 e 6 anos o uso é incentivado e acima dessa idade, o uso é indicado”, explica o pediatra e imunologista, Ariel Levy.

 

 

Crianças devem tomar a vacina da gripe?

O otorrinolaringologista Yuri Sister conta que o tempo seco e frio em São Paulo faz crescer o número de pacientes nos consultórios com problemas de vias aéreas superiores – como Gripe, H1N1, Rinite, entre outros. O profissional esclarece que a rinite – principalmente a de causa alérgica – pode ser evitada com medidas simples: botar a roupa no sol antes de usar, assim como cobertores e lençóis, além do tratamento medicamentoso e da imunoterapia.

Já sobre o H1N1, o médico reforça a importância de tomar a vacina. “O H1N1 acomete principalmente crianças e pessoas do grupo de risco, por isso, é muito importante imunizá-las. Em época de pandemia, ajudaria muito se conseguíssemos tirar o H1N1 de circulação. Tanto a vacina trivalente como a vacina tetravalente funcionam e são recomendadas”, encoraja o otorrinolaringologista.

Crianças e Covid-19

Prevenir-se contra as outras doenças respiratórias é essencial para minimizar os efeitos da pandemia. “Em crianças, a Covid-19 causa coriza, tosse, febre, dor de garganta, dor de cabeça, abatimento, diarreia e vômito. Assim, fica um pedido e um alerta: não mande crianças com sintomas à escola. Hoje sabemos que as escolas são lugares seguros para as crianças, mas é preciso manter o protocolo para isso”, ressalta o imunologista Ariel Levy.

De acordo com o especialista, é impossível diferenciar a Covid-19 de qualquer outro vírus respiratório sem um exame específico. “Para o paciente com sintomas, deve-se realizar o exame PCR ou antígeno entre o 3º e 5º dia e retornar apenas com atestado médico, quando o exame der negativo e o aluno estiver assintomático há 48 horas. Já para crianças assintomáticas que tiveram contato próximo com alguém com Covid-19, é necessário ficar 14 dias em casa ou realizar o exame PCR entre o 5º e o 7º dia após o último contato, podendo retornar para escola se o PCR der negativo e o aluno continuar assintomático até o sétimo dia. Nenhum outro jeito é seguro o suficiente’, alerta.

Escola Segura

O otorrinolaringologista Yuri Sister aponta que o isolamento social e a falta da escola têm prejudicado o desenvolvimento da fala em crianças – tanto pelo uso de máscaras, que impedem com que os pequenos vejam e reproduzam o movimento da boca no momento da fala, quanto pela falta de tempo dos pais. Ariel Levy reforça que a escola é segura: “Respeitando os protocolos, a chance de contrair a Covid-19 é próxima de zero”, finaliza o pediatra.

Fonte: pediatra e imunologista Ariel Levy e o otorrinolaringologista Yuri Sister / Adriana Fernandes
(adriana@tropicocomunicacao.com.br)

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Ariel Levy#doenças respiratórias#otorrinolaringologista Yuri Sister#Outono/Inverno#pediatra e imunologista

Você sabe qual é a relação do glúten com a psoríase?

Você sabe qual é a relação do glúten com a psoríase?

Nutricionista ortomolecular explica que a má absorção de nutrientes e o aumento da permeabilidade intestinal são fatores que podem ocasionar a doença.

 

 

A psoríase é uma doença inflamatória autoimune, crônica, que frequentemente está associada e coexistente com outras doenças relacionadas ao sistema imunológico, incluindo as que afetam a integridade do trato gastrointestinal.

A doença celíaca é uma condição autoimune, desencadeada pela ingestão do glúten em indivíduos geneticamente predispostos, tendo sido frequentemente associada à piora da psoríase. De acordo com a nutricionista Luciana Harfenist (@lucianaharfenist), referência em nutrição ortomolecular e funcional, o glúten é uma proteína formada pela união da gliadina e da glutenina e, uma das formas diagnósticas para a doença celíaca é a realização do teste para a detecção do anticorpo anti gliadina (AAG). Entretanto, a presença deste anticorpo em portadores de psoríase e sua relação com a gravidade da doença mostram a associação entre estes distúrbios.

Um grande estudo realizado pelo Journal of Investigative Dermatology (2011) demonstrou que indivíduos com doença celíaca têm risco aumentado de psoríase, tanto antes quanto depois do diagnóstico de intolerância ao glúten. No entanto, a evidência epidemiológica ainda é inconclusiva, uma vez que alguns estudos não demonstraram uma associação entre psoríase e doença celíaca, tanto a nível clínico ou sorológico.

“Se realmente existe, a associação entre doença celíaca e psoríase pode ser explicada por vários mecanismos, como por exemplo: a má absorção de nutrientes e o aumento da permeabilidade intestinal associada à doença celíaca, podem predispor à deficiência de vitamina D, que possui correlação com o desenvolvimento da psoríase”, ressalta a profissional.

Embora os dados disponíveis sobre a coexistência de doença celíaca e psoríase ainda sejam inconclusivos e os potenciais mecanismos fisiopatológicos permaneçam em sua maioria hipotéticos, um grande conjunto de evidências sugere que pacientes psoriáticos, com doença celíaca concomitante ou intolerância assintomática ao glúten, podem se beneficiar da dieta isenta de glúten. Em um estudo com pacientes psoriáticos que apresentavam resultados positivos para anticorpos anti gliadina (AAG), a dieta livre de glúten em 3 meses resultou em uma diminuição significativa na área afetada da pele.

Em outro estudo, curiosamente, cerca de 50% dos pacientes com resultado positivo para AAG não demonstraram evidência endoscópica da doença celíaca antes da implementação da dieta sem glúten, o que sugere que essa dieta também pode ser benéfica em psoriáticos com sensibilidade ao glúten assintomática.

A coexistência relativamente frequente de doença celíaca e psoríase justifica o monitoramento de pacientes com qualquer condição de evidência clínica do outro. Além disso, segundo a nutricionista, os níveis séricos de vitamina D devem ser controlados regularmente em pacientes com doença celíaca, com ou sem psoríase concomitantemente. ”Ainda mais importante, a implementação de dieta isenta de glúten deve ser considerada em psoriáticos que apresentem evidências sorológicas de intolerância ao glúten ou sinais clínicos de doença celíaca”, finaliza.

Contato imprensa: conceptallure@gmail.com

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#GLUTEN#má absorção#nutrientes#PSORIASE

Papel de parede natural!

Papel de parede natural!

Já contei várias vezes para vocês o poder de um bom papel de parede na decor, certo? Eu sou suspeita pois tenho uma verdadeira paixão por eles e sei que conseguem transformar qualquer ambiente, muitas vezes gastando menos do que você imagina.

 

Recentemente transformei o banheiro da minha área gourmet apenas investindo em um papel de parede com textura!! Ficou um sonho: inteiro de animal print nos tons de vinho, com objetos em dourado e vários outros detalhes! Era um espaço que realmente eu não gostava, achava sem graça e agora está simplesmente incrível, palavras de amigas minhas que acompanharam o antes de depois! rs

 

Apesar de ter muitos anos de história, o papel de parede continua a ser muito usado na decoração. Este revestimento pode transformar de forma instantânea um ambiente, alterando a percepção do espaço, os níveis de luz e o movimento, além de fazer com que o ambiente pareça maior ou menor dependendo da padronagem escolhida. São diversas as opções de materiais e estampas no mercado. Mas com tantos modelos e tipos disponíveis, como escolher?  Primeiramente você precisa definir qual tipo de estampa, textura e transformação deseja no espaço! Depois, você pode optar pelos diversos tipos de papéis existentes no mercado: com ou sem textura, estampado ou não, qualidade do papel, com ou sem brilho e por aí vai.

 

Imagem: www.papeldeparededosanos70.com

 

Mas hoje eu quero falar de um tipo que vem conquistando meu coração, os famosos papéis de paredes naturais! Você já ouviu falar?! Aposto que sim!! Eles são os que imitam bambu, cortiça, grama, mica e outros elementos. Suas texturas convidam ao toque e estimulam os sentidos, gerando a sensação de bem-estar além de serem perfeitos para criar um detalhe rústico e remeter ao natural. Alguns destes papéis podem chegar a ter uma espessura/peso bem maior, com mais de 300g/m² e cabe a você ou ao seu decorador, verificar qual estilo combina mais com a proposta de decoração que você deseja implementar.

 

Imagem: www.papeldeparededosanos70.com

 

Meu primeiro apartamento, logo que casei, tinha um lavabo todo com papel de parede em palha natural, uma escolha que fizemos e que demoramos muito para trocar já que ele não cansa, nem enjoa por ser algo clean, além de ter um aspecto rústico/chic ao mesmo tempo.

 

Outro ponto forte na minha opinião em relação aos papéis de parede natural é a questão ambiental  e da sua produção, todo um processo envolvente e que condiz com os dia atuais.Listras, malhas, linhas onduladas irregulares, estruturas pontuadas, ásperas ou muito delicadas, são apenas alguns exemplos do resultado de métodos especiais de tecelagem e também características típicas de determinadas plantas. No caso de papel de parede em que se utiliza gramas ou plantas, são criadas novas estruturas e desenvolvem seus próprios efeitos especiais num espaço, o que o torna um papel de parede diferenciado e com tratamento manual.

 

Dentre as principais vantagens do papel de parede de palha natural por exemplo está o fato de ser extremamente versátil, durável e ser uma alternativa a madeira priorizando uma arquitetura mais sustentável.

 

Imagem: Google

 

Não há regras para o espaço a ser aplicado, apesar do estilo rústico sua versatilidade permite agregar elegância e sofisticação a espaços modernos, combinada a itens despojados e até mesmo mais clássicos, ou seja, um mix perfeito de estilos!

Casa de praia, campo ou até na cidade esse é um revestimento bem recebido em qualquer ambiente. O que permite liberdade na hora de definir qual ou quais espaços deseja instalar esse maravilhoso tipo de papel de parede.

 

Espero que vocês tenham gostado do post sobre papel de parede e qualquer dúvida mandem comentários ou entrem em contato através do e mail contato@askmi.com.br

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#ambiente#ambientes#bambu#cortiça#decor#Decoração#grama#mica#padronagem#papel de parede#papeldeparededosanos70#textura

COMO FAZER HAMBÚRGUER DEFUMADO E SMASH BURGER!

COMO FAZER HAMBÚRGUER DEFUMADO E SMASH BURGER!

Para o Dia do Hambúrguer celebrado nesta sexta-feira, 28 de maio, o churrasqueiro José Almiro, do canal Churrasqueadas – o maior do país de receitas de churrasco nas redes sociais – ensina dois tipos de hambúrgueres artesanais, práticos e saborosos para fazer em casa. O Victor adora hambúrguer e sempre faz em casa, toda a família adora! Confiram essas receitas que ele adora:

 

Hambúrguer caseiro defumado

 

 

Um fácil e suculento hambúrguer com sabor defumado com lenha de laranjeira.

Tempo de preparo: 50 minutos

Rendimento: 4 porções

Execução: fácil

Vídeo da receita: https://www.youtube.com/watch?v=gFEBS5kfscI&t=10s

INGREDIENTES:

350g de ponta de peito

350g de acém moído

300g de gordura da ponta de peito

50ml de maionese

50ml de catchup

50ml de mostarda

½ colher de chá de alho em pó

½ colher de chá de páprica

Tomilho

100g de queijo cheddar

Sal

Pimenta-do-reino

Pão de hambúrguer francês

 

MODO DE PREPARO: 

 

1 – Misture a ponta de peito, o acém moído, e a gordura da ponta de peito;

2 – Faça os discos de hambúgueres e leve para a grelha no smoker por aproximadamente 40 minutos;

3 – Tempere os hambúrgueres com sal e pimenta-do-reino;

4 – Cubra com o queijo cheddar para derreter;

5 – Prepare o molho com maionese, mostarda, catchup, alho em pó, páprica, misture tudo, finalize com ramos de tomilho, passe no pão, coloque o hambúrguer, e está pronto para servir;

 

Smash Burger (part. Tadeu Canal Rango) 

 

 

O Smash Burguer é o princípio da história do hambúrguer. É popular nos Estados Unidos e vem se popularizando no Brasil. Trata-se de um disco de carne de no máximo 100g, menor do que é feito normalmente pelas hamburguerias artesanais. O blend é moído e moldado em uma pequena bola de carne que é literalmente esmagada na chapa bem quente na hora em que é feito o burger.

E quais são as características desta técnica? Quando o burger é feito na chapa, o que realmente dá o sabor é aquela crostinha que forma do contato da carne com a chapa quente (reação de Maillard), e quando se aumenta a superfície de contato da carne esmagando-a na chapa o sabor aumenta. E o mais interessante é o fato de ser um burger mais fino, o que possibilita colocar quantas carnes quiser no sanduíche.

José Almiro ensina este tipo de hambúrguer com o especialista Tadeu do canal Rango.

Tempo de preparo: 5 minutos

Rendimento: 8 porções

Execução: fácil

Vídeo da receita: https://www.youtube.com/watch?v=zNVH–_vsL4&t=9s

INGREDIENTES:

– Pão de hambúrguer

– 400g de Acém Moído

– 400g de Ponta de Peito Moído

– Sal

– Pimenta-do-reino

– Queijo Cheddar

– 2 colheres de sopa de maionese

– Catchup a gosto

– Mostarda a gosto

MODO DE PREPARO:

1 – Misture a maionese, catchup e a mostarda para preparar o molho. Reserve;

2 – Corte o pão ao meio e esquente na chapa;

3 – Hidrate a chapa com azeite ou manteiga e leve as bolas de carne com 50g cada. Asse dos dois lados, e esmague a carne com a espátula formando o smash burger. Coloque uma pitada de sal e pimenta-do-reino. Vire o disco do hambúrguer, coloque o queijo para derreter;

4 – Passe o molho no pão e coloque a quantidade de smash burger. Pronto para servir.

 

Pauta: Cris Landi (crislandimprensa@gmail.com) / @churrasqueadasoficial

Marina Xandó

ESCRITO POR Marina Xandó

Idealizadora e editora chefe do Ask Mi, Marina é esposa, advogada, blogueira, dona de casa e mãe da Maria Victoria. Começou o AskMi para passar suas dicas adiante. Também é o cérebro - e coração - por trás do Concierge Maternidade AskMi, onde presta consultoria para grávidas, desde o enxoval até organização de recepções e festas.

#Dia do Hambúrguer#Hambúrguer caseiro defumado#Smash Burguer